Palavras passe seguras: como criar

finanças

Como escolher palavras-passe seguras

19 mai 2022 | 5 min de leitura

As suas passwords incluem o seu nome, apelido, o nome do seu animal de estimação ou datas de aniversário? Pense em trocá-las por palavras-passe seguras. Saiba como fazê-lo.

Consultar o e-mail, realizar transações bancárias ou fazer compras nas apps: precisamos de criar senhas de acesso para fazer quase tudo na internet. Embora seja mais simples utilizar uma password curta e fácil de memorizar, isso pode representar sérios riscos à sua segurança na internet. Para proteger a sua informação pessoal e financeira, deve escolher palavras-passe seguras, fortes e difíceis de adivinhar.

 

 

Qual a importância da criação de palavras-passe seguras

Se costuma proteger o código do cartão de pagamento com a mão quando está a levantar dinheiro no multibanco para evitar olhares indevidos, deve ter o mesmo nível de proteção com as senhas de acesso. Desta forma, não ficará exposto a indivíduos mal intencionados.

 

As principais práticas utilizadas pelos cibercriminosos para aceder às suas passwords são:

 

  • Ataques de phishing. É um dos métodos principais para o cibercrime. O utilizador recebe um email aparentemente confiável (do seu banco, por exemplo), o qual pede para clicar num link. Ao fazê-lo, está a ceder informação aos criminosos.

 

  • Hacking de dicionário ou de força bruta. Neste método, os criminosos tentam descobrir a sua palavra-passe através da tentativa e erro. Para isso, basta que conheçam um pouco da sua história (nome ou data de nascimento) e fazerem várias combinações, até chegarem à sua password.

 

  • Keyloggers. É aquilo a que se chama de spyware, ou seja, um programa criado para gravar tudo o que determinada pessoa digita no teclado do computador. Se tiver um programa destes instalado indevidamente, os cibercriminosos podem saber tudo o que está a fazer, inclusivamente a sua palavra-passe.

 

As consequências de uma senha fraca e igual para todas as suas contas podem ser as seguintes:

 

  • Violação da privacidade
  • Roubo de identidade
  • Chantagem por acesso a informações privadas
  • Problemas financeiros
  • Perda de dados valiosos, como apresentações, e-mails e músicas.

 

 

Como criar uma palavra-passe segura

Em primeiro lugar, é importante saber o que é uma palavra-passe segura: trata-se de uma senha de acesso projetada para ser difícil de descobrir por um hacker ou por um software. Deixamos-lhe algumas dicas para conseguir fazê-lo:

 

Não utilize a mesma password para tudo

Evite adotar a mesma palavra-passe para aceder ao homebanking, email ou aplicações. Assim, se um cibercriminoso descobrir o acesso ao seu email, pode saber também como aceder à sua conta bancária.

 

Evite informação pessoal

Crie senhas exclusivas, que não incluam informações pessoais, como seu nome ou data de nascimento. Se estiver a ser alvo de um hacker, este experimentará todas as combinações possíveis com a informação que sabe sobre si.

 

Opte por “passphrase”

Ou seja, passwords com, pelo menos, 23 caracteres, compostos por três palavras ou mais. É útil na medida em que ajuda a criar uma password comprida, robusta e fácil de memorizar, sem a necessidade de conjuntos complexos de números ou símbolos. Quanto mais longa for uma senha, mais forte é. Por exemplo, “29 Gatos azuis no sofá” é uma palavra-passe mais segura do que “29Gato!”.

 

Utilize uma mistura de caracteres

Misture letras (maiúsculas e minúsculas), números e símbolos e terá uma senha forte. Será mais difícil para um cibercriminoso tentar decifrá-la.

 

Use um gestor de palavras-passe

Se seguir estas dicas e escolher uma palavra-passe para cada uma das suas contas, será difícil recordar-se de todas. Um gestor de passwords pode ser a solução. Trata-se de um programa que gere e guarda todas as suas passwords, num único lugar, protegidos por uma palavra-passe mestre. É como se fosse um cofre digital e encriptado, onde pode guardar todas as suas senhas de acesso. E, desta forma, pode criar passwords fortes e únicas, sem o receio de se esquecer.

 

 

A importância da Autenticação Forte

A Autenticação Forte fornece uma camada extra de segurança às suas operações financeiras. Sempre que tiver que fazer uma transferência através do homebanking, por exemplo, terá que comprovar a sua identidade através de outra verificação, como uma notificação enviada para o seu telefone, um telefonema, o reconhecimento facial ou por impressão digital.

 

A autenticação do cliente é forte quando o procedimento de autenticação é efetuado com recurso a dois ou mais elementos pertencentes a, pelo menos, duas das seguintes categorias:

 

  • Conhecimento (algo que só o utilizador conhece, por exemplo uma palavra-passe)

 

  • Posse (algo que só o utilizador possui, por exemplo o seu telemóvel)

 

  • Inerência (algo inerente ao utilizador e que o identifica, por exemplo uma impressão digital).

