Como evitar fraudes de cartão de crédito

finanças

Fraudes com cartões de crédito: como detetar e evitar

16 mar 2022 | 6 min de leitura

Um desvio na sua conta bancária pode causar danos irreparáveis nas suas finanças. Saiba como se proteger das fraudes com cartões de crédito.

Tem medo de ser vítima de fraude de cartão de crédito? Basta adotar alguns cuidados e tudo vai correr bem. Fique a conhecer alguns conselhos úteis.

 

Simples e práticos, os cartões de pagamento são ferramentas essenciais no nosso dia a dia, mas são também uma janela aberta para pessoas com segundas intenções. Por esse motivo, há um conjunto de boas práticas que pode implementar e que evitam que seja alvo de fraudes com cartões de crédito.

 

Que fraudes com cartões de crédito existem?

A fraude é um crime que assume diferentes formas, algumas mais sofisticadas outras mais rudimentares. Alguns dos métodos mais utilizados de fraudes com cartão de crédito são os seguintes:

 

  1. ATM (Automatic Teller Machine) skimmers ou clonagem de cartões. Consiste na cópia da informação do cartão através de um aparelho que é colocado no ATM

  2. Telefonemas de instituições fazendo-se passar por bancos. Apresentam situações urgentes e pedem dados do cartão para as resolver no imediato

  3. Phishing. Mensagens fraudulentas, por exemplo via SMS ou em sites da internet, desenhadas para que revele informação sensível

  4. Pharming. Redirecionamento para uma página da internet falsa, semelhante àquela que procura, com o objetivo de captar informações confidenciais, como os dados de cartão de crédito

  5. Spyware. Trata-se de um software instalado sem o seu conhecimento (vírus), que recolhe informação do utilizador de forma não autorizada

  6. Roubo de cartas. Que contenham documentos pessoais e informações sobre o cartão de crédito.

Existem outras práticas fraudulentas. Para as evitar, conheça os oito principais comportamentos a assumir.

 

Como evitar fraudes com cartão de crédito?

Se adotar os seguintes cuidados, pode reduzir bastante as suas hipóteses de ser vítima de fraude de cartão de crédito:

 

1. Assine o cartão de crédito e memorize o código

Está à espera de um cartão novo? Fique atento. Se não chegar na data prevista, contacte o banco. Assim que o receber, assine o cartão no verso e destrua o antigo, se for o caso disso.

 

  • O PIN (Personal Identification Number) ou código do cartão é pessoal e intransmissível. Guarde-o num local seguro

 

  • Memorize o PIN. Se precisar, anote-o de forma disfarçada para parecer um contacto telefónico ou uma data de aniversário. Nunca o faça no próprio cartão, nem guarde o PIN na carteira

 

  • Não dê o PIN a outras pessoas. Mesmo numa situação de confiança, não forneça o número completo do cartão por telefone ou por email.

 

2. Guarde o cartão de crédito num local seguro

Mais vale prevenir do que remediar, por isso, não transporte o seu cartão de crédito na carteira. Opte por guardá-lo num local de confiança e utilize-o apenas quando for necessário.

 

  • Sempre que precisar de utilizar o cartão de crédito, mantenha-se atento e nunca o entregue para efetuarem uma operação por si. Podem copiar a banda magnética: é simples e rápido

 

  • Não utilize o cartão de crédito como depósito, nem deixe fotocopiar o verso para garantir uma caução. Pode mesmo cobrir o código de segurança com uma etiqueta, para impedir que seja usado

 

  • Não partilhe fotografias do seu cartão de crédito.

 

3. Desconfie de situações pouco habituais

Recebeu uma mensagem que parece do banco e pede para aceder a um link ou partilhar informação pessoal? Ignore. Esta é uma fraude de cartão de crédito comum e, ao fazê-lo, está a criar um canal com acesso direto a dados confidenciais e à sua conta bancária.

