Benefícios de andar de bicicleta

bem-estar

Andar de bicicleta: quais os benefícios para a sua saúde e corpo

25 fev 2022 | 6 min de leitura

Gostava de perder aqueles quilos que tem a mais e sentir-se com mais energia? Troque o automóvel por uma bicicleta e veja os resultados. O seu bem-estar agradece e o planeta também. Fique a conhecer os benefícios de andar de bicicleta.

Se tem uma bicicleta guardada na arrecadação, mas ainda não ganhou coragem para começar a pedalar, está na hora de dar esse passo. Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), os adultos devem praticar, pelo menos, 150 minutos por semana de atividade física de intensidade moderada, como andar de bicicleta ou a pé. Em alternativa, se a sua saúde permitir, pode realizar 75 minutos de atividades vigorosas. As vantagens para o seu bem-estar físico e emocional são claras.

 

Andar de bicicleta: quais os benefícios para a saúde?

Como meio de transporte ou de lazer, andar de bicicleta é uma forma prática e sustentável de aumentar a atividade física, com inúmeros benefícios para a saúde. Tem efeitos positivos na aptidão cardiorespiratória e muscular, ajuda a controlar o peso e contribui para a saúde óssea, autonomia física e bem-estar emocional.

 

Além disso, segundo a DGS, contribui para reduzir a taxa de mortalidade por várias causas, como:

 

  • Doença coronária
  • Hipertensão
  • Trombose (AVC)
  • Síndrome metabólico
  • Diabetes tipo II
  • Cancro da mama e colorretal
  • Depressão
  • Quedas.


Será que andar de bicicleta emagrece?

“Sim”, explica Amâncio Santos, personal trainer. Andar de bicicleta, enquanto atividade cardiovascular, é um bom exercício para ajudar a perder peso. Aliás, a bicicleta (indoor ou outdoor) tem impacto reduzido nas articulações, pelo que é ideal para pessoas com excesso de peso. “O praticante está sentado sobre a bacia, que é o osso mais estável e de suporte do corpo”, explica o especialista.
Para quem pretende perder alguns quilos, Amâncio Santos deixa algumas dicas: “Para emagrecer de forma efetiva deve fazer pequenos intervalos de trabalho na bicicleta, bem como escolher uma intensidade moderada, com alguns picos que estimulem a frequência cardíaca. Estes intervalos são cruciais para a queima de calorias e, consequentemente, para a perda de peso”.


Lembre-se: a sua saúde está em primeiro lugar. Portanto, se pretende perder peso ou começar a fazer exercício, deve consultar o seu médico. Este irá ajudá-lo a tomar melhores decisões para a sua saúde.

 

Bem-estar: quais os benefícios de andar de bicicleta

Andar de bicicleta tem efeitos positivos para o corpo. Mas sabia que também tem impacto no seu bem-estar emocional? A saber:

 

Aumento da auto-estima

Costuma sentir-se mais feliz, saudável e confiante depois de fazer exercício físico? É normal. Segundo um estudo publicado no International Journal of Exercise Science, quando pessoas que não costumam praticar exercício começam a fazê-lo, a sua auto-estima aumenta.

 

Maior bem-estar emocional

Sabe-se que o exercício ajuda a melhorar a saúde mental. Um estudo de 2018, publicado no The Lancet, veio corroborar essa teoria: quem pratica exercício físico tem menos “dias maus” por mês, em comparação com quem tem um estilo de vida mais sedentário. Segundo o estudo, as pessoas que se exercitam regularmente tiveram cerca de dois dias em que se sentiram mentalmente mais fragilizadas, por oposição aos três a quatro dias registados por quem não pratica atividade física.

 

Noites mais descansadas

Costuma ter noites agitadas e não consegue dormir bem? Praticar exercício de intensidade moderada é geralmente recomendado para melhorar o sono, mas tenha atenção ao horário escolhido. Segundo uma revisão de 15 estudos, publicada no Sleep Medicine Reviews, deve evitar praticar exercício de elevada intensidade entre duas a quatro horas antes da hora de ir dormir, para não interferir na qualidade do seu sono.

 

4 dicas para começar a andar de bicicleta

Se vai começar agora a dar uso à sua bicicleta, reunimos alguns conselhos de Amândio Santos, que vão ajudá-lo a ter sucesso.

