empresas

Sabe o que é o leasing auto?

20 dez 2023 | 5 min de leitura

Se está a pensar renovar a frota automóvel da sua empresa, saiba o que é o leasing.

Pretende comprar um automóvel ou renovar a frota da sua empresa? Existem muitas opções, como o leasing, renting ou crédito automóvel. Antes de tomar uma decisão, saiba em que consiste o leasing e quais as vantagens e desvantagens para a sua empresa.

 

 

O que é o leasing automóvel?

O leasing automóvel é um modelo de financiamento no qual uma pessoa ou empresa pode utilizar um veículo por determinado período mediante o pagamento de prestações mensais. No entanto, ao contrário do crédito automóvel tradicional, o locatário apenas se torna o proprietário do veículo no final do contrato, caso opte por exercer a opção de compra.

 

 

Como funciona o leasing automóvel?

Em muitos aspetos, o leasing automóvel assemelha-se a um contrato de arrendamento: existe um valor pago mensalmente pré-estipulado, durante um determinado período, que habitualmente varia entre os 12 e os 96 meses.
O contrato de leasing é celebrado entre uma locadora – a proprietária do automóvel – e um locatário – o cliente.


O pagamento é efetuado através de uma mensalidade com taxa de juros fixa ou variável. Por regra, as taxas de juro aplicadas ao leasing são mais competitivas do que noutros tipos de financiamento.


No final do contrato, o cliente tem duas opções:

 

  • Adquirir o automóvel, através do pagamento do valor residual do veículo (uma percentagem do valor total do carro) previamente acordado; ou
  • Devolver o veículo à locadora. Neste caso, poderá optar por trocar por outro automóvel mais atual ou sustentável, realizando novo contrato de leasing.

A prestação mensal varia consoante alguns fatores, como a entrada, o modelo do automóvel, o prazo de pagamento, a taxa de juro associada e a percentagem de valor residual estipulada no contrato.
 

 

A quem pertence o automóvel?

A locadora é o proprietário jurídico do bem. Porém o cliente é o seu proprietário económico, podendo dispor dele como bem entender durante a vigência do contrato. Apesar de o veículo ficar em nome da locadora, as despesas – como impostos, seguros ou manutenções – ficam a cargo do cliente.

 

 

Leasing e renting: quais as diferenças?

Apesar de parecerem semelhantes, não são a mesma coisa. Enquanto o leasing é uma modalidade de financiamento com a possibilidade de aquisição do automóvel no final do contrato, o renting é uma modalidade de aluguer de automóveis que inclui, na prestação mensal, alguns serviços, tais como a manutenção, os seguros e os impostos.

 

No renting, os contratos são feitos por quilometragens e períodos limitados, sendo que o cliente paga uma renda mensal pelo uso do automóvel, que pertence à empresa de renting. A renda depende de alguns fatores como o modelo e a marca do veículo escolhido, o período do contrato e o número de quilómetros para percorrer anualmente.

 

Enquanto no leasing as manutenções, impostos, seguros e outros serviços são da responsabilidade do locatário, no renting estas despesas fazem parte da mensalidade.

 

Leasing ou crédito automóvel

A principal diferença do crédito automóvel para o leasing é a propriedade do veículo. Enquanto no leasing o carro é propriedade da locadora, ou seja, da instituição que financiou a compra, no crédito automóvel, a propriedade é do cliente.

 

Já no que diz respeito aos seguros, se optar pelo crédito automóvel pode escolher a modalidade contra terceiros ou contra todos. Já no leasing, por regra, é exigida a contratação de um seguro automóvel com cobertura de danos próprios.

