Como ter sucesso na universidade

família

Dicas para que saibas como ter sucesso na universidade

27 jul 2021 | 8 min de leitura
Como ser um bom aluno e ter sucesso na universidade? Estágio curricular? As melhores dicas para quem vai começar a faculdade.

Como ser um bom aluno na faculdade?

“Ser bom aluno na faculdade” pode ser bastante subjetivo. A média na pauta passa a ser apenas um dos muitos indicadores que te tornarão um bom profissional.

 

Neste artigo, encontrarás 5 dicas essenciais para um bom aproveitamento nesta nova fase. Mas atenção. A universidade é uma das etapas mais importantes das nossas vidas – aproveita-a.

 

Atividades extracurriculares: dos estágios ao voluntariado

As atividades extracurriculares são uma componente essencial na tua formação. Ainda que não façam parte do curso em si, são muito importantes para o teu desenvolvimento como pessoa e profissional.

 

O desporto é uma atividade fundamental para o nosso bem-estar ao longo de toda a nossa vida. Praticar desporto com regularidade durante a nossa rotina na universidade tem resultados bastante positivos a curto e longo prazo. Pode ser dos únicos momentos em que te consegues realmente abstrair de tudo o que se passa na vida, seja o exame na próxima semana ou o dentista que te esqueceste de marcar.

 

Fazer exercício físico numa etapa onde cada minuto é precioso exige compromisso, uma boa gestão do tempo e força de vontade. O desporto é um elemento importante não só no nosso currículo, mas também no nosso dia a dia na universidade.

 

Os estágios profissionais durante a licenciatura podem ser vistos muitas vezes pelos alunos como um dever longínquo. No entanto, o contacto prematuro com o mundo do trabalho só tem benefícios e pode dar outro sentido à tua licenciatura.

 

Os estágios profissionais são uma grande ajuda para ires traçando o teu caminho. Para além de serem uma ótima orientação em relação à área que mais desperta os teus interesses, são também uma grande ferramenta para começares a criar a tua própria rede de contactos no mundo do trabalho.

 

Existe alguma empresa em que te imagines a trabalhar no futuro? Tens interesse em alguma área em específico e queres aprofundar o teu conhecimento e experiência nesse setor? Não esperes! Aproveita algumas semanas que tens nas tuas férias, põe-te à prova e agarra qualquer oportunidade que tenhas.

 

Muitas empresas têm um site com oportunidades de estágio para os estudantes, mas se estás à procura de uma área em especial ou apenas um estágio, o Linkedin é a ferramenta ideal para a tua pesquisa. Esta plataforma social apresenta-te várias oportunidades de acordo com a localização que pretendes, áreas e empresas do teu interesse.

 

Estagiar é também uma forma de medir o pulso ao mercado de trabalho, ou seja, espreitar as competências que as empresas mais valorizam e, quem sabe, descobrir uma carreira que te atrai. O mundo está a mudar e, com ele, as exigências das empresas, mas consegues ter uma ideia do que é pedido hoje em dia.

 

Investe na tua candidatura, dedica algum tempo ao teu currículo e carta de motivação e tenta concorrer a várias empresas. Vais ver que, com a tua experiência como estagiário, estarás muito bem encaminhado para fazeres o que gostas durante a tua carreira.

 

Também podes procurar orientação académica, pesquisar oportunidades de emprego e estágio e encontrar bolsas de estudo no Portal Universia. A propósito de bolsas, descobre algumas dicas sobre como conseguir apoio para estudar cá em Portugal e lá fora.

 

Fazer do voluntariado parte da tua rotina pode ser uma atividade bastante enriquecedora para ti, como pessoa, e para o teu currículo profissional.

 

O voluntariado consiste em dedicar parte do nosso tempo livre a uma atividade que ajude direta ou indiretamente as pessoas que mais precisam. Para além do voluntariado ter vários benefícios sociais, este também pode ser uma boa referência das tuas skills, sejam estas uma boa capacidade de organização ou trabalho em equipa.