 

  • Desconfie também de contactos que solicitem dados privados, sejam estes realizados por telefone, email, WhatsApp ou outra aplicação

 

  • Se o contactarem por telefone, pergunte o nome da pessoa e informe que irá contactar o banco. Quando o fizer, confirme se está tudo bem com os seus dados e conta bancária.

 

4. Tenha atenção redobrada nos ATM e nos TPA

Uma forma bem simples de evitar fraudes com cartões de crédito passa por ter cuidado quando está a levantar dinheiro ou a fazer um pagamento.

 

Antes de introduzir o cartão certifique-se que o ATM (Caixa Multibanco) e o TPA (Terminal de Pagamento Automático) têm o aspeto esperado. Fique atento a sinais de alteração ou danos, como na ranhura onde insere o cartão. Se algo lhe parecer errado, não utilize o equipamento.

 

  • No momento em que está a introduzir o PIN, certifique-se que tem a privacidade necessária. Se for o caso, tape o teclado com a mão para evitar que alguém veja ou filme o seu PIN

 

  • Caso o cartão seja capturado pelo ATM, verifique no ecrã o motivo. Este pode ter sido capturado por ter a data de validade expirada ou número de tentativas de inserção do PIN excedidas. No entanto, se não aparecer uma mensagem ou se a mesma lhe parecer estranha, contacte logo o seu banco. Se o cartão for capturado, não aceite ajuda para o recuperar

 

  • Quando está a fazer um pagamento num TPA, confirme sempre o valor a pagar e nunca perca o cartão de vista.

 

5. Seja cauteloso ao fazer compras online

Assegure-se que o website onde faz compras é fidedigno e que o endereço eletrónico ou URL (Uniform Resource Locator) começa com https:// (em vez de http://) para uma ligação segura. No entanto, em caso de dúvida, contacte primeiro a loja e pesquise sobre a mesma.

 

  • Para maior segurança, utilize um cartão virtual MB net. Deve ser de compra única e com um valor limite próximo do valor da compra.

 

  • Não guarde no website informações de pagamento para compras futuras.

 

  • Proteja o software do seu computador, tablet ou smartphone.

 

  • Não utilize equipamentos públicos ou redes abertas para fazer compras online. Os seus dados podem ficar a descoberto.

 

Saiba mais sobre fazer compras online com segurança.

 

6. Dobre a segurança ao utilizar o contactless

O pagamento contactless evita que marque o código no TPA para realizar compras até 50 euros. Dê preferência a esta tecnologia, já que os limites de pagamento são mais apertados, mas esteja atento aos seguintes sinais:

 

  • Verifique que o ecrã do TPA tem o símbolo contactless

 

  • Confirme o valor a pagar antes de aproximar o cartão do leitor

 

  • Não repita o pagamento se o TPA não apresentar uma mensagem de erro ou informar que a tentativa de pagamento foi anulada

 

  • Confirme que o pagamento foi autorizado e mantenha o cartão em sua posse, ou não o perca de vista

 

Peça um comprovativo de pagamento.

 

7. Peça sempre extratos e comprovativos de pagamento

É uma forma de comprovar a transação que acabou de realizar com o cartão de crédito, seja uma compra num TPA ou levantamento de dinheiro num ATM.

 

  • Consulte os extratos do cartão com regularidade para poder detetar movimentações estranhas

 

  • Seja cauteloso ao destruir recibos e outros comprovativos de pagamento com dados bancários. Rasgue-os de forma a eliminar informações sensíveis.

 

8. Atue logo que seja vítima de fraude com o cartão de crédito

Perdeu o cartão, roubaram-no ou tem a sensação que foi enganado? Contacte a entidade emissora para o cancelar. Se possível, transfira o dinheiro da conta.

 

Hoje em dia, a maioria dos cartões têm um chip EMV (Europay, MasterCard e Visa), que oferece uma segurança superior. Ainda assim, a fraude associada a cartões de crédito é frequente. Se, mesmo prevenido, for vítima, o Santander está preparado para o apoiar em caso de roubo ou extravio do cartão.


