empresas

Alojamento web: como encontrar a melhor solução para a sua empresa

31 jan 2023 | 5 min de leitura

Sem alojamento web não era possível aceder a este site - ou aos restantes que visita frequentemente. Mas qual é a importância da escolha do alojamento web e que impacto que tem no seu negócio?

Se está à procura do melhor alojamento para o site da sua empresa, pode ter-se deparado com muita informação e alguma dificuldade no processo de escolha. Vamos desconstruir alguns conceitos e explicar os vários tipos disponíveis no mercado.

 

 

O que é o alojamento web e para que serve?

É um serviço que permite que publique o seu site ou aplicação na Internet. Quando se inscreve num serviço destes, aluga um espaço num servidor físico, onde pode armazenar todos os ficheiros (HTML, CSS e JavaScript) e dados necessários ao bom funcionamento do seu site.

 

Sem alojamento web, os ficheiros da sua empresa, negócio ou projeto estariam armazenados num computador pessoal, inacessíveis a potenciais clientes.

 

Por exemplo: quando um utilizador pesquisa o URL de um site - como https://www.santander.pt/salto - no seu motor de busca, o navegador envia um pedido ao servidor onde o site está alojado, que, por sua vez, transfere os ficheiros necessários para carregar o site. Este processo parece complicado, mas atualmente demora apenas alguns segundos.

 

 

Como funciona a hospedagem de sites

Os fornecedores de alojamento web têm múltiplos servidores localizados em centros de dados, especificamente concebidos para alojar servidores. Estes centros de dados têm geradores de reserva e outros equipamentos importantes para assegurar que os servidores permanecem online e acessíveis mesmo no caso de uma falha de energia.

 

Estes fornecedores, disponibilizam diferentes tipos de planos, com níveis díspares de armazenamento e outras características. Alguns oferecem alojamento partilhado, onde um único servidor garante o alojamento de vários sites em paralelo. Outros têm a opção de um servidor dedicado, onde cada site é alojado num servidor próprio. E há os que oferecem servidores virtuais privados (VPS), que garantem mais recursos e opções de personalização do que o partilhado, mas a um custo inferior ao do servidor dedicado.

 

 

Os principais tipos de alojamento web

Os fornecedores oferecem vários planos e pacotes para alojar um site, dependendo das necessidades do proprietário do site.

 

Alojamento partilhado

Este é o tipo mais básico e acessível. Envolve o alojamento de vários sites num único servidor, com cada site a partilhar os mesmos recursos, tais como CPU (unidade de processamento central) e RAM (memória). Esta é uma boa opção para pequenos websites com baixo tráfego, mas pode não ser adequada para sites maiores que requerem mais recursos.

 

Alojamento VPS

Está um nível acima do partilhado, uma vez que proporciona mais recursos e opções de personalização. O VPS (Virtual Private Server ou Servidor Virtual Privado) envolve a criação de um servidor virtual dentro de um servidor físico, para que cada site tenha os seus próprios recursos e possa ser configurado independentemente. Esta é uma boa opção para sites que necessitam mais do que um alojamento partilhado, mas não precisam de um servidor dedicado.

 

Alojamento em nuvem

Neste caso, é utilizada uma rede de servidores para alojar um site, em vez de um único servidor. É adequado para sites com diferentes níveis de tráfego e pode ser mais rentável.

 

Alojamento dedicado

É a opção mais avançada e personalizada. Envolve um servidor físico para um único site. É adequado para websites com elevado tráfego ou que requerem um elevado nível de controlo sobre os recursos e configuração do servidor.

 

 

Onde alojar websites em Portugal

Existem vários fornecedores em Portugal, que oferecem inúmeros planos e serviços. Algumas opções são:

 

  • Hostinger. Oferece serviços de alojamento web partilhado, em cloud e VPN, com preços que variam consoante o número de sites que pretende alojar e a quantidade de memória RAM ou espaço que necessita.

 

  • LusoVPS. Este fornecedor é especializado em alojamento VPS e oferece uma gama de opções para diferentes necessidades e orçamentos.

 

  • PTisp. É uma solução portuguesa que disponibiliza soluções de alojamento partilhado, VPS, cloud e servidores dedicados.

