praticar desporto

bem-estar

Praticar desporto não é para si? Saiba o que a sua saúde está a perder

18 jun 2021 | 7 min de leitura
Reduz riscos de doença, melhora o bem-estar físico e mental e ainda pode fazê-lo com amigos: tudo o que a prática desportiva traz de bom à sua saúde.

É um dos efeitos positivos do exercício físico: as endorfinas libertadas deixam-nos de bom humor. Podia ser motivação suficiente para praticar desporto, mas há muitos outros benefícios para a saúde.

 

Atividade física é todo o movimento do corpo pela contração dos músculos e que faz gastar energias, diz a Organização Mundial de Saúde.

 

Na atividade física, estão incluídos os momentos em que há movimento, por exemplo, um passeio ou uma deslocação até ao trabalho. Mas vamos dedicar-nos à prática desportiva e aos seus benefícios para a saúde.

 

 

Porquê praticar desporto?

Se precisa de razões para começar a praticar desporto, esta lista é para si. Saiba o que é que a sua saúde ganha com a prática desportiva.

 

 

1. Recuperar anos de vida para o corpo

 

Quando faz desporto de forma regular, melhora a capacidade cardíaca e reduz os riscos de doença cardiovascular, a principal causa de morte em Portugal (Pordata).

 

A Organização Mundial de Saúde aponta que a atividade física também ajuda a combater outras doenças, como cancro e diabetes.

 

No caso dos mais jovens, a prática desportiva promove o crescimento saudável e desenvolvimento do corpo.

 

 

2. Perder peso

 

O desporto ajuda a combater a obesidade como doença.

 

Mesmo que o seu objetivo não seja perder peso, pode beneficiar da aceleração do metabolismo que o exercício físico vai provocar. Na prática, será capaz de queimar gorduras de forma mais rápida.

 

 

3. Cuidar da saúde mental

 

É às endorfinas que o desporto deve a sua boa reputação.

 

Quando há maior produção destes químicos no cérebro, somos invadidos por uma sensação de bem-estar físico e emocional. No fundo, sentimo-nos mais felizes.

 

A prática desportiva ajuda a diminuir os níveis de stress e ansiedade e a combater algumas doenças mentais como a depressão.

 

Além disso, fazer desporto também estimula a aprendizagem e o desenvolvimento de capacidades mentais, diz a Organização Mundial de Saúde.

 

Por outro lado, praticar desportos em equipa ou fazer atividades físicas com amigos pode ser um estímulo positivo para o bem-estar, por trabalhar o nível de pertença social e o convívio.

 

Prefere fazer desporto sozinho? Não há problema. Imagine-se a chegar à praia para apanhar umas ondas nas primeiras horas de sol do dia.

 

 

4. Expandir horizontes

 

Aqui, enriquece primeiro o seu horizonte cultural antes do bem-estar, mas estão relacionados.

 

Fazer desporto num país como Portugal permite aproveitar o bom tempo ao ar livre durante quase todo o ano. E há muitas modalidades onde pode juntar o passeio turístico ao exercício físico.

 

Existem ciclovias, ecovias e ecopistas de norte a sul de Portugal, ilhas incluídas. Por que não fazer uma escapadinha de fim de semana e levar consigo a bicicleta?

 

Se for adepto dos desportos aquáticos, a costa do nosso país oferece muitas opções para praticar surf, bodyboard e todas as modalidades para as quais precisa de saber equilibrar-se numa prancha. Pode explorar diferentes tipos de natação, canoagem, mergulho... Não se esqueça de espreitar as praias fluviais e as modalidades em rio.

 

Se prefere ter os pés em terra, há várias formas de os pôr a mexer. Desafie o seu grupo de amigos a fazer caminhadas pelos diferentes passadiços que existem em Portugal e aproveite para mergulhar a fundo na natureza enquanto conhece todas as regiões do país.

 

 

Como começar a praticar desporto?

Por onde começar?

 

Se está a abandonar um estilo de vida sedentário, há pequenos hábitos que pode começar por mudar para se sentir mais saudável e capaz de abraçar uma nova prática desportiva.

 

Recomenda-se que os adultos façam, pelo menos, 150 minutos de atividade física moderada numa semana, o que pode dar cerca de 20 minutos de caminhada por dia. Explore os parques perto da sua casa para passeios matinais ou ao final da manhã.

 

Deve conhecer as suas capacidades físicas antes de escolher uma modalidade desportiva mais intensa. Por exemplo, se quiser experimentar as aulas de yoga do ginásio, fale com o seu médico para perceber se é um exercício recomendado para si. Lesões antigas também são um fator a ter em conta.