 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Tem medo de ser vítima de fraude de cartão de crédito? Basta adotar alguns cuidados e tudo vai correr bem. Fique a conhecer alguns conselhos úteis.

 

Simples e práticos, os cartões de pagamento são ferramentas essenciais no nosso dia a dia, mas são também uma janela aberta para pessoas com segundas intenções. Por esse motivo, há um conjunto de boas práticas que pode implementar e que evitam que seja alvo de fraudes com cartões de crédito.

 

Que fraudes com cartões de crédito existem?

A fraude é um crime que assume diferentes formas, algumas mais sofisticadas outras mais rudimentares. Alguns dos métodos mais utilizados de fraudes com cartão de crédito são os seguintes:

 

  1. ATM (Automatic Teller Machine) skimmers ou clonagem de cartões. Consiste na cópia da informação do cartão através de um aparelho que é colocado no ATM

  2. Telefonemas de instituições fazendo-se passar por bancos. Apresentam situações urgentes e pedem dados do cartão para as resolver no imediato

  3. Phishing. Mensagens fraudulentas, por exemplo via SMS ou em sites da internet, desenhadas para que revele informação sensível

  4. Pharming. Redirecionamento para uma página da internet falsa, semelhante àquela que procura, com o objetivo de captar informações confidenciais, como os dados de cartão de crédito

  5. Spyware. Trata-se de um software instalado sem o seu conhecimento (vírus), que recolhe informação do utilizador de forma não autorizada

  6. Roubo de cartas. Que contenham documentos pessoais e informações sobre o cartão de crédito.

Existem outras práticas fraudulentas. Para as evitar, conheça os oito principais comportamentos a assumir.

 

Como evitar fraudes com cartão de crédito?

Se adotar os seguintes cuidados, pode reduzir bastante as suas hipóteses de ser vítima de fraude de cartão de crédito:

 

1. Assine o cartão de crédito e memorize o código

Está à espera de um cartão novo? Fique atento. Se não chegar na data prevista, contacte o banco. Assim que o receber, assine o cartão no verso e destrua o antigo, se for o caso disso.

 

  • O PIN (Personal Identification Number) ou código do cartão é pessoal e intransmissível. Guarde-o num local seguro

 

  • Memorize o PIN. Se precisar, anote-o de forma disfarçada para parecer um contacto telefónico ou uma data de aniversário. Nunca o faça no próprio cartão, nem guarde o PIN na carteira

 

  • Não dê o PIN a outras pessoas. Mesmo numa situação de confiança, não forneça o número completo do cartão por telefone ou por email.

 

2. Guarde o cartão de crédito num local seguro

Mais vale prevenir do que remediar, por isso, não transporte o seu cartão de crédito na carteira. Opte por guardá-lo num local de confiança e utilize-o apenas quando for necessário.

 

  • Sempre que precisar de utilizar o cartão de crédito, mantenha-se atento e nunca o entregue para efetuarem uma operação por si. Podem copiar a banda magnética: é simples e rápido

 

  • Não utilize o cartão de crédito como depósito, nem deixe fotocopiar o verso para garantir uma caução. Pode mesmo cobrir o código de segurança com uma etiqueta, para impedir que seja usado

 

  • Não partilhe fotografias do seu cartão de crédito.

 

3. Desconfie de situações pouco habituais

Recebeu uma mensagem que parece do banco e pede para aceder a um link ou partilhar informação pessoal? Ignore. Esta é uma fraude de cartão de crédito comum e, ao fazê-lo, está a criar um canal com acesso direto a dados confidenciais e à sua conta bancária.

 

  • Desconfie também de contactos que solicitem dados privados, sejam estes realizados por telefone, email, WhatsApp ou outra aplicação

 

  • Se o contactarem por telefone, pergunte o nome da pessoa e informe que irá contactar o banco. Quando o fizer, confirme se está tudo bem com os seus dados e conta bancária.

