Associação VilaComVida

bem-estar

VilacomVida: por que razão esta associação tem super poderes?

13 dez 2021 | 5 min de leitura

A abertura do primeiro café-restaurante Joyeux em Portugal é a cereja no topo do bolo do projeto VilacomVida. Conheça melhor o projeto que está a revelar talentos da pessoa com deficiência intelectual e faça um donativo que lhe permita assistir ao concerto solidário da associação, que se realiza a 19 de dezembro.

 

Oiça ou veja o videocast com Filipa Pinto Coelho, presidente da direção da Associação Vida ComVida.

O dia de 20 de novembro ficará na história da associação VilacomVida e dos voluntários e colaboradores que ajudaram a lançar o café-restaurante Joyeux, um estabelecimento solidário que emprega nove pessoas com dificuldades intelectuais e de desenvolvimento, como a trissomia 21 ou o autismo.

 

Localizado no n.º 26 de Calçada da Estrela, em Lisboa, a abertura do café-restaurante Joyeux dá continuidade a um primeiro projeto-piloto, também na área da restauração, que a VilacomVida manteve entre outubro de 2018 e março de 2020 no bairro de Santos, em Lisboa. Na altura, o projeto foi premiado no concurso Donativo Participativo, promovido pelo Banco Santander, e promoveu um total de quatro mil horas de formação, capacitação e autonomia aos jovens da associação.

 

O café-piloto VilacomVida, encerrado devido à pandemia da Covid-19, empregou quatro pessoas e recebeu seis mil clientes únicos. O projeto foi um sucesso, mas também o primeiro passo para algo maior. Quando se preparava para lançar o seu café-piloto, a presidente da associação, Filipa Pinto Coelho, soube da existência de um projeto francês presente nas cidades de Paris, Rennes e Bordéus desde 2017 e cujo propósito era idêntico ao seu: empregar pessoas com trissomia 21 ou outras perturbações cognitivas, como o autismo.

 

Assim nasceu a parceria com a Fundação Émeraude Solidaire e, mais recentemente, a abertura do primeiro café-restaurante Joyeux em Portugal. O segundo café já tem data de abertura prevista e local: primeiro semestre de 2022, em Cascais. Para tal, a associação VilacomVida irá contratar 12 pessoas. Esteja atento a este link para saber como pode fazer parte desta equipa.

 

Autonomia: a palavra-chave da associação VilacomVida

Respeito, positivismo, responsabilidade social, inovação e paixão são os valores da VilacomVida. Mas estas palavras são apenas o topo do icebergue desta associação. Criada, em dezembro de 2016, por um grupo de pais de crianças e jovens com perturbações ligeiras do desenvolvimento intelectual (PLDI), e com a experiência e reconhecimento de uma médica neurologia, a VilacomVida celebra o quinto aniversário com o seu maior feito: inserir jovens com trissomia 21 ou autismo no mercado de trabalho.

 

Entre os restantes objetivos estratégicos da associação encontram-se a promoção de uma vida autónoma e a obtenção do reconhecimento social. A VilacomVida pretende ainda ser um parceiro relevante de jovens dificuldades de intelectuais de desenvolvimento (DID) na transição para a vida autónoma, dando continuidade ao trabalho desenvolvido de base.

 

Para ajudar estes jovens a dar este passo decisivo, a VilacomVida disponibiliza uma Bolsa Social para a Autonomia. Criada em parceria com investidores sociais (particulares ou empresas), a bolsa garante que nenhum jovem deixa de ser capacitado para uma vida autónoma por dificuldades financeiras.

 

Como pode ajudar a associação VilacomVida?

Existem quatro formas de ajudar a associação VilacomVida a crescer. São elas:

 

  • Fazer um donativo. Na loja dos donativos pode escolher a quantia que considera ideal para ajudar a VilacomVida, consoante as suas possibilidades e desejos. Além dos donativos gerais, pode ajudar a comprar o material necessário para o café Joyeux: das fardas às t-shirts dos empregados, das sapatilhas ao forno necessário para que as refeições saiam sempre no ponto.