 

Depois, defina a frequência da atividade desportiva. Quantas vezes vai treinar numa semana? Lembre-se: mesmo nos dias de descanso, pode trocar os elevadores pelas escadas e manter-se ativo.

 

Já nos treinos, não se esqueça do aquecimento antes de começar e dos alongamentos, no final.

 

 

Como escolher a prática desportiva ideal?

A escolha é vasta: do exercício físico intenso ao moderado, dos desportos em equipa aos individuais, sem esquecer as modalidades da moda.

 

 

Natação

 

É uma das modalidades desportivas mais completas.

 

Nadar é um excelente exercício para a oxigenação e fortalecimento dos músculos. É uma forma de reduzir os níveis de stress e aumentar a capacidade respiratória.

 

Pode escolher piscinas interiores ou exteriores e nadar durante todo o ano.

 

No Verão, pode aproveitar a piscina do espaço para onde for de férias para fazer umas pistas logo pela manhã. Além de ser um começo de dia refrescante, é uma forma de se manter ativo até nos dias de descanso.

 

 

Ciclismo

 

É outro exercício muito completo: pedalar traz benefícios ao coração e reduz o risco de doenças cardiovasculares.

 

Andar de bicicleta também trabalha os músculos das costas e pernas, com efeitos positivos na postura.

 

Existem cada vez mais ciclovias dentro das cidades e em percursos no interior. Pode pedalar ao ar livre nalgumas das paisagens mais bonitas do país. Aproveite o Verão para explorar rotas novas.

 

Se não puder dar estes passeios, tem sempre a opção de pedalar dentro de portas, num ginásio ou mesmo em sua casa.

 

 

Corrida

 

Nos últimos anos, generalizaram-se vários termos para o que é um dos exercícios mais acessíveis e antigos: correr. Do jogging ao running, existem várias formas de praticar esta modalidade.

 

Correr traz um benefício concreto para a saúde mental: a noção de superação. Como se sentiria ao ver que corre distâncias cada vez mais longas em menos tempo?

 

A saúde sai a ganhar a outros níveis: quem corre tem mais resistência cardiovascular, que também ajuda a fortalecer os ossos, a perder peso e a ganhar massa muscular.

 

Pode correr sozinho, a pares ou com mais pessoas. Existem grupos de corrida, o que traz o convívio para dentro da prática desportiva e permite motivar e ser motivado pelos colegas de equipa.

 

Também pode correr nas passadeiras do ginásio ou ao ar livre, sobretudo nos meses de Verão quando o tempo ajuda.

 

E se se sentir com coragem, por que não explorar percursos mais exigentes como trilhos de montanha? O trekking é uma modalidade interessante para praticar nas férias. 

 

 

 

Padel

 

É uma das modalidades da moda, com mais campos de padel a surgir um pouco por todo o lado.

 

O padel tem vantagens para a saúde cardiovascular e fortalecimento dos músculos. Por exigir reações rápidas, também estimula a coordenação e a atividade neuromuscular.

 

A adrenalina do jogo também atua como anti-stress e, por ser um desporto em equipa, a socialização.

 

 

 

Futebol

 

Tem uma dimensão social forte, quer se treine mais a sério ou apenas nos jogos semanais com amigos. Além do convívio, o futebol trabalha o espírito de equipa, que é útil também noutros aspetos da vida.

 

O futebol treina a resistência por exigir ritmos de corrida diferentes e que se alteram de forma rápida e constante.

 

É um bom exercício cardiovascular, estimula os reflexos e desenvolve a flexibilidade.

 

 

 

Yoga

 

Por ser mais conhecido como uma técnica associada à meditação, pensa-se logo nos seus resultados para a redução do stress. Mas o yoga tem múltiplas dimensões e atua a diferentes níveis.

 

Sobre os efeitos psicológicos, é verdade que pode diminuir a ansiedade e o stress, mas também contribui para tratar a depressão, evitar insónias e melhorar a memória.

 

A combinação da exigência física com a respiração tem resultados físicos.

 

O yoga melhora, desde logo, a força dos músculos e de todo o corpo. Aumenta o equilíbrio, recupera a postura e trabalha a flexibilidade. Por isso, diminui as dores articulares e musculares, que por vezes são provocadas por má postura.

 

Esta modalidade também melhora o funcionamento cardiovascular, mas também outros sistemas do corpo, como a digestão, quando trabalhado nessa dimensão.

 

 

Praticar desporto tem vários efeitos positivos para a saúde, tanto por diminuir riscos de doença como por trazer ganhos de saúde: nos sistemas imunitário e cardiovascular, na saúde mental, na gestão da energia e do stress e na qualidade do sono.

 

Antes de começar, não se esqueça de consultar os seus médicos. Defina uma rotina desportiva e quantos minutos de atividade física vai fazer por semana.

