quais os seguros de saúde para crianças

família

Se tem filhos, precisa de um bom seguro de saúde para crianças

01 jul 2021 | 4 min de leitura
Se tem ou quer ter filhos, procure um seguro de saúde preparado para acompanhar a família desde a gravidez.

Quando perguntamos às nossas crianças o que querem ser quando forem grandes, recebemos muitas respostas diferentes. Num dia, bombeiros. Noutro, cientistas.

 

À medida que descobrem o mundo, as crianças ampliam o seu horizonte de possibilidades. E nós também. Os nossos objetivos de vida mudam, da mesma forma que os valores em que acreditamos se tornam mais definidos com o passar dos anos.

 

 

Como os seguros de saúde podem ajudar com as crianças

Ter filhos é uma das mudanças mais radicais pelas quais passamos. As prioridades alteram-se, os objetivos também. Por isso, é ainda mais importante planear.

 

Planear tudo: desde a hora da refeição aos lanches da manhã, passando pelas despesas do orçamento familiar, claro.

 

A saúde é uma das maiores fontes de preocupação para qualquer pai e mãe. A qualquer momento, pode ser preciso telefonar ao pediatra para relatar aquela febre ou pagar um novo par de óculos.

 

Saiba como os seguros de saúde para a família e para crianças podem aliviar uma parte dessa preocupação. 

 

 

Que coberturas são importantes quando se tem filhos?

Tudo começa antes da gravidez.

 

Alguns seguros de saúde já incluem a hospitalização para parto nas suas coberturas básicas. Outros seguros de saúde definem o parto como cobertura opcional ao seguro, o que pode ter custos adicionais.

 

Também existem diferentes níveis de cobertura para parto, por exemplo, no que toca aos limites cobertos pelo seguro.

 

Se pensa ter filhos um dia, tenha atenção a estes detalhes quando fizer o seu seguro de saúde. Peça várias simulações, se necessário, e veja qual poderá ser mais vantajosa. Tenha em conta:

 

  • se o seguro cobre as ecografias médicas recomendadas e alguns exames de despiste
  • se a cobertura de parto inclui cesariana e interrupção espontânea da gravidez
  • se o seguro cobre tudo o que vai precisar durante o parto, desde a anestesia ao tempo dos médicos envolvidos (honorários), sem esquecer os medicamentos de que pode precisar
  • se estão incluídas as taxas de internamento da mãe e do bebé.

 

 

Se fizer um seguro de saúde mais perto da altura em que pensa ter filhos, informe-se sobre o período de carência. Ou seja, quando é que vai poder usar a cobertura para parto desde que faz o seguro.

 

Fique com mais esta nota: pode ser que os seguros já tenham condições para fazer a criopreservação de células estaminais. Não custa perguntar.

 

 

Pediatras, dentistas e outros médicos que são os seus melhores amigos

O maior desejo da família é que as crianças cresçam saudáveis. A pensar nisso, sucedem-se as consultas médicas desde os primeiros meses. Os pediatras tornam-se os melhores amigos dos pais, capazes de responder a todas as preocupações até à distância de um telefonema.

 

Mas as crianças crescem à velocidade da luz e depressa precisam de oftalmologistas, dentistas, especialistas em alergias e dermatologistas... A lista é grande. 

 

Por isso, procure um seguro que tem as coberturas mais comuns – como consultas de especialidade – mas também são úteis para quando os seus filhos precisarem de aparelhos nos dentes ou óculos. Estas são algumas das próteses que as crianças mais usam e que podem ter um peso grande nas contas do mês.

 

Veja também que tipo de acompanhamento é que o seguro de saúde lhe pode dar. Por vezes, é difícil conseguir uma consulta com estes especialistas no imediato. Mas os seus filhos não podem esperar. Há seguros de saúde com médico online disponível 24 horas por dia e que podem ajudar a despistar os primeiros sinais de preocupação.

 

 

Vantagens de ter um seguro de saúde a pensar nas crianças

Uma das principais vantagens de ter um seguro de saúde para toda a família, incluindo as crianças, é o custo. Isto porque as seguradoras estão preparadas para oferecer descontos por cada pessoa que é incluída na apólice do seguro. 

 

Mas o preço não é tudo. O seguro de saúde familiar deve estar adaptado para as necessidades dos mais pequenos. 

 

Se a sua filha de 2 anos precisar de terapia da fala, de certeza que vai dar jeito ter um seguro de saúde que envia terapeutas a casa para fazer sessões de tratamento. 

 

Se o seu filho pré-adolescente se queixar de mal-estar no corpo e não ficar descansado com o diagnóstico de “dores de crescimento”, é uma vantagem ter um seguro de saúde que lhe permite pedir uma 2a opinião médica.

 

 

Outros seguros para crianças

Sabia que o seu filho tem direito a um seguro escolar desde o jardim-de-infância até ao secundário ou ao ensino profissional? 

 

No âmbito do seguro escolar, os alunos têm acesso a assistência médica e ao transporte para receber esses cuidados e tratamentos, no caso de terem um acidente no espaço da escola ou, sendo fora da escola, enquanto estiverem em atividades letivas.

 

Também pode prevenir-se fora do contexto de escola. Os seguros de acidentes pessoais para crianças protegem os mais pequenos se precisarem de assistência hospitalar, dentro de Portugal e até no estrangeiro.