 

Se estiveres com dificuldade em encontrar uma causa com que te identifiques e que queiras trabalhar, tenta falar com alguém dessa área na tua universidade ou com algum colega que já tenha tido algumas experiências de voluntariado.

 

A internet também pode ser uma grande ajuda – pesquisa associações como o Refood, o Banco Alimentar contra a Fome e o Lisbon Project e descobre qual poderia ser o teu papel numa destas instituições.

 

Olha à tua volta

Investir nas relações que crias dentro da universidade é importante e um elemento-chave para o êxito.

 

Os colegas com quem partilhas esta fase não são apenas pessoas com quem terás de conviver durante o teu tempo na universidade. As pessoas à tua volta são os teus futuros contactos, os teus futuros colegas de trabalho, ou até os teus futuros patrões – não os subestimes. Faz o curso com os teus colegas, partilhem ideias e estudem juntos, pois “duas cabeças pensam muito melhor que uma”.

 

Já ouviste falar dos buddies? Os buddies são pessoas de anos acima do teu, que te irão acompanhar durante os primeiros meses na universidade. Podes contar com eles para qualquer coisa, seja para pedir apontamentos, conhecer os recantos da tua universidade ou mesmo para te integrares socialmente.

 

O feedback e orientação de pessoas que já estiveram no teu lugar é fundamental, tanto a nível académico como profissional e social. Se a tua universidade não adere a esta prática, tenta arranjar o teu próprio buddy – uma pessoa com quem te identifiques e que te possa encaminhar da melhor maneira.

 

Por fim, não te esqueças dos professores. Valoriza e bebe do que têm para ensinar. Ouve, absorve e questiona. Os professores universitários são geralmente pessoas com muita experiência, que trabalham (ou já trabalharam) em cargos importantes na tua área. Se te demonstrares um aluno interessado e esforçado, estes podem ser orientadores valiosos para o teu futuro e possivelmente podem abrir algumas portas.

 

Como conseguir focar no estudo?

Universidade é independência, mas não te iludas. Compromisso e resiliência são cruciais para um bom desempenho.

 

Ainda que o aumento das horas à secretária possa ser uma surpresa na mudança do secundário para a universidade, um método de estudo regular e consistente vai ser crucial nos momentos de mais pressão.

 

Ires a todas as aulas, mesmo aquelas que achas menos importantes, é igualmente essencial. Estuda, revê e põe em prática todos os dias aquilo que aprendeste. Assim, em alturas de exames e frequências vai estar tudo fresquinho na tua cabeça.

 

Precisas de algumas dicas para o teu estudo?

 

Se ainda tens algum tempo até à tua frequência ou exame, organiza e reúne todos os materiais importantes para o teu estudo.

 

Faz os teus próprios resumos, ou lê com atenção e sublinha aquilo que achas importante nas tuas sebentas.

 

O planeamento do teu tempo é essencial. Sentes que já não vais a tempo de estudar toda a matéria que é dada em cada cadeira? Não te preocupes, é normal. Usa esquemas, mnemónicas, dá asas à tua memória visual – pode ser uma grande ajuda em alturas de maior pressão.

 

Antes do momento de avaliação, não te esqueças do mais importante: faz muitos exames dos anos passados. Dá para te adaptares à estrutura do exame e verás que muitos dos exercícios são semelhantes.

 

Por fim, dorme uma boa noite de sono e vai o mais calmo possível – é meio caminho andado para correr bem.

 

Aproveita o que a universidade tem para te dar

A tua vida na universidade é o que tu fizeres dela.

 

Se queres embarcar por completo numa licenciatura cheia de experiências e aprendizagem, um dos grandes passos a dar é aproveitares ao máximo as atividades que estão à tua disposição na universidade. Estas são um ótimo incentivo para fomentares os teus maiores interesses e para te integrares facilmente a nível social, tanto com os teus colegas da universidade, como com pessoas que já estão a tirar um mestrado ou a trabalhar.

 

Os clubes, as competições académicas e até as competições desportivas coletivas e individuais, promovem o desenvolvimento e crescimento dos alunos e uma experiência universitária saudável.