  • Ser parceiro. Com esta ajuda estará a fazer da VilacomVida também a sua causa, ajudando novas gerações autónomas de jovens com DID.

  • Ser voluntário. Por vezes, o tempo é mais valioso que o dinheiro. Os voluntários da VilacomVida prestam assistência pessoal nas atividades dos jovens, além de apoio administrativo, apoio em eventos e ações de comunicação.

  • Ser curioso. Se não tiver possibilidades para ajudar em nenhuma das três situações acima, pode sempre dar a sua opinião. Ideias e sugestões são sempre bem-vindas à VilacomVida e contribuirão para melhorar a associação.

 

VilacomVida em 2022: os números projetados

No plano de atividades e orçamento para 2022 (em PDF), a VilacomVida detalha, pormenorizadamente, todos os custos e proveitos da sua atividade, assim como as fontes de rendimento, o número de jovens a impactar, o número de horas previstas de intervenção, entre outras informações que podem ajudá-lo a conhecer melhor esta associação.

 

No próximo ano, a associação contará com quatro grandes projetos:

 

  • On-the-Job, Cozinha com alma

9 jovens a impactar, num total de 6960 horas previstas de intervenção.
 

  • Escola Joyeux

20 jovens a impactar, num total de 4400 horas previstas de intervenção.
 

  • Acompanhamento às empresas

7 jovens a impactar, num total de 504 horas previstas de intervenção.
 

  • Acompanhamento na integração dos colaboradores Joyeux

20 jovens a impactar, num total de 1440 horas previstas de intervenção.

 

Save the Date: concerto solidário a 19 de dezembro

Em equipa que ganha, não se muda. No próximo dia 19 de dezembro de 2021, às 18h, a VIlacomvida realizará o já tradicional concerto solidário de Natal. O concerto será online e todos que efetuarem um donativo poderão assistir em direto.

 

Este ano atuam no concerto solidária da VilacomVida músicos como Tiago Bettencourt, Bárbara Tinoco, Anjos, João Pedro Pais, Maria Ana Bobone, Mimi Froes, Pedro Vaz, Pedro Flores, Carolina Leite, Milhanas, João Só, Nuno Siqueira & Leonor Sá Chaves (dueto) e Peu Madureira.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

O dia de 20 de novembro ficará na história da associação VilacomVida e dos voluntários e colaboradores que ajudaram a lançar o café-restaurante Joyeux, um estabelecimento solidário que emprega nove pessoas com dificuldades intelectuais e de desenvolvimento, como a trissomia 21 ou o autismo.

 

Localizado no n.º 26 de Calçada da Estrela, em Lisboa, a abertura do café-restaurante Joyeux dá continuidade a um primeiro projeto-piloto, também na área da restauração, que a VilacomVida manteve entre outubro de 2018 e março de 2020 no bairro de Santos, em Lisboa. Na altura, o projeto foi premiado no concurso Donativo Participativo, promovido pelo Banco Santander, e promoveu um total de quatro mil horas de formação, capacitação e autonomia aos jovens da associação.

 

O café-piloto VilacomVida, encerrado devido à pandemia da Covid-19, empregou quatro pessoas e recebeu seis mil clientes únicos. O projeto foi um sucesso, mas também o primeiro passo para algo maior. Quando se preparava para lançar o seu café-piloto, a presidente da associação, Filipa Pinto Coelho, soube da existência de um projeto francês presente nas cidades de Paris, Rennes e Bordéus desde 2017 e cujo propósito era idêntico ao seu: empregar pessoas com trissomia 21 ou outras perturbações cognitivas, como o autismo.

 

Assim nasceu a parceria com a Fundação Émeraude Solidaire e, mais recentemente, a abertura do primeiro café-restaurante Joyeux em Portugal. O segundo café já tem data de abertura prevista e local: primeiro semestre de 2022, em Cascais. Para tal, a associação VilacomVida irá contratar 12 pessoas. Esteja atento a este link para saber como pode fazer parte desta equipa.