 

4. Tenha atenção redobrada nos ATM e nos TPA

Uma forma bem simples de evitar fraudes com cartões de crédito passa por ter cuidado quando está a levantar dinheiro ou a fazer um pagamento.

 

Antes de introduzir o cartão certifique-se que o ATM (Caixa Multibanco) e o TPA (Terminal de Pagamento Automático) têm o aspeto esperado. Fique atento a sinais de alteração ou danos, como na ranhura onde insere o cartão. Se algo lhe parecer errado, não utilize o equipamento.

 

  • No momento em que está a introduzir o PIN, certifique-se que tem a privacidade necessária. Se for o caso, tape o teclado com a mão para evitar que alguém veja ou filme o seu PIN

 

  • Caso o cartão seja capturado pelo ATM, verifique no ecrã o motivo. Este pode ter sido capturado por ter a data de validade expirada ou número de tentativas de inserção do PIN excedidas. No entanto, se não aparecer uma mensagem ou se a mesma lhe parecer estranha, contacte logo o seu banco. Se o cartão for capturado, não aceite ajuda para o recuperar

 

  • Quando está a fazer um pagamento num TPA, confirme sempre o valor a pagar e nunca perca o cartão de vista.

 

5. Seja cauteloso ao fazer compras online

Assegure-se que o website onde faz compras é fidedigno e que o endereço eletrónico ou URL (Uniform Resource Locator) começa com https:// (em vez de http://) para uma ligação segura. No entanto, em caso de dúvida, contacte primeiro a loja e pesquise sobre a mesma.

 

  • Para maior segurança, utilize um cartão virtual MB net. Deve ser de compra única e com um valor limite próximo do valor da compra.

 

  • Não guarde no website informações de pagamento para compras futuras.

 

  • Proteja o software do seu computador, tablet ou smartphone.

 

  • Não utilize equipamentos públicos ou redes abertas para fazer compras online. Os seus dados podem ficar a descoberto.

 

Saiba mais sobre fazer compras online com segurança.

 

6. Dobre a segurança ao utilizar o contactless

O pagamento contactless evita que marque o código no TPA para realizar compras até 50 euros. Dê preferência a esta tecnologia, já que os limites de pagamento são mais apertados, mas esteja atento aos seguintes sinais:

 

  • Verifique que o ecrã do TPA tem o símbolo contactless

 

  • Confirme o valor a pagar antes de aproximar o cartão do leitor

 

  • Não repita o pagamento se o TPA não apresentar uma mensagem de erro ou informar que a tentativa de pagamento foi anulada

 

  • Confirme que o pagamento foi autorizado e mantenha o cartão em sua posse, ou não o perca de vista

 

Peça um comprovativo de pagamento.

 

7. Peça sempre extratos e comprovativos de pagamento

É uma forma de comprovar a transação que acabou de realizar com o cartão de crédito, seja uma compra num TPA ou levantamento de dinheiro num ATM.

 

  • Consulte os extratos do cartão com regularidade para poder detetar movimentações estranhas

 

  • Seja cauteloso ao destruir recibos e outros comprovativos de pagamento com dados bancários. Rasgue-os de forma a eliminar informações sensíveis.

 

8. Atue logo que seja vítima de fraude com o cartão de crédito

Perdeu o cartão, roubaram-no ou tem a sensação que foi enganado? Contacte a entidade emissora para o cancelar. Se possível, transfira o dinheiro da conta.

 

Hoje em dia, a maioria dos cartões têm um chip EMV (Europay, MasterCard e Visa), que oferece uma segurança superior. Ainda assim, a fraude associada a cartões de crédito é frequente. Se, mesmo prevenido, for vítima, o Santander está preparado para o apoiar em caso de roubo ou extravio do cartão.


 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!