Como aquecer a casa no inverno sem gastar muito dinheiro

finanças

Como aquecer a casa sem aumentar (muito) as despesas?

19 jan 2022 | 4 min de leitura

Ou estão demasiado frias no inverno ou exageradamente quentes no verão. Este cenário é-lhe familiar? Para não passar frio nos meses mais gelados, conheça alguns truques para aquecer a casa.

Sabia que 21,5% da energia consumida nas casas portuguesas é para aquecimento, segundo a Adene - Agência para a Energia?

 

Portugal é um país de clima ameno, mas isso não se traduz em conforto térmico em casa. No inverno, por exemplo, as casas são demasiado frias. Se enfrenta esta realidade, temos boas notícias para si. Pode tornar o lar mais confortável, mesmo nos dias mais gelados do ano, com pequenos gestos. Saiba como deixar a casa mais quente sem gastar centenas de euros por mês em eletricidade.

 

8 dicas para aquecer a casa

Conheça algumas ideias para colocar em prática agora e que vão contribuir para o seu bem estar físico e financeiro.

 

1. Vista a casa dos pés à cabeça

Quem não gosta de manter a casa aquecida e confortável no inverno? Para não deixar o frio entrar, coloque cortinas e tapetes, que aconchegam o ambiente e ajudam a manter a temperatura da casa. Tons mais escuros e tecidos grossos favorecem a absorção do calor e proporcionam conforto.

 

Aposte em mantas, almofadas e cobertores quentes. Não só o aquecem a si, como também deixam a casa mais confortável e acolhedora.

 

2. Deixe o Sol entrar

É a melhor forma de aquecer a casa. O sol é a nossa maior fonte de calor, por isso aproveite ao máximo quando está à espreita. Durante o dia, deixe-o entrar em casa: liberte as janelas, abra portadas, cortinados e estores. Está a deixar entrar calor, a arejar a casa e a renovar o ar, o que ajuda a melhorar o conforto térmico.

 

3. Feche as portas, janelas e persianas

Mal começa a anoitecer, feche as janelas e as persianas para não deixar o calor sair. Feche também as portas das divisões que não usa, para manter a temperatura da casa.

 

Utilize as divisões mais pequenas, que são mais fáceis de aquecer e de conservar quentes sem necessidade de manter os equipamentos ligados.

 

4. Use e abuse do forno

Adora passar tempo na cozinha? Boas notícias. Nos meses frios, este espaço aquece com mais facilidade, porque é onde se cozinha as refeições e onde estão as máquinas da louça ou da roupa, que, enquanto estão a trabalhar, ajudam a aquecer o ambiente.

 

Se vai utilizar o forno, aproveite para cozinhar várias refeições ao mesmo tempo e assim poupar também na conta da eletricidade ou do gás.

 

5. Regule a temperatura

Sabia que 1º C a mais pode fazer a fatura da eletricidade aumentar em 7%? Se tem um sistema de aquecimento, mantenha a temperatura entre os 18ºC e os 21ºC. É confortável e benéfico para a saúde. Não cubra nem encoste objetos aos radiadores para facilitar a saída de ar quente.

 

Desligue os sistemas de aquecimento durante a noite, quando abre as janelas ou sai de casa.

 

6. Faça a manutenção dos equipamentos

É uma questão de poupança e de segurança. Manter os equipamentos a funcionar corretamente é uma forma de reduzir a conta da luz. No entanto, por regra, implicam a deslocação de um técnico a sua casa, o que pode ser dispendioso. Antes de decidir, peça orçamentos. Segundo a Adene, alguns procedimentos que podem fazer a diferença são:

 

  • Verificar o sistema de aquecimento com regularidade. O bom funcionamento de uma caldeira pode poupar até 15% em energia
  • Fazer purgas de ar nos radiadores a água pelo menos uma vez por ano
  • Adicionar ou reparar o isolamento térmico no sistema de distribuição para evitar acidentes e perdas de energia
  • Instalar válvulas termostáticas, que permitem abrir ou fechar o fluxo de água quente conforme necessário e escolher diferentes temperaturas para diferentes espaços.

 

7. Esteja atento aos descontos

Verifique os descontos das operadoras nos meses frios. Por exemplo, os clientes Santander que façam contrato com a Endesa têm desconto até 18% no valor da fatura, até ao dia 31 de dezembro de 2022.