 

Os Student Clubs, uma atividade que já é adotada por muitas universidades portuguesas, são sociedades que pretendem reunir pessoas com os mesmos interesses e objetivos, e que têm o intuito de desenvolver certos projetos, participar em competições ou de apenas reunir para discutir e partilhar ideias. Estes Clubs abordam temas como o xadrez, surf, investimentos ou vinho – são uma oportunidade para partilhares o que pensas, os teus interesses e inquietações com colegas que partilham do mesmo entusiasmo. Qualquer um se pode juntar desde que seja interessado.

 

O Nova Debate Club, na Nova SBE, e o Equality in Business Club, na Católica Business School, são dois dos muitos clubes que podes encontrar nas universidades portuguesas.

 

Se aderires ao Nova Debate Club, farás parte de debates semanais onde são apresentados vários temas controversos e partilhados diferentes pontos de vista relacionados com os mesmos. É o lugar certo para os curiosos e fascinados pelo mundo que vivemos. É onde poderás desenvolver características fundamentais como falar em público e a argumentação.

 

Já o Equality in Business Club aborda um dos temas mais polémicos de hoje em dia: a igualdade no mundo do trabalho. É um clube que tem como principal objetivo assegurar que a próxima geração de líderes terá as ferramentas necessárias e o conhecimento para conseguir um ambiente de trabalho caracterizado pela igualdade.

 

Equilibra as tuas expectativas

Para concluir, ainda que as notas não correspondam à tua expectativa inicial, não desanimes.

 

Se numa primeira fase não consegues tirar as mesmas notas que tinhas antes, é natural. O ritmo do Ensino Secundário é diferente do ritmo Ensino Superior e estarás numa fase de adaptação. Rapidamente encontrarás o teu equilíbrio e o ritmo certo para alcançares as notas que ambicionas e mereces.

 

Além disso, como os cursos tendem a ser muito abrangentes, vais sempre encontrar cadeiras e professores mais ou menos cativantes.

 

A minha mensagem final é: desfruta o caminho que estás a fazer sem nunca perder de vista o grande objetivo – uma entrada com o pé direito no mercado de trabalho.

 

Boa sorte!

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Como ser um bom aluno na faculdade?

“Ser bom aluno na faculdade” pode ser bastante subjetivo. A média na pauta passa a ser apenas um dos muitos indicadores que te tornarão um bom profissional.

 

Neste artigo, encontrarás 5 dicas essenciais para um bom aproveitamento nesta nova fase. Mas atenção. A universidade é uma das etapas mais importantes das nossas vidas – aproveita-a.

 

Atividades extracurriculares: dos estágios ao voluntariado

As atividades extracurriculares são uma componente essencial na tua formação. Ainda que não façam parte do curso em si, são muito importantes para o teu desenvolvimento como pessoa e profissional.

 

O desporto é uma atividade fundamental para o nosso bem-estar ao longo de toda a nossa vida. Praticar desporto com regularidade durante a nossa rotina na universidade tem resultados bastante positivos a curto e longo prazo. Pode ser dos únicos momentos em que te consegues realmente abstrair de tudo o que se passa na vida, seja o exame na próxima semana ou o dentista que te esqueceste de marcar.

 

Fazer exercício físico numa etapa onde cada minuto é precioso exige compromisso, uma boa gestão do tempo e força de vontade. O desporto é um elemento importante não só no nosso currículo, mas também no nosso dia a dia na universidade.

 

Os estágios profissionais durante a licenciatura podem ser vistos muitas vezes pelos alunos como um dever longínquo. No entanto, o contacto prematuro com o mundo do trabalho só tem benefícios e pode dar outro sentido à tua licenciatura.

 

Os estágios profissionais são uma grande ajuda para ires traçando o teu caminho. Para além de serem uma ótima orientação em relação à área que mais desperta os teus interesses, são também uma grande ferramenta para começares a criar a tua própria rede de contactos no mundo do trabalho.

