Acredita que tempo é dinheiro? Mas o que significa isto em termos práticos? Neste artigo damos-lhe a conhecer aquela que, segundo Einstein, é das forças mais poderosas do universo: os juros compostos.

O que entendemos como juros?

No contexto deste artigo entenderemos juros como qualquer rendimento ou valorização associada a um ativo financeiro. Fazemos esta distinção porque o efeito da capitalização não se restringe apenas a juros mas também ao aumento do valor de uma qualquer aplicação financeira.

 

O conceito de tempo é dinheiro é muito popular. Quando colocamos o nosso dinheiro numa aplicação financeira esperamos obter um ganho. Quanto mais tempo o dinheiro estiver investido mais esperamos receber, pois quem investe deixa de consumir hoje para consumir no futuro… e pretende ser compensado por esta espera!

Os juros simples

Ao aplicar o seu dinheiro obtém um determinado retorno. Vejamos o seguinte exemplo, meramente ilustrativo e que ignora o efeito dos impostos:

 

Investimento - 1 000€

Taxa de Juro Anual – 10%

 

Esta aplicação irá gerar um retorno de 100€ todos os anos, valor que pode ser creditado na nossa conta bancária. Estes são os juros simples.

Os juros compostos

Se tiver a possibilidade de reinvestir o retorno que obteve no ano anterior, irá beneficiar do conceito de capitalização. Vejamos o seguinte exemplo:

 

Investimento - 1 000€

Taxa de Juro Anual – 10%

Prazo – 3 anos

 

O retorno no primeiro ano será de 100€. No início do segundo ano para além dos 1 000€ iniciais iremos investir os restantes 100€. Ou seja, o nosso capital para efeito de investimento será de 1 100€, o que nos irá conferir um retorno de 110€. No terceiro ano o efeito é o mesmo pelo que iremos ter no final dos três anos 1 331€. O efeito de capitalização dos juros implica que teremos um ganho adicional de 31€.

Como beneficiar da capitalização nas suas aplicações financeiras

Os exemplos acima são casos teóricos e servem o propósito de ilustrar o efeito da capitalização de rendimentos. Fizemos o exercício para 3 anos mas se o fizermos para 10 ou 20 anos o efeito acaba por se reforçar de forma significativa. Podemos então concluir que:

  • Quanto mais cedo começarmos a poupar, mais cedo começamos a beneficiar do efeito da capitalização;
  • Quanto mais cedo começar a sua aplicação financeira menor será o esforço exigido para atingir os seus objetivos.

A capitalização de rendimentos é uma força de grande relevo em qualquer estratégia de investimento. Estratégias pensadas para o médio / longo prazo permitem capitalizar rendimentos.

 

Fale com o seu gestor para saber quais são as soluções de investimento que melhor se adequam aos seus objetivos e necessidades financeiras, em cada momento, e diversifique os seus riscos.

 

 

Publicado a 12 fev 2020