 

O importante é escolher um tarifário adequado à sua casa e à sua carteira. Se acha que paga demasiado de eletricidade, faça uma simulação no Portal Poupa Energia e descubra se consegue poupar nesta fatura.

 

8. Invista no isolamento térmico

Um bom isolamento térmico ou janelas eficientes fazem toda a diferença no aquecimento da casa. Por exemplo, a aplicação de isolamento térmico nas fachadas e coberturas pode reduzir em 50% as perdas de calor, melhorando o conforto térmico. No entanto, é um investimento elevado.

 

Caso não possa fazê-lo, há pequenos truques que podem ajudar, como, por exemplo, colocar fita de calafetagem ou fita adesiva isoladora e rolos compridos de tecido com enchimento (os chamados “chouriços”) nas janelas e portas para evitar as correntes de ar.

 

Mas se quer investir numa casa mais eficiente, saiba que existem apoios, através dos quais pode instalar janelas eficientes, substituir o Isolamento térmico ou adotar sistemas de aquecimento eficientes.

 

Outras dicas para poupar na eletricidade

 

  • Opte por eletrodomésticos eficientes. Escolha uma televisão com poupança de energia, ou desligue-a quando não estiver a utilizá-la
  • Use as máquinas de lavar roupa e louça de forma planeada. Inicie ciclos de lavagem com as máquinas cheias
  • Abra as portas do frigorífico com regras e mantenha a temperatura acima dos 3ºC. Não guarde os alimentos ainda quentes
  • Junte roupa para engomar, evitando aquecer o ferro várias vezes. Deixe as roupas delicadas para o final e passe-as com o ferro desligado, mas ainda quente
  • Evite abrir a porta do forno enquanto cozinha: está a desperdiçar 25% do calor
  • Retire as fichas das tomadas quando os equipamentos não são usados. Para além de poupar energia, é uma prática de segurança.

 

Gostaria de tornar a sua casa mais eficiente ou instalar painéis solares? Pode recorrer a um crédito pessoal para energias renováveis, com juros competitivos, e comprar os equipamentos que necessita. É um investimento que traz benefícios para o ambiente e para sua carteira.

 

Se gostou das dicas, por que não partilhar com um familiar ou amigo?

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Sabia que 21,5% da energia consumida nas casas portuguesas é para aquecimento, segundo a Adene - Agência para a Energia?

 

Portugal é um país de clima ameno, mas isso não se traduz em conforto térmico em casa. No inverno, por exemplo, as casas são demasiado frias. Se enfrenta esta realidade, temos boas notícias para si. Pode tornar o lar mais confortável, mesmo nos dias mais gelados do ano, com pequenos gestos. Saiba como deixar a casa mais quente sem gastar centenas de euros por mês em eletricidade.

 

8 dicas para aquecer a casa

Conheça algumas ideias para colocar em prática agora e que vão contribuir para o seu bem estar físico e financeiro.

 

1. Vista a casa dos pés à cabeça

Quem não gosta de manter a casa aquecida e confortável no inverno? Para não deixar o frio entrar, coloque cortinas e tapetes, que aconchegam o ambiente e ajudam a manter a temperatura da casa. Tons mais escuros e tecidos grossos favorecem a absorção do calor e proporcionam conforto.

 

Aposte em mantas, almofadas e cobertores quentes. Não só o aquecem a si, como também deixam a casa mais confortável e acolhedora.

 

2. Deixe o Sol entrar

É a melhor forma de aquecer a casa. O sol é a nossa maior fonte de calor, por isso aproveite ao máximo quando está à espreita. Durante o dia, deixe-o entrar em casa: liberte as janelas, abra portadas, cortinados e estores. Está a deixar entrar calor, a arejar a casa e a renovar o ar, o que ajuda a melhorar o conforto térmico.

 

3. Feche as portas, janelas e persianas

Mal começa a anoitecer, feche as janelas e as persianas para não deixar o calor sair. Feche também as portas das divisões que não usa, para manter a temperatura da casa.

 

Utilize as divisões mais pequenas, que são mais fáceis de aquecer e de conservar quentes sem necessidade de manter os equipamentos ligados.