 

Autonomia: a palavra-chave da associação VilacomVida

Respeito, positivismo, responsabilidade social, inovação e paixão são os valores da VilacomVida. Mas estas palavras são apenas o topo do icebergue desta associação. Criada, em dezembro de 2016, por um grupo de pais de crianças e jovens com perturbações ligeiras do desenvolvimento intelectual (PLDI), e com a experiência e reconhecimento de uma médica neurologia, a VilacomVida celebra o quinto aniversário com o seu maior feito: inserir jovens com trissomia 21 ou autismo no mercado de trabalho.

 

Entre os restantes objetivos estratégicos da associação encontram-se a promoção de uma vida autónoma e a obtenção do reconhecimento social. A VilacomVida pretende ainda ser um parceiro relevante de jovens dificuldades de intelectuais de desenvolvimento (DID) na transição para a vida autónoma, dando continuidade ao trabalho desenvolvido de base.

 

Para ajudar estes jovens a dar este passo decisivo, a VilacomVida disponibiliza uma Bolsa Social para a Autonomia. Criada em parceria com investidores sociais (particulares ou empresas), a bolsa garante que nenhum jovem deixa de ser capacitado para uma vida autónoma por dificuldades financeiras.

 

Como pode ajudar a associação VilacomVida?

Existem quatro formas de ajudar a associação VilacomVida a crescer. São elas:

 

  • Fazer um donativo. Na loja dos donativos pode escolher a quantia que considera ideal para ajudar a VilacomVida, consoante as suas possibilidades e desejos. Além dos donativos gerais, pode ajudar a comprar o material necessário para o café Joyeux: das fardas às t-shirts dos empregados, das sapatilhas ao forno necessário para que as refeições saiam sempre no ponto.

  • Ser parceiro. Com esta ajuda estará a fazer da VilacomVida também a sua causa, ajudando novas gerações autónomas de jovens com DID.

  • Ser voluntário. Por vezes, o tempo é mais valioso que o dinheiro. Os voluntários da VilacomVida prestam assistência pessoal nas atividades dos jovens, além de apoio administrativo, apoio em eventos e ações de comunicação.

  • Ser curioso. Se não tiver possibilidades para ajudar em nenhuma das três situações acima, pode sempre dar a sua opinião. Ideias e sugestões são sempre bem-vindas à VilacomVida e contribuirão para melhorar a associação.

 

VilacomVida em 2022: os números projetados

No plano de atividades e orçamento para 2022 (em PDF), a VilacomVida detalha, pormenorizadamente, todos os custos e proveitos da sua atividade, assim como as fontes de rendimento, o número de jovens a impactar, o número de horas previstas de intervenção, entre outras informações que podem ajudá-lo a conhecer melhor esta associação.

 

No próximo ano, a associação contará com quatro grandes projetos:

 

  • On-the-Job, Cozinha com alma

9 jovens a impactar, num total de 6960 horas previstas de intervenção.
 

  • Escola Joyeux

20 jovens a impactar, num total de 4400 horas previstas de intervenção.
 

  • Acompanhamento às empresas

7 jovens a impactar, num total de 504 horas previstas de intervenção.
 

  • Acompanhamento na integração dos colaboradores Joyeux

20 jovens a impactar, num total de 1440 horas previstas de intervenção.

 

Save the Date: concerto solidário a 19 de dezembro

Em equipa que ganha, não se muda. No próximo dia 19 de dezembro de 2021, às 18h, a VIlacomvida realizará o já tradicional concerto solidário de Natal. O concerto será online e todos que efetuarem um donativo poderão assistir em direto.

 

Este ano atuam no concerto solidária da VilacomVida músicos como Tiago Bettencourt, Bárbara Tinoco, Anjos, João Pedro Pais, Maria Ana Bobone, Mimi Froes, Pedro Vaz, Pedro Flores, Carolina Leite, Milhanas, João Só, Nuno Siqueira & Leonor Sá Chaves (dueto) e Peu Madureira.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!