Voltar à lista de questões sobre “Cartões”

O que é o 3D Secure e o que vai mudar?

O 3D Secure é um sistema de autenticação que confere mais segurança aos consumidores que usam um cartão Santander, de débito ou de crédito, em compras online. O 3D Secure pretende comprovar que um pagamento online está a ser feito pelo legítimo titular do cartão utilizado através da aplicação de 2 fatores de autenticação, minimizando o risco de fraude.


A adesão à autenticação em 2 fatores (autenticação forte) nas compras online era, até aqui, opcional. Mas com a entrada em vigor da PSD2 - Diretiva de serviços de pagamento, uma diretiva europeia, passa a ser obrigatória a implementação do 3D Secure para emissores (como os bancos) e comerciantes dentro da União Europeia, até 31 de dezembro de 2020.


O 3D Secure é obrigatório apenas para o Santander?
Sendo uma imposição definida pela PSD2, a aplicação de 2 fatores de autenticação é transversal a todo o mercado e todos os emissores e comerciantes terão de se adaptar até ao final de 2020. O 3D Secure é a solução mais adotada no mercado europeu, pelo que a experiência do cliente será muito semelhante entre os diversos emissores.


3D Secure e autenticação forte são o mesmo?
De uma forma genérica, 3D Secure e autenticação forte referem-se ao mesmo. A autenticação forte (em 2 fatores de categorias diferentes) já é aplicada em todas as operações, à exceção das compras online com cartão de débito ou de crédito. Para essas operações, a autenticação forte traduz-se na aplicação do sistema 3D Secure.


Que fatores de autenticação forte são necessários?
A European Banking Authority (EBA) definiu as categorias de posse (algo que eu tenho), conhecimento (algo que eu sei) e inerência (algo que eu sou), sendo que, numa compra, se devem aplicar sempre 2 fatores distintos e de diferentes categorias, entre si.

Se tiver dúvidas, entre em contacto connosco.