 

Existe alguma empresa em que te imagines a trabalhar no futuro? Tens interesse em alguma área em específico e queres aprofundar o teu conhecimento e experiência nesse setor? Não esperes! Aproveita algumas semanas que tens nas tuas férias, põe-te à prova e agarra qualquer oportunidade que tenhas.

 

Muitas empresas têm um site com oportunidades de estágio para os estudantes, mas se estás à procura de uma área em especial ou apenas um estágio, o Linkedin é a ferramenta ideal para a tua pesquisa. Esta plataforma social apresenta-te várias oportunidades de acordo com a localização que pretendes, áreas e empresas do teu interesse.

 

Estagiar é também uma forma de medir o pulso ao mercado de trabalho, ou seja, espreitar as competências que as empresas mais valorizam e, quem sabe, descobrir uma carreira que te atrai. O mundo está a mudar e, com ele, as exigências das empresas, mas consegues ter uma ideia do que é pedido hoje em dia.

 

Investe na tua candidatura, dedica algum tempo ao teu currículo e carta de motivação e tenta concorrer a várias empresas. Vais ver que, com a tua experiência como estagiário, estarás muito bem encaminhado para fazeres o que gostas durante a tua carreira.

 

Também podes procurar orientação académica, pesquisar oportunidades de emprego e estágio e encontrar bolsas de estudo no Portal Universia. A propósito de bolsas, descobre algumas dicas sobre como conseguir apoio para estudar cá em Portugal e lá fora.

 

Fazer do voluntariado parte da tua rotina pode ser uma atividade bastante enriquecedora para ti, como pessoa, e para o teu currículo profissional.

 

O voluntariado consiste em dedicar parte do nosso tempo livre a uma atividade que ajude direta ou indiretamente as pessoas que mais precisam. Para além do voluntariado ter vários benefícios sociais, este também pode ser uma boa referência das tuas skills, sejam estas uma boa capacidade de organização ou trabalho em equipa.

 

Se estiveres com dificuldade em encontrar uma causa com que te identifiques e que queiras trabalhar, tenta falar com alguém dessa área na tua universidade ou com algum colega que já tenha tido algumas experiências de voluntariado.

 

A internet também pode ser uma grande ajuda – pesquisa associações como o Refood, o Banco Alimentar contra a Fome e o Lisbon Project e descobre qual poderia ser o teu papel numa destas instituições.

 

Olha à tua volta

Investir nas relações que crias dentro da universidade é importante e um elemento-chave para o êxito.

 

Os colegas com quem partilhas esta fase não são apenas pessoas com quem terás de conviver durante o teu tempo na universidade. As pessoas à tua volta são os teus futuros contactos, os teus futuros colegas de trabalho, ou até os teus futuros patrões – não os subestimes. Faz o curso com os teus colegas, partilhem ideias e estudem juntos, pois “duas cabeças pensam muito melhor que uma”.

 

Já ouviste falar dos buddies? Os buddies são pessoas de anos acima do teu, que te irão acompanhar durante os primeiros meses na universidade. Podes contar com eles para qualquer coisa, seja para pedir apontamentos, conhecer os recantos da tua universidade ou mesmo para te integrares socialmente.

 

O feedback e orientação de pessoas que já estiveram no teu lugar é fundamental, tanto a nível académico como profissional e social. Se a tua universidade não adere a esta prática, tenta arranjar o teu próprio buddy – uma pessoa com quem te identifiques e que te possa encaminhar da melhor maneira.

 

Por fim, não te esqueças dos professores. Valoriza e bebe do que têm para ensinar. Ouve, absorve e questiona. Os professores universitários são geralmente pessoas com muita experiência, que trabalham (ou já trabalharam) em cargos importantes na tua área. Se te demonstrares um aluno interessado e esforçado, estes podem ser orientadores valiosos para o teu futuro e possivelmente podem abrir algumas portas.

 

Como conseguir focar no estudo?

Universidade é independência, mas não te iludas. Compromisso e resiliência são cruciais para um bom desempenho.

 

Ainda que o aumento das horas à secretária possa ser uma surpresa na mudança do secundário para a universidade, um método de estudo regular e consistente vai ser crucial nos momentos de mais pressão.

