Margem de lucro: o que é e como calcular

finanças

Margem de lucro: o que é e como calcular

20 jun 2022 | 4 min de leitura

A margem de lucro é um dos indicadores de desempenho de um negócio. Pode ajudá-lo a definir o preço de um produto, assim como a encontrar estratégias para ser mais rentável.

Quer pretenda lançar um pequeno negócio para ganhar dinheiro extra ou já tenha uma empresa em funcionamento, é importante conhecer este indicador, por forma a manter o negócio rentável e sustentável.


Mas, antes de explicar o que é e como calcular, é importante distinguir este conceito do lucro.
 

 

O que é o lucro?

É o retorno positivo do investimento feito no negócio. Se comprar uma t-shirt por 10 euros e a vender por 20 euros, lucra 10 euros. No entanto, este número não contempla todos os custos da operação que devem ser tidos em consideração, como o transporte ou o salário que pagou ao vendedor.

 

Assim, a margem de lucro é um indicador mais adequado para aferir a viabilidade do negócio.
 

 

O que é a margem de lucro?

É a percentagem que uma empresa espera ganhar após a venda de um produto ou serviço. Compreender este indicador é fundamental para definir o preço do produto ou serviço, em comparação com o esforço necessário.

 

Para definir este indicador deve ter em consideração duas variáveis:

 

  • Custo de produção unitário. Inclui o custo da matéria-prima, mão-de-obra, o custo de transporte da mercadoria e os custos indiretos. Ou seja, as despesas necessárias para a produção, mas que não estão relacionadas diretamente com o produto, como os salários que paga de atividades de suporte da empresa, o investimento que faz em marketing, a renda do local de trabalho e as despesas fixas, como a eletricidade, a água ou os impostos.

 

  • PVP (preço de venda ao público). Inclui os custos de produção + margem de lucro.

 

 

Como calcular a margem de lucro

Para calcular a margem de lucro em percentagem, utilize a seguinte fórmula:

 

margem de lucro = (PVP - custos de produção) / (PVP=) x 100

 

Este cálculo permite medir quanto é que a empresa ganha por cada euro de vendas. Assim, uma margem de lucro de 40% significa que a empresa tem um ganho líquido de 0,4 euros por cada euro de vendas.

 

 

Vamos a um exemplo:


A Joana vai lançar um negócio de venda de t-shirts, totalmente feitas pela própria, e quer calcular a margem de lucro que tem em cada unidade vendida. Primeiro, tem que saber qual é o custo de produção unitário do seu produto e, depois, o preço a que pretende vender cada t-shirt. Assim:

 

  • Custo de produção: 20 euros
  • PVP: 40 euros

 

Seguindo esta fórmula, a margem de lucro de cada t-shirt que a Joana vender será de 50%. Ou seja:


(40 € - 20 €) / (40 € x 100) = 50%
 

 

Como definir a margem de lucro ideal?

Não existe uma fórmula mágica para definir o valor ideal de uma empresa. No entanto, quanto mais elevada for esta percentagem, mais benefícios trará para a organização.

 

Para alcançar uma percentagem satisfatória, há alguns cuidados que deve ter:

 

Estabeleça o preço adequado

 

Antes de formar um preço, é importante analisar o mercado e o respetivo público-alvo, nomeadamente os preços praticados pela concorrência. A margem de lucro deve estar em sintonia com o mercado, caso contrário poderá perder vendas. Ponha-se no lugar dos clientes: porque haveria de comprar o produto mais caro se outra marca vende mais barato?

 

Reduza os custos

 

Se não tem espaço para subir o preço de venda ao público, o caminho pode passar por reduzir os custos. Voltemos ao exemplo das t-shirts da Joana. Se a jovem empresária quiser aumentar a sua margem de lucro, pode olhar para as suas despesas e analisar se não consegue diminuí-las, recorrendo a outros fornecedores com condições mais favoráveis ou eliminando todas aquelas que não forem essenciais.
 

Pode, por exemplo, procurar matéria-prima mais barata para fazer as suas t-shirts, encontrar um espaço para trabalhar com uma renda mais reduzida ou tentar poupar no consumo de energia ou de água.

 

 

Estratégias para o seu negócio

A margem de lucro e o PVP podem ajudá-lo a moldar-se às circunstâncias. Assim, algumas estratégias que pode adotar são:

 

  • Diminuir a margem e baixar o PVP. Se o seu PVP estiver acima do preço de mercado, pode estar a vender menos. Neste caso, pode optar por baixar o seu PVP e, consequentemente, a sua margem de lucro.

 

  • Manter a margem de lucro e o PVP. Se quer manter o PVP, mas a concorrência tem preços mais apelativos, é necessário demarcar-se, pela qualidade diferenciadora do seu produto ou serviço em relação ao restante mercado. É importante que este movimento não aumente as despesas do negócio, caso contrário, a sua margem fica comprometida.

 

  • Aumentar a margem de lucro e manter o PVP. Neste cenário, terá que reduzir custos para otimizar o seu negócio. Pode tentar negociar com fornecedores ou com a distribuidora. A ideia é rever os custos relativos ao seu negócio.

 

  • Aumentar a margem de lucro ao aumentar o PVP. Se já não conseguir cortar nas despesas, pode subir o PVP. Mais uma vez, este passo só é lógico se conseguir agregar valor ao seu produto ou serviço, que compense a diferença de preços face à concorrência.