 

Depois, só precisa de registar os progressos. Vai ser como receber um troféu no final de uma competição.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

É um dos efeitos positivos do exercício físico: as endorfinas libertadas deixam-nos de bom humor. Podia ser motivação suficiente para praticar desporto, mas há muitos outros benefícios para a saúde.

 

Atividade física é todo o movimento do corpo pela contração dos músculos e que faz gastar energias, diz a Organização Mundial de Saúde.

 

Na atividade física, estão incluídos os momentos em que há movimento, por exemplo, um passeio ou uma deslocação até ao trabalho. Mas vamos dedicar-nos à prática desportiva e aos seus benefícios para a saúde.

 

 

Porquê praticar desporto?

Se precisa de razões para começar a praticar desporto, esta lista é para si. Saiba o que é que a sua saúde ganha com a prática desportiva.

 

 

1. Recuperar anos de vida para o corpo

 

Quando faz desporto de forma regular, melhora a capacidade cardíaca e reduz os riscos de doença cardiovascular, a principal causa de morte em Portugal (Pordata).

 

A Organização Mundial de Saúde aponta que a atividade física também ajuda a combater outras doenças, como cancro e diabetes.

 

No caso dos mais jovens, a prática desportiva promove o crescimento saudável e desenvolvimento do corpo.

 

 

2. Perder peso

 

O desporto ajuda a combater a obesidade como doença.

 

Mesmo que o seu objetivo não seja perder peso, pode beneficiar da aceleração do metabolismo que o exercício físico vai provocar. Na prática, será capaz de queimar gorduras de forma mais rápida.

 

 

3. Cuidar da saúde mental

 

É às endorfinas que o desporto deve a sua boa reputação.

 

Quando há maior produção destes químicos no cérebro, somos invadidos por uma sensação de bem-estar físico e emocional. No fundo, sentimo-nos mais felizes.

 

A prática desportiva ajuda a diminuir os níveis de stress e ansiedade e a combater algumas doenças mentais como a depressão.

 

Além disso, fazer desporto também estimula a aprendizagem e o desenvolvimento de capacidades mentais, diz a Organização Mundial de Saúde.

 

Por outro lado, praticar desportos em equipa ou fazer atividades físicas com amigos pode ser um estímulo positivo para o bem-estar, por trabalhar o nível de pertença social e o convívio.

 

Prefere fazer desporto sozinho? Não há problema. Imagine-se a chegar à praia para apanhar umas ondas nas primeiras horas de sol do dia.

 

 

4. Expandir horizontes

 

Aqui, enriquece primeiro o seu horizonte cultural antes do bem-estar, mas estão relacionados.

 

Fazer desporto num país como Portugal permite aproveitar o bom tempo ao ar livre durante quase todo o ano. E há muitas modalidades onde pode juntar o passeio turístico ao exercício físico.

 

Existem ciclovias, ecovias e ecopistas de norte a sul de Portugal, ilhas incluídas. Por que não fazer uma escapadinha de fim de semana e levar consigo a bicicleta?

 

Se for adepto dos desportos aquáticos, a costa do nosso país oferece muitas opções para praticar surf, bodyboard e todas as modalidades para as quais precisa de saber equilibrar-se numa prancha. Pode explorar diferentes tipos de natação, canoagem, mergulho... Não se esqueça de espreitar as praias fluviais e as modalidades em rio.

 

Se prefere ter os pés em terra, há várias formas de os pôr a mexer. Desafie o seu grupo de amigos a fazer caminhadas pelos diferentes passadiços que existem em Portugal e aproveite para mergulhar a fundo na natureza enquanto conhece todas as regiões do país.

 

 

Como começar a praticar desporto?

Por onde começar?

 

Se está a abandonar um estilo de vida sedentário, há pequenos hábitos que pode começar por mudar para se sentir mais saudável e capaz de abraçar uma nova prática desportiva.

 

Recomenda-se que os adultos façam, pelo menos, 150 minutos de atividade física moderada numa semana, o que pode dar cerca de 20 minutos de caminhada por dia. Explore os parques perto da sua casa para passeios matinais ou ao final da manhã.

 

Deve conhecer as suas capacidades físicas antes de escolher uma modalidade desportiva mais intensa. Por exemplo, se quiser experimentar as aulas de yoga do ginásio, fale com o seu médico para perceber se é um exercício recomendado para si. Lesões antigas também são um fator a ter em conta.

 

Depois, defina a frequência da atividade desportiva. Quantas vezes vai treinar numa semana? Lembre-se: mesmo nos dias de descanso, pode trocar os elevadores pelas escadas e manter-se ativo.

