Personal organizer: benefícios da organização

bem-estar

Personal organizer: ajuda para organizar a casa (e não só)

30 mai 2022 | 5 min de leitura

Se ainda não ouviu falar desta profissão, saiba o que é um personal organizer, o que faz e como o pode ajudar a organizar o seu espaço. E ainda pode anotar algumas dicas para manter a sua casa sempre arrumada.

A sua casa está a precisar de ordem, mas não tem tempo nem paciência para pôr mãos à obra? Talvez seja boa ideia contratar um personal organizer.

 

Sim, leu bem. É possível contratar um profissional para o ajudar a organizar a casa e a mantê-la em harmonia, livre de coisas que já não lhe fazem sentido.

 

 

O que é um personal organizer

Personal organizer é um especialista em organização, que oferece um serviço personalizado aos seus clientes, de acordo com as necessidades de cada um.

 

Alguém que o ajuda a pensar na melhor forma de organizar o seu espaço, otimizando-o e tornando-o mais funcional e acolhedor.

 

Há vários motivos que o podem levar a contratar um especialista em organização, especialmente se a sua vida mudou ou vai mudar em breve. Um personal organizer pode ajudá-lo a:

 

  • Preparar a casa para a chegada de um bebé
  • Organizar-se antes ou durante uma mudança
  • Reorganizar as suas coisas numa casa nova
  • Lidar com uma situação de perda.

 

O nome Marie Kondo diz-lhe alguma coisa? É a maior e mais conhecida especialista em organização do mundo.

 

Seguindo o método KonMari, criado pela própria e inspirado na filosofia japonesa, ajuda os seus clientes a viver os espaços de forma mais tranquila, mantendo apenas o que lhes traz alegria.

 

O seu trabalho ficou conhecido graças a vários livros que se tornaram best-sellers e à série “Marie Kondo: A Magia da Arrumação”, disponível na Netflix. Marie é tão popular que há já vários personal organizers certificados no seu método em todo o mundo – incluindo em Portugal.

 

 

O que faz um personal organizer

O primeiro passo é entender as necessidades e contexto do cliente – o tipo de espaço que tem, que fase da vida atravessa e o que o fez procurar ajuda. Por isso, o processo começa com uma consulta ou visita técnica, onde o personal organizer conhece o cliente e o desafio que terá em mãos.

 

Isso permite-lhe fazer um orçamento à medida de cada projeto. Depois, é tempo de arregaçar as mangas para triar e organizar tudo.

 

O objetivo não é apenas arrumar os espaços ou esconder o caos, mas sim organizá-los para que se encaixem nas rotinas do dia a dia. Organizar os espaços para tornar a vida mais prática, mais funcional e ganhar tempo para o que realmente importa.

 

Mais do que arrumar a casa, o personal organizer sugere soluções de organização, dá exemplos de como categorizar os objetos e dicas para manter a casa organizada e para não acumular tarefas.

 

Parte do processo passa por descartar o que já não serve. Algumas coisas podem ir mesmo parar ao lixo, mas há muito que se pode doar, como roupa, calçado ou livros. Este trabalho é feito sempre em conjunto e com a autorização dos clientes.

 

Embora o mais comum seja trabalhar na organização da casa – ajudando a organizar armários, closets, cozinhas, quartos de bebé e outros espaços domésticos – o personal organizer também pode ajudar a tornar escritórios e locais de trabalho mais harmoniosos e funcionais.

 

Quanto custa contratar um personal organizer?

O preço deste tipo de serviços varia porque depende do tipo de projeto. Há vários fatores que influenciam o custo final, como:

 

  • O tamanho do espaço
  • A quantidade de objetos a triar e organizar
  • O tempo estipulado para a entrega.

 

Normalmente, a consulta ou visita técnica tem um custo fixo de cerca de 20€ a 30€. É esse primeiro momento que permite recolher a informação necessária para apresentar um orçamento à medida de cada cliente.

 

 

Dicas para manter a casa sempre arrumada

Quer tenha ou não a ajuda de um personal organizer, há algumas dicas e hábitos que pode adotar para manter a sua casa sempre organizada.

 

Guarde só o que lhe traz alegria

É a base do método japonês de Marie Kondo e serve para muito mais do que objetos. Livre-se do que não lhe faz bem ou já não lhe serve. Mantenha apenas objetos que lhe trazem boas memórias, sentimentos bons ou que usa com frequência.

 

Desta forma, a sua casa vai tornar-se num espaço mais positivo, com boa energia, que lhe traz alegria e tranquilidade.

 

A sua casa está a precisar de ordem, mas não tem tempo nem paciência para pôr mãos à obra? Talvez seja boa ideia contratar um personal organizer.

 

Sim, leu bem. É possível contratar um profissional para o ajudar a organizar a casa e a mantê-la em harmonia, livre de coisas que já não lhe fazem sentido.

 

 

O que é um personal organizer

Personal organizer é um especialista em organização, que oferece um serviço personalizado aos seus clientes, de acordo com as necessidades de cada um.

 

Alguém que o ajuda a pensar na melhor forma de organizar o seu espaço, otimizando-o e tornando-o mais funcional e acolhedor.

 

Há vários motivos que o podem levar a contratar um especialista em organização, especialmente se a sua vida mudou ou vai mudar em breve. Um personal organizer pode ajudá-lo a:

 

  • Preparar a casa para a chegada de um bebé
  • Organizar-se antes ou durante uma mudança
  • Reorganizar as suas coisas numa casa nova
  • Lidar com uma situação de perda.