 

1. Use roupa adequada

Opte por calções desenhados especialmente para esta atividade. Segundo Amâncio Santos, apesar de haver alguma renitência em usá-los, especialmente por parte das mulheres, aquela peça faz com que toda a estrutura pélvica, tanto do homem como da mulher, fique protegida e que, dessa forma, não haja qualquer tipo de fricção na zona da pélvis e da bacia.

 

No caso do homem, é de destacar que a parte almofadada evita possíveis prostatites (inflamação da próstata) que possam surgir de exercício físico intenso e de apoio inadequado da região pélvica e prostática.

 

2. Comece com percursos simples

Opte por percursos mais planos em detrimento de outros que tenham grandes oscilações e elevações. Embora pareça mais desafiante começar por um percurso emocionante, pode acabar por se sentir desmotivado e abandonar a ideia.

 

3. Ajuste a bicicleta ao seu corpo

Coloque o guiador e o banco ajustados à sua estatura. Caso contrário sentirá uma grande pressão no joelho e, após alguns quilómetros, poderá começar a sentir algumas dores.

 

4. Transporte sempre água

Andar de bicicleta leva-o a perder muitos líquidos e a desidratação pode originar cansaço. Opte também por ter consigo algum suporte em formato de snack: uma banana, uma barra de cereais… Qualquer coisa para repor tudo aquilo que perde ao longo do treino.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Se tem uma bicicleta guardada na arrecadação, mas ainda não ganhou coragem para começar a pedalar, está na hora de dar esse passo. Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), os adultos devem praticar, pelo menos, 150 minutos por semana de atividade física de intensidade moderada, como andar de bicicleta ou a pé. Em alternativa, se a sua saúde permitir, pode realizar 75 minutos de atividades vigorosas. As vantagens para o seu bem-estar físico e emocional são claras.

 

Andar de bicicleta: quais os benefícios para a saúde?

Como meio de transporte ou de lazer, andar de bicicleta é uma forma prática e sustentável de aumentar a atividade física, com inúmeros benefícios para a saúde. Tem efeitos positivos na aptidão cardiorespiratória e muscular, ajuda a controlar o peso e contribui para a saúde óssea, autonomia física e bem-estar emocional.

 

Além disso, segundo a DGS, contribui para reduzir a taxa de mortalidade por várias causas, como:

 

  • Doença coronária
  • Hipertensão
  • Trombose (AVC)
  • Síndrome metabólico
  • Diabetes tipo II
  • Cancro da mama e colorretal
  • Depressão
  • Quedas.


Será que andar de bicicleta emagrece?

“Sim”, explica Amâncio Santos, personal trainer. Andar de bicicleta, enquanto atividade cardiovascular, é um bom exercício para ajudar a perder peso. Aliás, a bicicleta (indoor ou outdoor) tem impacto reduzido nas articulações, pelo que é ideal para pessoas com excesso de peso. “O praticante está sentado sobre a bacia, que é o osso mais estável e de suporte do corpo”, explica o especialista.
Para quem pretende perder alguns quilos, Amâncio Santos deixa algumas dicas: “Para emagrecer de forma efetiva deve fazer pequenos intervalos de trabalho na bicicleta, bem como escolher uma intensidade moderada, com alguns picos que estimulem a frequência cardíaca. Estes intervalos são cruciais para a queima de calorias e, consequentemente, para a perda de peso”.


Lembre-se: a sua saúde está em primeiro lugar. Portanto, se pretende perder peso ou começar a fazer exercício, deve consultar o seu médico. Este irá ajudá-lo a tomar melhores decisões para a sua saúde.

 

Bem-estar: quais os benefícios de andar de bicicleta

Andar de bicicleta tem efeitos positivos para o corpo. Mas sabia que também tem impacto no seu bem-estar emocional? A saber:

 

Aumento da auto-estima

Costuma sentir-se mais feliz, saudável e confiante depois de fazer exercício físico? É normal. Segundo um estudo publicado no International Journal of Exercise Science, quando pessoas que não costumam praticar exercício começam a fazê-lo, a sua auto-estima aumenta.

 

Maior bem-estar emocional

Sabe-se que o exercício ajuda a melhorar a saúde mental. Um estudo de 2018, publicado no The Lancet, veio corroborar essa teoria: quem pratica exercício físico tem menos “dias maus” por mês, em comparação com quem tem um estilo de vida mais sedentário. Segundo o estudo, as pessoas que se exercitam regularmente tiveram cerca de dois dias em que se sentiram mentalmente mais fragilizadas, por oposição aos três a quatro dias registados por quem não pratica atividade física.