 

  • webHS. Disponibiliza serviços de alojamento de conteúdos, em ambiente partilhado ou dedicado, registo de domínios e soluções de backup profissional.

 

 

Quando custa o alojamento de websites

Os preços podem variar consoante o plano, a duração do contrato e os serviços adicionais. É também importante verificar a política da empresa em matéria de renovação de contrato, uma vez que pode subscrever o serviço durante uma promoção e, quando o período de desconto terminar, o preço aumentar bastante. Certifique-se sempre que lê os termos e condições do serviço.

 

Pode encontrar alojamento web por cerca de:

 

  • 1,5 euros / mês para “partilhado”
  • 3,5 euros / mês para “VPS”
  • 10 euros / mês para “na cloud”
  • 130 euros / mês para “dedicado”

 

 

É possível ter alojamento web gratuito?

Sim, é possível encontrar opções gratuitas em Portugal, embora possam ser mais limitadas do que as opções pagas. Os fornecedores de alojamento web gratuito oferecem, por regra, um pacote básico, com armazenamento limitado e podem adicionar publicidade para aumentar as receitas. Adicionalmente, é importante notar que estes fornecedores podem não ter um tempo de funcionamento tão fiável ou um apoio ao cliente idêntico ao dos fornecedores pagos.

 

Pode testar num período experimental gratuito e depois decidir se deseja permanecer ou trocar de fornecedor.

 

É importante ter em mente que embora o alojamento web gratuito possa parecer uma boa opção, pode não ser a melhor escolha para um website profissional ou para um website que requer mais recursos e características. Nesses casos, é normalmente aconselhável investir num plano de alojamento pago para ter um serviço mais fiável e personalizável.

 

Alguns sites que oferecem parte dos serviços gratuitamente:

 

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

 


As marcas comerciais e/ou institucionais mencionadas são marcas registadas e detidas pelos respetivos proprietários e não são patrocinadores nem participantes desta comunicação do Banco Santander Totta, S.A..

Canto produtos e serviços bancários para empresas

Portal Business - 100% online

Tudo o que precisa para gerir o seu negócio. A escolha é sua.

Portal Business

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!

Informação de tratamento de dados

O Banco Santander Totta, S.A. é o responsável pelo tratamento dos dados pessoais recolhidos.

O Banco pode ser contactado na Rua da Mesquita, 6, Centro Totta, 1070-238 Lisboa.

O Encarregado de Proteção de Dados do Banco poderá ser contactado na referida morada e através do seguinte endereço de correio eletrónico: privacidade@santander.pt.

Os dados pessoais recolhidos neste fluxo destinam-se a ser tratados para a finalidade envio de comunicações comerciais e/ou informativas pelo Santander.

O fundamento jurídico deste tratamento assenta no consentimento.

Os dados pessoais serão conservados durante 5 anos, ou por prazo mais alargado, se tal for exigido por lei ou regulamento ou se a conservação for necessária para acautelar o exercício de direitos, designadamente em sede de eventuais processos judiciais, sendo posteriormente eliminados.

Assiste, ao titular dos dados pessoais, os direitos previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados, nomeadamente o direito de solicitar ao Banco o acesso aos dados pessoais transmitidos e que lhe digam respeito, à sua retificação e, nos casos em que a lei o permita, o direito de se opor ao tratamento, à limitação do tratamento e ao seu apagamento, direitos estes que podem ser exercidos junto do responsável pelo tratamento para os contactos indicados em cima. O titular dos dados goza ainda do direito de retirar o consentimento prestado, sem que tal comprometa a licitude dos tratamentos efetuados até então.

Ao titular dos dados assiste ainda o direito de apresentar reclamações relacionadas com o incumprimento destas obrigações à Comissão Nacional da Proteção de Dados, por correio postal, para a morada Av. D. Carlos I, 134 - 1.º, 1200-651 Lisboa, ou, por correio eletrónico, para geral@cnpd.pt (mais informações em https://www.cnpd.pt/).

Para mais informação pode consultar a nossa política de privacidade (https://www.santander.pt/politica-privacidade).