 

Ires a todas as aulas, mesmo aquelas que achas menos importantes, é igualmente essencial. Estuda, revê e põe em prática todos os dias aquilo que aprendeste. Assim, em alturas de exames e frequências vai estar tudo fresquinho na tua cabeça.

 

Precisas de algumas dicas para o teu estudo?

 

Se ainda tens algum tempo até à tua frequência ou exame, organiza e reúne todos os materiais importantes para o teu estudo.

 

Faz os teus próprios resumos, ou lê com atenção e sublinha aquilo que achas importante nas tuas sebentas.

 

O planeamento do teu tempo é essencial. Sentes que já não vais a tempo de estudar toda a matéria que é dada em cada cadeira? Não te preocupes, é normal. Usa esquemas, mnemónicas, dá asas à tua memória visual – pode ser uma grande ajuda em alturas de maior pressão.

 

Antes do momento de avaliação, não te esqueças do mais importante: faz muitos exames dos anos passados. Dá para te adaptares à estrutura do exame e verás que muitos dos exercícios são semelhantes.

 

Por fim, dorme uma boa noite de sono e vai o mais calmo possível – é meio caminho andado para correr bem.

 

Aproveita o que a universidade tem para te dar

A tua vida na universidade é o que tu fizeres dela.

 

Se queres embarcar por completo numa licenciatura cheia de experiências e aprendizagem, um dos grandes passos a dar é aproveitares ao máximo as atividades que estão à tua disposição na universidade. Estas são um ótimo incentivo para fomentares os teus maiores interesses e para te integrares facilmente a nível social, tanto com os teus colegas da universidade, como com pessoas que já estão a tirar um mestrado ou a trabalhar.

 

Os clubes, as competições académicas e até as competições desportivas coletivas e individuais, promovem o desenvolvimento e crescimento dos alunos e uma experiência universitária saudável.

 

Os Student Clubs, uma atividade que já é adotada por muitas universidades portuguesas, são sociedades que pretendem reunir pessoas com os mesmos interesses e objetivos, e que têm o intuito de desenvolver certos projetos, participar em competições ou de apenas reunir para discutir e partilhar ideias. Estes Clubs abordam temas como o xadrez, surf, investimentos ou vinho – são uma oportunidade para partilhares o que pensas, os teus interesses e inquietações com colegas que partilham do mesmo entusiasmo. Qualquer um se pode juntar desde que seja interessado.

 

O Nova Debate Club, na Nova SBE, e o Equality in Business Club, na Católica Business School, são dois dos muitos clubes que podes encontrar nas universidades portuguesas.

 

Se aderires ao Nova Debate Club, farás parte de debates semanais onde são apresentados vários temas controversos e partilhados diferentes pontos de vista relacionados com os mesmos. É o lugar certo para os curiosos e fascinados pelo mundo que vivemos. É onde poderás desenvolver características fundamentais como falar em público e a argumentação.

 

Já o Equality in Business Club aborda um dos temas mais polémicos de hoje em dia: a igualdade no mundo do trabalho. É um clube que tem como principal objetivo assegurar que a próxima geração de líderes terá as ferramentas necessárias e o conhecimento para conseguir um ambiente de trabalho caracterizado pela igualdade.

 

Equilibra as tuas expectativas

Para concluir, ainda que as notas não correspondam à tua expectativa inicial, não desanimes.

 

Se numa primeira fase não consegues tirar as mesmas notas que tinhas antes, é natural. O ritmo do Ensino Secundário é diferente do ritmo Ensino Superior e estarás numa fase de adaptação. Rapidamente encontrarás o teu equilíbrio e o ritmo certo para alcançares as notas que ambicionas e mereces.

 

Além disso, como os cursos tendem a ser muito abrangentes, vais sempre encontrar cadeiras e professores mais ou menos cativantes.

 

A minha mensagem final é: desfruta o caminho que estás a fazer sem nunca perder de vista o grande objetivo – uma entrada com o pé direito no mercado de trabalho.

 

Boa sorte!

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Obrigado pelo seu feedback!