 

Noites mais descansadas

Costuma ter noites agitadas e não consegue dormir bem? Praticar exercício de intensidade moderada é geralmente recomendado para melhorar o sono, mas tenha atenção ao horário escolhido. Segundo uma revisão de 15 estudos, publicada no Sleep Medicine Reviews, deve evitar praticar exercício de elevada intensidade entre duas a quatro horas antes da hora de ir dormir, para não interferir na qualidade do seu sono.

 

4 dicas para começar a andar de bicicleta

Se vai começar agora a dar uso à sua bicicleta, reunimos alguns conselhos de Amândio Santos, que vão ajudá-lo a ter sucesso.

 

1. Use roupa adequada

Opte por calções desenhados especialmente para esta atividade. Segundo Amâncio Santos, apesar de haver alguma renitência em usá-los, especialmente por parte das mulheres, aquela peça faz com que toda a estrutura pélvica, tanto do homem como da mulher, fique protegida e que, dessa forma, não haja qualquer tipo de fricção na zona da pélvis e da bacia.

 

No caso do homem, é de destacar que a parte almofadada evita possíveis prostatites (inflamação da próstata) que possam surgir de exercício físico intenso e de apoio inadequado da região pélvica e prostática.

 

2. Comece com percursos simples

Opte por percursos mais planos em detrimento de outros que tenham grandes oscilações e elevações. Embora pareça mais desafiante começar por um percurso emocionante, pode acabar por se sentir desmotivado e abandonar a ideia.

 

3. Ajuste a bicicleta ao seu corpo

Coloque o guiador e o banco ajustados à sua estatura. Caso contrário sentirá uma grande pressão no joelho e, após alguns quilómetros, poderá começar a sentir algumas dores.

 

4. Transporte sempre água

Andar de bicicleta leva-o a perder muitos líquidos e a desidratação pode originar cansaço. Opte também por ter consigo algum suporte em formato de snack: uma banana, uma barra de cereais… Qualquer coisa para repor tudo aquilo que perde ao longo do treino.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Quer receber o ''Guia completo sobre seguros de saúde''?

Insira o seu e-mail para subscrever a newsletter e descarregar o e-book

Guia completo sobre seguros de saúde

Já pode ler o e-book ''Guia seguros de saúde''

O e-book foi descarregado. Vai também passar a receber os artigos do Salto no seu e-mail

Guia completo sobre seguros de saúde

Informação de tratamento de dados

O Banco Santander Totta, S.A. é o responsável pelo tratamento dos dados pessoais recolhidos.

O Banco pode ser contactado na Rua da Mesquita, 6, Centro Totta, 1070-238 Lisboa.

O Encarregado de Proteção de Dados do Banco poderá ser contactado na referida morada e através do seguinte endereço de correio eletrónico: privacidade@santander.pt.

Os dados pessoais recolhidos neste fluxo destinam-se a ser tratados para a finalidade envio de comunicações comerciais e/ou informativas pelo Santander.

O fundamento jurídico deste tratamento assenta no consentimento.

Os dados pessoais serão conservados durante 5 anos, ou por prazo mais alargado, se tal for exigido por lei ou regulamento ou se a conservação for necessária para acautelar o exercício de direitos, designadamente em sede de eventuais processos judiciais, sendo posteriormente eliminados.

Assiste, ao titular dos dados pessoais, os direitos previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados, nomeadamente o direito de solicitar ao Banco o acesso aos dados pessoais transmitidos e que lhe digam respeito, à sua retificação e, nos casos em que a lei o permita, o direito de se opor ao tratamento, à limitação do tratamento e ao seu apagamento, direitos estes que podem ser exercidos junto do responsável pelo tratamento para os contactos indicados em cima. O titular dos dados goza ainda do direito de retirar o consentimento prestado, sem que tal comprometa a licitude dos tratamentos efetuados até então.

Ao titular dos dados assiste ainda o direito de apresentar reclamações relacionadas com o incumprimento destas obrigações à Comissão Nacional da Proteção de Dados, por correio postal, para a morada Av. D. Carlos I, 134 - 1.º, 1200-651 Lisboa, ou, por correio eletrónico, para geral@cnpd.pt (mais informações em https://www.cnpd.pt/).

Para mais informação pode consultar a nossa política de privacidade (https://www.santander.pt/politica-privacidade).

 

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!