 

Já nos treinos, não se esqueça do aquecimento antes de começar e dos alongamentos, no final.

 

 

Como escolher a prática desportiva ideal?

A escolha é vasta: do exercício físico intenso ao moderado, dos desportos em equipa aos individuais, sem esquecer as modalidades da moda.

 

 

Natação

 

É uma das modalidades desportivas mais completas.

 

Nadar é um excelente exercício para a oxigenação e fortalecimento dos músculos. É uma forma de reduzir os níveis de stress e aumentar a capacidade respiratória.

 

Pode escolher piscinas interiores ou exteriores e nadar durante todo o ano.

 

No Verão, pode aproveitar a piscina do espaço para onde for de férias para fazer umas pistas logo pela manhã. Além de ser um começo de dia refrescante, é uma forma de se manter ativo até nos dias de descanso.

 

 

Ciclismo

 

É outro exercício muito completo: pedalar traz benefícios ao coração e reduz o risco de doenças cardiovasculares.

 

Andar de bicicleta também trabalha os músculos das costas e pernas, com efeitos positivos na postura.

 

Existem cada vez mais ciclovias dentro das cidades e em percursos no interior. Pode pedalar ao ar livre nalgumas das paisagens mais bonitas do país. Aproveite o Verão para explorar rotas novas.

 

Se não puder dar estes passeios, tem sempre a opção de pedalar dentro de portas, num ginásio ou mesmo em sua casa.

 

 

Corrida

 

Nos últimos anos, generalizaram-se vários termos para o que é um dos exercícios mais acessíveis e antigos: correr. Do jogging ao running, existem várias formas de praticar esta modalidade.

 

Correr traz um benefício concreto para a saúde mental: a noção de superação. Como se sentiria ao ver que corre distâncias cada vez mais longas em menos tempo?

 

A saúde sai a ganhar a outros níveis: quem corre tem mais resistência cardiovascular, que também ajuda a fortalecer os ossos, a perder peso e a ganhar massa muscular.

 

Pode correr sozinho, a pares ou com mais pessoas. Existem grupos de corrida, o que traz o convívio para dentro da prática desportiva e permite motivar e ser motivado pelos colegas de equipa.

 

Também pode correr nas passadeiras do ginásio ou ao ar livre, sobretudo nos meses de Verão quando o tempo ajuda.

 

E se se sentir com coragem, por que não explorar percursos mais exigentes como trilhos de montanha? O trekking é uma modalidade interessante para praticar nas férias. 

 

 

 

Padel

 

É uma das modalidades da moda, com mais campos de padel a surgir um pouco por todo o lado.

 

O padel tem vantagens para a saúde cardiovascular e fortalecimento dos músculos. Por exigir reações rápidas, também estimula a coordenação e a atividade neuromuscular.

 

A adrenalina do jogo também atua como anti-stress e, por ser um desporto em equipa, a socialização.

 

 

 

Futebol

 

Tem uma dimensão social forte, quer se treine mais a sério ou apenas nos jogos semanais com amigos. Além do convívio, o futebol trabalha o espírito de equipa, que é útil também noutros aspetos da vida.

 

O futebol treina a resistência por exigir ritmos de corrida diferentes e que se alteram de forma rápida e constante.

 

É um bom exercício cardiovascular, estimula os reflexos e desenvolve a flexibilidade.

 

 

 

Yoga

 

Por ser mais conhecido como uma técnica associada à meditação, pensa-se logo nos seus resultados para a redução do stress. Mas o yoga tem múltiplas dimensões e atua a diferentes níveis.

 

Sobre os efeitos psicológicos, é verdade que pode diminuir a ansiedade e o stress, mas também contribui para tratar a depressão, evitar insónias e melhorar a memória.

 

A combinação da exigência física com a respiração tem resultados físicos.

 

O yoga melhora, desde logo, a força dos músculos e de todo o corpo. Aumenta o equilíbrio, recupera a postura e trabalha a flexibilidade. Por isso, diminui as dores articulares e musculares, que por vezes são provocadas por má postura.

 

Esta modalidade também melhora o funcionamento cardiovascular, mas também outros sistemas do corpo, como a digestão, quando trabalhado nessa dimensão.

 

 

Praticar desporto tem vários efeitos positivos para a saúde, tanto por diminuir riscos de doença como por trazer ganhos de saúde: nos sistemas imunitário e cardiovascular, na saúde mental, na gestão da energia e do stress e na qualidade do sono.

 

Antes de começar, não se esqueça de consultar os seus médicos. Defina uma rotina desportiva e quantos minutos de atividade física vai fazer por semana.

 

Depois, só precisa de registar os progressos. Vai ser como receber um troféu no final de uma competição.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Obrigado pelo seu feedback!