Quanto tempo demora um crédito pessoal a ser aprovado?

finanças

Quanto tempo demora um crédito pessoal a ser aprovado?

29 jun 2022 | 3 min de leitura

Se quer fazer remodelações em casa ou planear as suas férias, mas não tem dinheiro disponível, a solução pode ser pedir um crédito ao consumo. Mas quanto tempo demora um crédito pessoal a ser aprovado? É garantido que será aprovado? Descubra as respostas.

A vida não é linear e, às vezes, pode precisar de dinheiro numa situação que não estava à espera. O crédito pessoal pode ajudar a responder a um momento de aperto financeiro ou se pretende avançar com um projeto, mas não tem dinheiro disponível para fazer esse investimento.

 

Quer saber quanto tempo demora um crédito pessoal a ser aprovado? Continue a ler este artigo. Vamos explicar quais os fatores que as instituições financeiras valorizam para atribuição do empréstimo e se reúne as condições necessárias.

 

 

O que é a análise de crédito pessoal e porque os bancos têm de fazê-la?

Antes de conceder um crédito pessoal, as instituições financeiras necessitam ter a certeza de que tem capacidade para pagar as prestações do montante emprestado. Ou seja, vão avaliar a sua capacidade para cumprir as obrigações que pretende assumir.

 

Ao fazer a análise de crédito, os bancos avaliam a sua situação financeira atual e o que poderá acontecer se os seus rendimentos reduzirem ou as despesas aumentarem.

 

 

Análise de crédito pessoal: que critérios os bancos privilegiam?

Para fazer a análise de crédito, os bancos irão requisitar alguns dados relativos à sua idade, situação profissional, rendimentos e despesas regulares. Existem alguns fatores que os bancos têm em consideração para avaliar a atribuição do crédito pessoal. Fique a conhecê-los:

 

1. Nome no Banco de Portugal

Costuma regularizar os seus créditos a tempo e horas ou já se atrasou a pagar uma prestação? Este é um dos principais critérios de análise dos bancos. Para tal, a instituição financeira irá consultar o Mapa de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal, onde constam os montantes de crédito de cada cliente e se já houve, em algum momento, incumprimentos. Neste caso, o banco pode recusar a atribuição.

 

2. Taxa de esforço reduzida

A taxa de esforço é a percentagem do rendimento do agregado familiar que é destinado ao pagamento de prestações de crédito. O banco irá privilegiar uma taxa de esforço reduzida, pois isso significa que, se perder rendimentos, continua a ter capacidade para as pagar.

 

3. Rendimentos como garantia

A instituição financeira irá analisar todas as suas fontes de rendimento, assim como do agregado familiar.

 

4. Relação com o banco

Ser cliente do banco em que vai pedir o crédito é uma mais-valia, uma vez que a instituição já conhece o seu perfil financeiro e, se cumprir os critérios acima referidos, será mais fácil tomar a decisão de aprovação.

 

 

Conclusão: quanto tempo demora um crédito a ser aprovado?

Por regra, o crédito pessoal é um processo rápido, com aprovação até 48 horas. Pode solicitar montantes que vão desde os 1 500 euros até 75 000 euros, com prazos de pagamento entre os 24 e 84 meses. Se pedir crédito pessoal online e cumprir os requisitos, pode ter a aprovação em cinco minutos e imediatamente receber o dinheiro na sua conta. Se tiver um perfil cumpridor e uma boa relação com o banco, terá mais probabilidades de conseguir uma aprovação rápida.

 

O tempo de análise do crédito pessoal depende de alguns fatores, nomeadamente do montante, do histórico bancário, da relação que tem com a instituição financeira e da forma como faz o pedido. No entanto, tratando-se de um crédito pessoal costuma ser rápido.

 

 

Que documentos precisa para pedir um empréstimo?

Quando pede um crédito pessoal, além das informações pessoais o banco irá solicitar-lhe alguns documentos. Estes dependem da instituição em causa, mas, por regra, são requeridos:

 

  • Os três últimos recibos de vencimento
  • Declaração de IRS
  • Documento comprovativo do seu vínculo laboral.

 

 

Porque é que o pedido foi recusado?

Se depois de realizada a análise de crédito, o seu pedido for recusado, pode dever-se a vários motivos, nomeadamente se tiver:

 

  • Situação profissional instável ou estar desempregado
  • Taxa de esforço elevada
  • Histórico de incumprimento bancário.

 

Se procura de fazer um crédito pessoal, mas não sabe se reúne as condições necessárias, comece por fazer uma simulação. Demora apenas um minuto e fica logo a saber qual a prestação mensal para o montante e prazo pedidos.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

A vida não é linear e, às vezes, pode precisar de dinheiro numa situação que não estava à espera. O crédito pessoal pode ajudar a responder a um momento de aperto financeiro ou se pretende avançar com um projeto, mas não tem dinheiro disponível para fazer esse investimento.

 

Quer saber quanto tempo demora um crédito pessoal a ser aprovado? Continue a ler este artigo. Vamos explicar quais os fatores que as instituições financeiras valorizam para atribuição do empréstimo e se reúne as condições necessárias.

 

 

O que é a análise de crédito pessoal e porque os bancos têm de fazê-la?

Antes de conceder um crédito pessoal, as instituições financeiras necessitam ter a certeza de que tem capacidade para pagar as prestações do montante emprestado. Ou seja, vão avaliar a sua capacidade para cumprir as obrigações que pretende assumir.