 

Há também seguros de acidentes pessoais com cobertura de responsabilidade civil, que cobre danos a outras pessoas ou bens em caso de acidente provocado pelos seus filhos. Se a bola de futebol voar do seu quintal para a janela da casa do vizinho, pode estar mais descansado.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Quando perguntamos às nossas crianças o que querem ser quando forem grandes, recebemos muitas respostas diferentes. Num dia, bombeiros. Noutro, cientistas.

 

À medida que descobrem o mundo, as crianças ampliam o seu horizonte de possibilidades. E nós também. Os nossos objetivos de vida mudam, da mesma forma que os valores em que acreditamos se tornam mais definidos com o passar dos anos.

 

 

Como os seguros de saúde podem ajudar com as crianças

Ter filhos é uma das mudanças mais radicais pelas quais passamos. As prioridades alteram-se, os objetivos também. Por isso, é ainda mais importante planear.

 

Planear tudo: desde a hora da refeição aos lanches da manhã, passando pelas despesas do orçamento familiar, claro.

 

A saúde é uma das maiores fontes de preocupação para qualquer pai e mãe. A qualquer momento, pode ser preciso telefonar ao pediatra para relatar aquela febre ou pagar um novo par de óculos.

 

Saiba como os seguros de saúde para a família e para crianças podem aliviar uma parte dessa preocupação. 

 

 

Que coberturas são importantes quando se tem filhos?

Tudo começa antes da gravidez.

 

Alguns seguros de saúde já incluem a hospitalização para parto nas suas coberturas básicas. Outros seguros de saúde definem o parto como cobertura opcional ao seguro, o que pode ter custos adicionais.

 

Também existem diferentes níveis de cobertura para parto, por exemplo, no que toca aos limites cobertos pelo seguro.

 

Se pensa ter filhos um dia, tenha atenção a estes detalhes quando fizer o seu seguro de saúde. Peça várias simulações, se necessário, e veja qual poderá ser mais vantajosa. Tenha em conta:

 

  • se o seguro cobre as ecografias médicas recomendadas e alguns exames de despiste
  • se a cobertura de parto inclui cesariana e interrupção espontânea da gravidez
  • se o seguro cobre tudo o que vai precisar durante o parto, desde a anestesia ao tempo dos médicos envolvidos (honorários), sem esquecer os medicamentos de que pode precisar
  • se estão incluídas as taxas de internamento da mãe e do bebé.

 

 

Se fizer um seguro de saúde mais perto da altura em que pensa ter filhos, informe-se sobre o período de carência. Ou seja, quando é que vai poder usar a cobertura para parto desde que faz o seguro.

 

Fique com mais esta nota: pode ser que os seguros já tenham condições para fazer a criopreservação de células estaminais. Não custa perguntar.

 

 

Pediatras, dentistas e outros médicos que são os seus melhores amigos

O maior desejo da família é que as crianças cresçam saudáveis. A pensar nisso, sucedem-se as consultas médicas desde os primeiros meses. Os pediatras tornam-se os melhores amigos dos pais, capazes de responder a todas as preocupações até à distância de um telefonema.

 

Mas as crianças crescem à velocidade da luz e depressa precisam de oftalmologistas, dentistas, especialistas em alergias e dermatologistas... A lista é grande. 

 

Por isso, procure um seguro que tem as coberturas mais comuns – como consultas de especialidade – mas também são úteis para quando os seus filhos precisarem de aparelhos nos dentes ou óculos. Estas são algumas das próteses que as crianças mais usam e que podem ter um peso grande nas contas do mês.

 

Veja também que tipo de acompanhamento é que o seguro de saúde lhe pode dar. Por vezes, é difícil conseguir uma consulta com estes especialistas no imediato. Mas os seus filhos não podem esperar. Há seguros de saúde com médico online disponível 24 horas por dia e que podem ajudar a despistar os primeiros sinais de preocupação.

 

 

Vantagens de ter um seguro de saúde a pensar nas crianças

Uma das principais vantagens de ter um seguro de saúde para toda a família, incluindo as crianças, é o custo. Isto porque as seguradoras estão preparadas para oferecer descontos por cada pessoa que é incluída na apólice do seguro. 

 

Mas o preço não é tudo. O seguro de saúde familiar deve estar adaptado para as necessidades dos mais pequenos. 

 

Se a sua filha de 2 anos precisar de terapia da fala, de certeza que vai dar jeito ter um seguro de saúde que envia terapeutas a casa para fazer sessões de tratamento. 

 

Se o seu filho pré-adolescente se queixar de mal-estar no corpo e não ficar descansado com o diagnóstico de “dores de crescimento”, é uma vantagem ter um seguro de saúde que lhe permite pedir uma 2a opinião médica.

 

 

Outros seguros para crianças

Sabia que o seu filho tem direito a um seguro escolar desde o jardim-de-infância até ao secundário ou ao ensino profissional? 

 

No âmbito do seguro escolar, os alunos têm acesso a assistência médica e ao transporte para receber esses cuidados e tratamentos, no caso de terem um acidente no espaço da escola ou, sendo fora da escola, enquanto estiverem em atividades letivas.

 

Também pode prevenir-se fora do contexto de escola. Os seguros de acidentes pessoais para crianças protegem os mais pequenos se precisarem de assistência hospitalar, dentro de Portugal e até no estrangeiro.

 

Há também seguros de acidentes pessoais com cobertura de responsabilidade civil, que cobre danos a outras pessoas ou bens em caso de acidente provocado pelos seus filhos. Se a bola de futebol voar do seu quintal para a janela da casa do vizinho, pode estar mais descansado.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Obrigado pelo seu feedback!