 

 

Vantagens do leasing para as empresas

1. Dedução do IVA

Em algumas situações, as empresas podem deduzir, integral ou parcialmente, o IVA pago nas prestações mensais de leasing auto. A dedução depende das características e do valor do automóvel. Assim, pode deduzir a totalidade do IVA nos seguintes casos:

 

  • Automóveis comerciais (sem limite de valor)
  • Automóveis elétricos até 62.500 euros (valor sem IVA)
  • Automóveis híbridos plug-in até 50 000 euros (valor sem IVA)

 

Por sua vez, se optar por automóveis movidos a gases de petróleo liquefeitos (GPL) ou gás natural veicular (GNV), que custem até 37.500 euros (sem IVA), pode deduzir o IVA das rendas em 50%.

 

2. Não sujeição a Imposto do Selo

As operações de leasing não estão sujeitas a Imposto do Selo sobre os juros e sobre a utilização do crédito, o que representa uma vantagem em relação a outras formas de financiamento.

 

3. Financiamento a 100%

Através do leasing, é possível pedir financiamento até 100% do automóvel que a empresa pretende adquirir, não sendo necessário disponibilizar um valor de entrada. No entanto, é importante sublinhar que a entrada inicial pode ser benéfica para reduzir a prestação mensal.

 

4. Manter, devolver ou trocar

No final do contrato de leasing terá de decidir se pretende manter o automóvel – mediante o pagando do valor residual – ou devolvê-lo à locadora. Caso decida pela última opção, existe a possibilidade de fazer novo contrato de leasing para um veículo mais moderno ou sustentável, o que faz do leasing uma solução flexível para as empresas que pretendem trocar de frota com alguma frequência.

 

5. Taxas de juro competitivas

Uma das vantagens desta modalidade é o facto de beneficiar de taxas de juro mais baixas. Tal acontece porque, no leasing, tem a opção de comprar o veículo ao final do contrato por um valor residual. Esse valor residual é subtraído do valor total do veículo, o que pode diminuir o valor financiado e, consequentemente, as taxas de juros.

 

 

E as desvantagens?

  • A empresa não é a proprietária do veículo
  • Obrigatoriedade de fazer um seguro de Responsabilidade Civil com cobertura de Danos Próprios, o que representa um prémio mais elevado do que se optasse pelo seguro contra terceiros.
  • A empresa terá de suportar as despesas de manutenção e reparação.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!

Informação de tratamento de dados

O Banco Santander Totta, S.A. é o responsável pelo tratamento dos dados pessoais recolhidos.

O Banco pode ser contactado na Rua da Mesquita, 6, Centro Totta, 1070-238 Lisboa.

O Encarregado de Proteção de Dados do Banco poderá ser contactado na referida morada e através do seguinte endereço de correio eletrónico: privacidade@santander.pt.

Os dados pessoais recolhidos neste fluxo destinam-se a ser tratados para a finalidade envio de comunicações comerciais e/ou informativas pelo Santander.

O fundamento jurídico deste tratamento assenta no consentimento.

Os dados pessoais serão conservados durante 5 anos, ou por prazo mais alargado, se tal for exigido por lei ou regulamento ou se a conservação for necessária para acautelar o exercício de direitos, designadamente em sede de eventuais processos judiciais, sendo posteriormente eliminados.

Assiste, ao titular dos dados pessoais, os direitos previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados, nomeadamente o direito de solicitar ao Banco o acesso aos dados pessoais transmitidos e que lhe digam respeito, à sua retificação e, nos casos em que a lei o permita, o direito de se opor ao tratamento, à limitação do tratamento e ao seu apagamento, direitos estes que podem ser exercidos junto do responsável pelo tratamento para os contactos indicados em cima. O titular dos dados goza ainda do direito de retirar o consentimento prestado, sem que tal comprometa a licitude dos tratamentos efetuados até então.

Ao titular dos dados assiste ainda o direito de apresentar reclamações relacionadas com o incumprimento destas obrigações à Comissão Nacional da Proteção de Dados, por correio postal, para a morada Av. D. Carlos I, 134 - 1.º, 1200-651 Lisboa, ou, por correio eletrónico, para geral@cnpd.pt (mais informações em https://www.cnpd.pt/).

Para mais informação pode consultar a nossa política de privacidade (https://www.santander.pt/politica-privacidade).