 

Independentemente da estratégia escolhida, é importante que conheça os números da sua empresa, para que esta seja rentável. E se, em algum momento, precisar de apoio para fazer crescer o seu negócio, o Santander tem à sua disposição um conjunto de soluções de financiamento adequadas a cada fase da sua empresa.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Quer pretenda lançar um pequeno negócio para ganhar dinheiro extra ou já tenha uma empresa em funcionamento, é importante conhecer este indicador, por forma a manter o negócio rentável e sustentável.


Mas, antes de explicar o que é e como calcular, é importante distinguir este conceito do lucro.
 

 

O que é o lucro?

É o retorno positivo do investimento feito no negócio. Se comprar uma t-shirt por 10 euros e a vender por 20 euros, lucra 10 euros. No entanto, este número não contempla todos os custos da operação que devem ser tidos em consideração, como o transporte ou o salário que pagou ao vendedor.

 

Assim, a margem de lucro é um indicador mais adequado para aferir a viabilidade do negócio.
 

 

O que é a margem de lucro?

É a percentagem que uma empresa espera ganhar após a venda de um produto ou serviço. Compreender este indicador é fundamental para definir o preço do produto ou serviço, em comparação com o esforço necessário.

 

Para definir este indicador deve ter em consideração duas variáveis:

 

  • Custo de produção unitário. Inclui o custo da matéria-prima, mão-de-obra, o custo de transporte da mercadoria e os custos indiretos. Ou seja, as despesas necessárias para a produção, mas que não estão relacionadas diretamente com o produto, como os salários que paga de atividades de suporte da empresa, o investimento que faz em marketing, a renda do local de trabalho e as despesas fixas, como a eletricidade, a água ou os impostos.

 

  • PVP (preço de venda ao público). Inclui os custos de produção + margem de lucro.

 

 

Como calcular a margem de lucro

Para calcular a margem de lucro em percentagem, utilize a seguinte fórmula:

 

margem de lucro = (PVP - custos de produção) / (PVP=) x 100

 

Este cálculo permite medir quanto é que a empresa ganha por cada euro de vendas. Assim, uma margem de lucro de 40% significa que a empresa tem um ganho líquido de 0,4 euros por cada euro de vendas.

 

 

Vamos a um exemplo:


A Joana vai lançar um negócio de venda de t-shirts, totalmente feitas pela própria, e quer calcular a margem de lucro que tem em cada unidade vendida. Primeiro, tem que saber qual é o custo de produção unitário do seu produto e, depois, o preço a que pretende vender cada t-shirt. Assim:

 

  • Custo de produção: 20 euros
  • PVP: 40 euros

 

Seguindo esta fórmula, a margem de lucro de cada t-shirt que a Joana vender será de 50%. Ou seja:


(40 € - 20 €) / (40 € x 100) = 50%
 

 

Como definir a margem de lucro ideal?

Não existe uma fórmula mágica para definir o valor ideal de uma empresa. No entanto, quanto mais elevada for esta percentagem, mais benefícios trará para a organização.

 

Para alcançar uma percentagem satisfatória, há alguns cuidados que deve ter:

 

Estabeleça o preço adequado

 

Antes de formar um preço, é importante analisar o mercado e o respetivo público-alvo, nomeadamente os preços praticados pela concorrência. A margem de lucro deve estar em sintonia com o mercado, caso contrário poderá perder vendas. Ponha-se no lugar dos clientes: porque haveria de comprar o produto mais caro se outra marca vende mais barato?

 

Reduza os custos

 

Se não tem espaço para subir o preço de venda ao público, o caminho pode passar por reduzir os custos. Voltemos ao exemplo das t-shirts da Joana. Se a jovem empresária quiser aumentar a sua margem de lucro, pode olhar para as suas despesas e analisar se não consegue diminuí-las, recorrendo a outros fornecedores com condições mais favoráveis ou eliminando todas aquelas que não forem essenciais.
 

Pode, por exemplo, procurar matéria-prima mais barata para fazer as suas t-shirts, encontrar um espaço para trabalhar com uma renda mais reduzida ou tentar poupar no consumo de energia ou de água.

 

 

Estratégias para o seu negócio

A margem de lucro e o PVP podem ajudá-lo a moldar-se às circunstâncias. Assim, algumas estratégias que pode adotar são:

 

  • Diminuir a margem e baixar o PVP. Se o seu PVP estiver acima do preço de mercado, pode estar a vender menos. Neste caso, pode optar por baixar o seu PVP e, consequentemente, a sua margem de lucro.

 

  • Manter a margem de lucro e o PVP. Se quer manter o PVP, mas a concorrência tem preços mais apelativos, é necessário demarcar-se, pela qualidade diferenciadora do seu produto ou serviço em relação ao restante mercado. É importante que este movimento não aumente as despesas do negócio, caso contrário, a sua margem fica comprometida.

 

  • Aumentar a margem de lucro e manter o PVP. Neste cenário, terá que reduzir custos para otimizar o seu negócio. Pode tentar negociar com fornecedores ou com a distribuidora. A ideia é rever os custos relativos ao seu negócio.

 

  • Aumentar a margem de lucro ao aumentar o PVP. Se já não conseguir cortar nas despesas, pode subir o PVP. Mais uma vez, este passo só é lógico se conseguir agregar valor ao seu produto ou serviço, que compense a diferença de preços face à concorrência.

 

Independentemente da estratégia escolhida, é importante que conheça os números da sua empresa, para que esta seja rentável. E se, em algum momento, precisar de apoio para fazer crescer o seu negócio, o Santander tem à sua disposição um conjunto de soluções de financiamento adequadas a cada fase da sua empresa.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!