 

4. Use e abuse do forno

Adora passar tempo na cozinha? Boas notícias. Nos meses frios, este espaço aquece com mais facilidade, porque é onde se cozinha as refeições e onde estão as máquinas da louça ou da roupa, que, enquanto estão a trabalhar, ajudam a aquecer o ambiente.

 

Se vai utilizar o forno, aproveite para cozinhar várias refeições ao mesmo tempo e assim poupar também na conta da eletricidade ou do gás.

 

5. Regule a temperatura

Sabia que 1º C a mais pode fazer a fatura da eletricidade aumentar em 7%? Se tem um sistema de aquecimento, mantenha a temperatura entre os 18ºC e os 21ºC. É confortável e benéfico para a saúde. Não cubra nem encoste objetos aos radiadores para facilitar a saída de ar quente.

 

Desligue os sistemas de aquecimento durante a noite, quando abre as janelas ou sai de casa.

 

6. Faça a manutenção dos equipamentos

É uma questão de poupança e de segurança. Manter os equipamentos a funcionar corretamente é uma forma de reduzir a conta da luz. No entanto, por regra, implicam a deslocação de um técnico a sua casa, o que pode ser dispendioso. Antes de decidir, peça orçamentos. Segundo a Adene, alguns procedimentos que podem fazer a diferença são:

 

  • Verificar o sistema de aquecimento com regularidade. O bom funcionamento de uma caldeira pode poupar até 15% em energia
  • Fazer purgas de ar nos radiadores a água pelo menos uma vez por ano
  • Adicionar ou reparar o isolamento térmico no sistema de distribuição para evitar acidentes e perdas de energia
  • Instalar válvulas termostáticas, que permitem abrir ou fechar o fluxo de água quente conforme necessário e escolher diferentes temperaturas para diferentes espaços.

 

7. Esteja atento aos descontos

Verifique os descontos das operadoras nos meses frios. Por exemplo, os clientes Santander que façam contrato com a Endesa têm desconto até 18% no valor da fatura, até ao dia 31 de dezembro de 2022.

 

O importante é escolher um tarifário adequado à sua casa e à sua carteira. Se acha que paga demasiado de eletricidade, faça uma simulação no Portal Poupa Energia e descubra se consegue poupar nesta fatura.

 

8. Invista no isolamento térmico

Um bom isolamento térmico ou janelas eficientes fazem toda a diferença no aquecimento da casa. Por exemplo, a aplicação de isolamento térmico nas fachadas e coberturas pode reduzir em 50% as perdas de calor, melhorando o conforto térmico. No entanto, é um investimento elevado.

 

Caso não possa fazê-lo, há pequenos truques que podem ajudar, como, por exemplo, colocar fita de calafetagem ou fita adesiva isoladora e rolos compridos de tecido com enchimento (os chamados “chouriços”) nas janelas e portas para evitar as correntes de ar.

 

Mas se quer investir numa casa mais eficiente, saiba que existem apoios, através dos quais pode instalar janelas eficientes, substituir o Isolamento térmico ou adotar sistemas de aquecimento eficientes.

 

Outras dicas para poupar na eletricidade

 

  • Opte por eletrodomésticos eficientes. Escolha uma televisão com poupança de energia, ou desligue-a quando não estiver a utilizá-la
  • Use as máquinas de lavar roupa e louça de forma planeada. Inicie ciclos de lavagem com as máquinas cheias
  • Abra as portas do frigorífico com regras e mantenha a temperatura acima dos 3ºC. Não guarde os alimentos ainda quentes
  • Junte roupa para engomar, evitando aquecer o ferro várias vezes. Deixe as roupas delicadas para o final e passe-as com o ferro desligado, mas ainda quente
  • Evite abrir a porta do forno enquanto cozinha: está a desperdiçar 25% do calor
  • Retire as fichas das tomadas quando os equipamentos não são usados. Para além de poupar energia, é uma prática de segurança.

 

Gostaria de tornar a sua casa mais eficiente ou instalar painéis solares? Pode recorrer a um crédito pessoal para energias renováveis, com juros competitivos, e comprar os equipamentos que necessita. É um investimento que traz benefícios para o ambiente e para sua carteira.

 

Se gostou das dicas, por que não partilhar com um familiar ou amigo?

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!