 

O nome Marie Kondo diz-lhe alguma coisa? É a maior e mais conhecida especialista em organização do mundo.

 

Seguindo o método KonMari, criado pela própria e inspirado na filosofia japonesa, ajuda os seus clientes a viver os espaços de forma mais tranquila, mantendo apenas o que lhes traz alegria.

 

O seu trabalho ficou conhecido graças a vários livros que se tornaram best-sellers e à série “Marie Kondo: A Magia da Arrumação”, disponível na Netflix. Marie é tão popular que há já vários personal organizers certificados no seu método em todo o mundo – incluindo em Portugal.

 

 

O que faz um personal organizer

O primeiro passo é entender as necessidades e contexto do cliente – o tipo de espaço que tem, que fase da vida atravessa e o que o fez procurar ajuda. Por isso, o processo começa com uma consulta ou visita técnica, onde o personal organizer conhece o cliente e o desafio que terá em mãos.

 

Isso permite-lhe fazer um orçamento à medida de cada projeto. Depois, é tempo de arregaçar as mangas para triar e organizar tudo.

 

O objetivo não é apenas arrumar os espaços ou esconder o caos, mas sim organizá-los para que se encaixem nas rotinas do dia a dia. Organizar os espaços para tornar a vida mais prática, mais funcional e ganhar tempo para o que realmente importa.

 

Mais do que arrumar a casa, o personal organizer sugere soluções de organização, dá exemplos de como categorizar os objetos e dicas para manter a casa organizada e para não acumular tarefas.

 

Parte do processo passa por descartar o que já não serve. Algumas coisas podem ir mesmo parar ao lixo, mas há muito que se pode doar, como roupa, calçado ou livros. Este trabalho é feito sempre em conjunto e com a autorização dos clientes.

 

Embora o mais comum seja trabalhar na organização da casa – ajudando a organizar armários, closets, cozinhas, quartos de bebé e outros espaços domésticos – o personal organizer também pode ajudar a tornar escritórios e locais de trabalho mais harmoniosos e funcionais.

 

Quanto custa contratar um personal organizer?

O preço deste tipo de serviços varia porque depende do tipo de projeto. Há vários fatores que influenciam o custo final, como:

 

  • O tamanho do espaço
  • A quantidade de objetos a triar e organizar
  • O tempo estipulado para a entrega.

 

Normalmente, a consulta ou visita técnica tem um custo fixo de cerca de 20€ a 30€. É esse primeiro momento que permite recolher a informação necessária para apresentar um orçamento à medida de cada cliente.

 

 

Dicas para manter a casa sempre arrumada

Quer tenha ou não a ajuda de um personal organizer, há algumas dicas e hábitos que pode adotar para manter a sua casa sempre organizada.

 

Guarde só o que lhe traz alegria

É a base do método japonês de Marie Kondo e serve para muito mais do que objetos. Livre-se do que não lhe faz bem ou já não lhe serve. Mantenha apenas objetos que lhe trazem boas memórias, sentimentos bons ou que usa com frequência.

 

Desta forma, a sua casa vai tornar-se num espaço mais positivo, com boa energia, que lhe traz alegria e tranquilidade.

 

Dicas como organizar o guarda roupa

 

Arrume tudo à vista (mesmo em gavetas e armários)

Esta dica é especialmente útil na organização da sua roupa. Se vai usar gavetas, dobre as peças de roupa e arrume-as lado a lado.

 

Desta forma, consegue ver todos os artigos em simultâneo e é mais fácil perceber o que usa com frequência e o que vai guardando só por hábito ou preguiça.

 

Quando for destralhar os seus armários e gavetas, tire tudo para fora para ver com mais clareza o que tem guardado e separar o que já não faz sentido.

 

Organize por categorias

No seu armário ou closet, separe as peças de verão das peças de inverno. Não misture a sua roupa toda – separe-a por tipo de peça e, se quiser, até por cor.

 

Faça o mesmo na cozinha e na despensa: pratos de um lado, copos do outro, tachos e panelas arrumados no mesmo armário e os alimentos separados por tipo.

 

No caso dos alimentos, não se esqueça de verificar as validades com frequência para evitar desperdiçar comida ou acumular coisas que já não pode consumir.

 

Personal organizer: otimização de espaço

 

Use caixas, cestos e pastas para arrumar

Em vez de atirar tudo para dentro de uma gaveta ou de um armário, use caixas, cestos, pastas e outros recipientes. O seu uso vai facilitar muito a organização e as suas coisas vão ficar mais acessíveis.

 

Pode usar de vários tamanhos, adaptando ao tipo de objetos que quer organizar - desde roupa, a produtos de higiene, cosmética e maquilhagem, e até mesmo documentos, fotos, e outros artigos com valor sentimental.

 

Guarde cada coisa no seu lugar

Arrumar as suas coisas por categorias vai ajudar a lembrar-se onde guardou determinado objeto. E, mais importante ainda, é manter cada coisa no seu lugar.

 

Sabe aquela pilha de roupa limpa que vai acumulando no seu quarto ou closet, sempre que escolhe a roupa que vai vestir? É possível acabar com ela, basta que siga esta dica.

 

Sempre que usar um objeto, guarde-o no devido lugar quando já não precisar dele. Se criar este hábito simples, vai evitar coisas fora do sítio, espalhadas pela casa, e manter um ambiente tranquilo e organizado.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!