 

Ao fazer a análise de crédito, os bancos avaliam a sua situação financeira atual e o que poderá acontecer se os seus rendimentos reduzirem ou as despesas aumentarem.

 

 

Análise de crédito pessoal: que critérios os bancos privilegiam?

Para fazer a análise de crédito, os bancos irão requisitar alguns dados relativos à sua idade, situação profissional, rendimentos e despesas regulares. Existem alguns fatores que os bancos têm em consideração para avaliar a atribuição do crédito pessoal. Fique a conhecê-los:

 

1. Nome no Banco de Portugal

Costuma regularizar os seus créditos a tempo e horas ou já se atrasou a pagar uma prestação? Este é um dos principais critérios de análise dos bancos. Para tal, a instituição financeira irá consultar o Mapa de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal, onde constam os montantes de crédito de cada cliente e se já houve, em algum momento, incumprimentos. Neste caso, o banco pode recusar a atribuição.

 

2. Taxa de esforço reduzida

A taxa de esforço é a percentagem do rendimento do agregado familiar que é destinado ao pagamento de prestações de crédito. O banco irá privilegiar uma taxa de esforço reduzida, pois isso significa que, se perder rendimentos, continua a ter capacidade para as pagar.

 

3. Rendimentos como garantia

A instituição financeira irá analisar todas as suas fontes de rendimento, assim como do agregado familiar.

 

4. Relação com o banco

Ser cliente do banco em que vai pedir o crédito é uma mais-valia, uma vez que a instituição já conhece o seu perfil financeiro e, se cumprir os critérios acima referidos, será mais fácil tomar a decisão de aprovação.

 

 

Conclusão: quanto tempo demora um crédito a ser aprovado?

Por regra, o crédito pessoal é um processo rápido, com aprovação até 48 horas. Pode solicitar montantes que vão desde os 1 500 euros até 75 000 euros, com prazos de pagamento entre os 24 e 84 meses. Se pedir crédito pessoal online e cumprir os requisitos, pode ter a aprovação em cinco minutos e imediatamente receber o dinheiro na sua conta. Se tiver um perfil cumpridor e uma boa relação com o banco, terá mais probabilidades de conseguir uma aprovação rápida.

 

O tempo de análise do crédito pessoal depende de alguns fatores, nomeadamente do montante, do histórico bancário, da relação que tem com a instituição financeira e da forma como faz o pedido. No entanto, tratando-se de um crédito pessoal costuma ser rápido.

 

 

Que documentos precisa para pedir um empréstimo?

Quando pede um crédito pessoal, além das informações pessoais o banco irá solicitar-lhe alguns documentos. Estes dependem da instituição em causa, mas, por regra, são requeridos:

 

  • Os três últimos recibos de vencimento
  • Declaração de IRS
  • Documento comprovativo do seu vínculo laboral.

 

 

Porque é que o pedido foi recusado?

Se depois de realizada a análise de crédito, o seu pedido for recusado, pode dever-se a vários motivos, nomeadamente se tiver:

 

  • Situação profissional instável ou estar desempregado
  • Taxa de esforço elevada
  • Histórico de incumprimento bancário.

 

Se procura de fazer um crédito pessoal, mas não sabe se reúne as condições necessárias, comece por fazer uma simulação. Demora apenas um minuto e fica logo a saber qual a prestação mensal para o montante e prazo pedidos.

 

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Queremos continuar a trazer-lhe artigos úteis.

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!

Informação de tratamento de dados

O Banco Santander Totta, S.A. é o responsável pelo tratamento dos dados pessoais recolhidos.

O Banco pode ser contactado na Rua da Mesquita, 6, Centro Totta, 1070-238 Lisboa.

O Encarregado de Proteção de Dados do Banco poderá ser contactado na referida morada e através do seguinte endereço de correio eletrónico: privacidade@santander.pt.

Os dados pessoais recolhidos neste fluxo destinam-se a ser tratados para a finalidade envio de comunicações comerciais e/ou informativas pelo Santander.

O fundamento jurídico deste tratamento assenta no consentimento.

Os dados pessoais serão conservados durante 5 anos, ou por prazo mais alargado, se tal for exigido por lei ou regulamento ou se a conservação for necessária para acautelar o exercício de direitos, designadamente em sede de eventuais processos judiciais, sendo posteriormente eliminados.

Assiste, ao titular dos dados pessoais, os direitos previstos no Regulamento Geral de Proteção de Dados, nomeadamente o direito de solicitar ao Banco o acesso aos dados pessoais transmitidos e que lhe digam respeito, à sua retificação e, nos casos em que a lei o permita, o direito de se opor ao tratamento, à limitação do tratamento e ao seu apagamento, direitos estes que podem ser exercidos junto do responsável pelo tratamento para os contactos indicados em cima. O titular dos dados goza ainda do direito de retirar o consentimento prestado, sem que tal comprometa a licitude dos tratamentos efetuados até então.

Ao titular dos dados assiste ainda o direito de apresentar reclamações relacionadas com o incumprimento destas obrigações à Comissão Nacional da Proteção de Dados, por correio postal, para a morada Av. D. Carlos I, 134 - 1.º, 1200-651 Lisboa, ou, por correio eletrónico, para geral@cnpd.pt (mais informações em https://www.cnpd.pt/).

Para mais informação pode consultar a nossa política de privacidade (https://www.santander.pt/politica-privacidade).

 
Salto Santander widget crédito pessoal

Vai mesmo deixar para amanhã?

Faça a sua simulação de crédito pessoal.

Crédito Pessoal