 

Ter palavras-passe seguras é fundamental para manter a sua informação pessoal, profissional e financeira em segurança. Quanto melhor se proteger, mais difícil será um hacker mal-intencionado descobrir os seus códigos de acesso e prejudicar-lhe a vida.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Consultar o e-mail, realizar transações bancárias ou fazer compras nas apps: precisamos de criar senhas de acesso para fazer quase tudo na internet. Embora seja mais simples utilizar uma password curta e fácil de memorizar, isso pode representar sérios riscos à sua segurança na internet. Para proteger a sua informação pessoal e financeira, deve escolher palavras-passe seguras, fortes e difíceis de adivinhar.

 

 

Qual a importância da criação de palavras-passe seguras

Se costuma proteger o código do cartão de pagamento com a mão quando está a levantar dinheiro no multibanco para evitar olhares indevidos, deve ter o mesmo nível de proteção com as senhas de acesso. Desta forma, não ficará exposto a indivíduos mal intencionados.

 

As principais práticas utilizadas pelos cibercriminosos para aceder às suas passwords são:

 

  • Ataques de phishing. É um dos métodos principais para o cibercrime. O utilizador recebe um email aparentemente confiável (do seu banco, por exemplo), o qual pede para clicar num link. Ao fazê-lo, está a ceder informação aos criminosos.

 

  • Hacking de dicionário ou de força bruta. Neste método, os criminosos tentam descobrir a sua palavra-passe através da tentativa e erro. Para isso, basta que conheçam um pouco da sua história (nome ou data de nascimento) e fazerem várias combinações, até chegarem à sua password.

 

  • Keyloggers. É aquilo a que se chama de spyware, ou seja, um programa criado para gravar tudo o que determinada pessoa digita no teclado do computador. Se tiver um programa destes instalado indevidamente, os cibercriminosos podem saber tudo o que está a fazer, inclusivamente a sua palavra-passe.

 

As consequências de uma senha fraca e igual para todas as suas contas podem ser as seguintes:

 

  • Violação da privacidade
  • Roubo de identidade
  • Chantagem por acesso a informações privadas
  • Problemas financeiros
  • Perda de dados valiosos, como apresentações, e-mails e músicas.

 

 

Como criar uma palavra-passe segura

Em primeiro lugar, é importante saber o que é uma palavra-passe segura: trata-se de uma senha de acesso projetada para ser difícil de descobrir por um hacker ou por um software. Deixamos-lhe algumas dicas para conseguir fazê-lo:

 

Não utilize a mesma password para tudo

Evite adotar a mesma palavra-passe para aceder ao homebanking, email ou aplicações. Assim, se um cibercriminoso descobrir o acesso ao seu email, pode saber também como aceder à sua conta bancária.

 

Evite informação pessoal

Crie senhas exclusivas, que não incluam informações pessoais, como seu nome ou data de nascimento. Se estiver a ser alvo de um hacker, este experimentará todas as combinações possíveis com a informação que sabe sobre si.

 

Opte por “passphrase”

Ou seja, passwords com, pelo menos, 23 caracteres, compostos por três palavras ou mais. É útil na medida em que ajuda a criar uma password comprida, robusta e fácil de memorizar, sem a necessidade de conjuntos complexos de números ou símbolos. Quanto mais longa for uma senha, mais forte é. Por exemplo, “29 Gatos azuis no sofá” é uma palavra-passe mais segura do que “29Gato!”.

 

Utilize uma mistura de caracteres

Misture letras (maiúsculas e minúsculas), números e símbolos e terá uma senha forte. Será mais difícil para um cibercriminoso tentar decifrá-la.

 

Use um gestor de palavras-passe

Se seguir estas dicas e escolher uma palavra-passe para cada uma das suas contas, será difícil recordar-se de todas. Um gestor de passwords pode ser a solução. Trata-se de um programa que gere e guarda todas as suas passwords, num único lugar, protegidos por uma palavra-passe mestre. É como se fosse um cofre digital e encriptado, onde pode guardar todas as suas senhas de acesso. E, desta forma, pode criar passwords fortes e únicas, sem o receio de se esquecer.

 

 

A importância da Autenticação Forte

A Autenticação Forte fornece uma camada extra de segurança às suas operações financeiras. Sempre que tiver que fazer uma transferência através do homebanking, por exemplo, terá que comprovar a sua identidade através de outra verificação, como uma notificação enviada para o seu telefone, um telefonema, o reconhecimento facial ou por impressão digital.

 

A autenticação do cliente é forte quando o procedimento de autenticação é efetuado com recurso a dois ou mais elementos pertencentes a, pelo menos, duas das seguintes categorias:

 

  • Conhecimento (algo que só o utilizador conhece, por exemplo uma palavra-passe)

 

  • Posse (algo que só o utilizador possui, por exemplo o seu telemóvel)

 

  • Inerência (algo inerente ao utilizador e que o identifica, por exemplo uma impressão digital).

 

Ter palavras-passe seguras é fundamental para manter a sua informação pessoal, profissional e financeira em segurança. Quanto melhor se proteger, mais difícil será um hacker mal-intencionado descobrir os seus códigos de acesso e prejudicar-lhe a vida.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!