O que é e para que serve o certificado digital covid-19?

bem-estar

O que é e para que serve o certificado digital COVID-19?

31 ago 2021 | 4 min de leitura

O certificado digital COVID-19 é cada vez mais importante no dia a dia. Se ainda não tem o seu, saiba como obter e em que circunstâncias o pode usar.

Ter o certificado digital COVID-19 é, hoje em dia, fundamental para ter acesso a eventos e locais de cultura, desporto ou lazer, mas também para viajar. Mas, afinal, que certificado é este e como pode consegui-lo?

 

Num contexto em que ainda existem várias restrições, tanto em Portugal como noutros países, ter um certificado digital COVID-19 é quase como possuir um livre trânsito para aceder a um conjunto de espaços e serviços.

 

Em Portugal, o alívio das restrições anunciado no final do Conselho de Ministros de 29 de julho deu ainda mais importância a este documento.

 

Assim, passou a ser obrigatório para, por exemplo, entrar em restaurantes ao fim de semana, frequentar aulas de grupo nos ginásios, ir ao futebol ou a um spa ou hospedar-se num hotel. A alternativa será fazer um teste e ter um resultado negativo.

 

Os menores de 12 anos não têm de apresentar o Certificado Digital COVID-19 nem comprovativo da realização de teste.

 

O que é o certificado digital COVID-19?

O Certificado Digital COVID da UE (é esta a designação oficial) é, na verdade, um documento digital que prova que alguém:

 

  • completou a vacinação contra a COVID-19, ou
  • recebeu um resultado negativo num teste, ou
  • recuperou da doença.

 

Pode ser descarregado e guardado no telemóvel (já explicamos como se faz), mas pode também imprimir um ou dois exemplares para, por exemplo, ter na carteira ou no carro caso fique sem bateria no telemóvel ou se esqueça dele em casa.

 

O documento tem um código QR para ser lido por uma aplicação que permite detetar se o certificado é válido. Além deste elemento, inclui também dados como a identificação, data de nascimento e país emissor. As informações constantes estão escritas em português e em inglês.

 

Se for um certificado de vacinação, refere, entre outros dados, o tipo de vacina, país de vacinação e data da administração. Note que este certificado só fica válido 14 dias após ter a vacinação completa.

 

No caso de ser um certificado para comprovar um teste negativo, indica o resultado, tipo de teste, data e hora da colheita e do resultado. Se for um certificado de recuperação, deve atestar que o titular recuperou de uma infeção por SARS-CoV-2.

 

Para que serve?

Além de garantir o acesso aos locais definidos pela legislação nacional, é também uma forma de garantir que os seus portadores podem circular livremente e de forma segura na União Europeia. É igualmente válido na Islândia, Liechtenstein, Noruega e na Suíça.

 

Assim, as pessoas que viajarem para estes países ficam dispensadas de realizar testes à chegada ou de terem de cumprir quarentena ou isolamento profilático no país de destino.

 

Contudo, alguns países podem ter medidas adicionais de controlo de pandemia (como a limitação de horários ou utilização de máscara na via pública, por exemplo). Assim, antes de viajar, deve informar-se sobre as medidas em vigor no local.

 

Em caso de dúvida, pesquise neste site a situação no país para onde pretende viajar. No Portal das Comunidades no Ministério dos Negócios Estrangeiros encontra conselhos e recomendações para outros destinos.

 

Como obter o certificado digital COVID?

Para pedir o certificado é necessário ter número de utente do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e aceder ao Portal do SNS 24 ou à app SNS 24, que pode ser descarregada no Google Play ou na App Store. As aplicações e o pedido de certificado não têm qualquer custo.

 

Depois de aceder, deve selecionar o tipo de certificado que pretende: vacinação, testagem ou recuperação.

 

Após inserir a sua data de nascimento e o número de utente do SNS deve clicar em Submeter. Fique atento ao telemóvel, já que vai receber, por SMS e por e-mail, um código de acesso.

 

Verá a opção Inserir código de acesso; preencha com o código recebido e aguarde que o pedido seja analisado. Depois de validado, o certificado fica disponível para ser descarregado ou enviado para o e-mail.

 

Tenha em atenção que este código de acesso só pode ser usado uma vez. Sempre que quiser voltar a aceder ao seu certificado no portal do SNS 24 terá de gerar novo código.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Ter o certificado digital COVID-19 é, hoje em dia, fundamental para ter acesso a eventos e locais de cultura, desporto ou lazer, mas também para viajar. Mas, afinal, que certificado é este e como pode consegui-lo?

 

Num contexto em que ainda existem várias restrições, tanto em Portugal como noutros países, ter um certificado digital COVID-19 é quase como possuir um livre trânsito para aceder a um conjunto de espaços e serviços.

 

Em Portugal, o alívio das restrições anunciado no final do Conselho de Ministros de 29 de julho deu ainda mais importância a este documento.

 

Assim, passou a ser obrigatório para, por exemplo, entrar em restaurantes ao fim de semana, frequentar aulas de grupo nos ginásios, ir ao futebol ou a um spa ou hospedar-se num hotel. A alternativa será fazer um teste e ter um resultado negativo.

 

Os menores de 12 anos não têm de apresentar o Certificado Digital COVID-19 nem comprovativo da realização de teste.

 

O que é o certificado digital COVID-19?

O Certificado Digital COVID da UE (é esta a designação oficial) é, na verdade, um documento digital que prova que alguém:

 

  • completou a vacinação contra a COVID-19, ou
  • recebeu um resultado negativo num teste, ou
  • recuperou da doença.

 

Pode ser descarregado e guardado no telemóvel (já explicamos como se faz), mas pode também imprimir um ou dois exemplares para, por exemplo, ter na carteira ou no carro caso fique sem bateria no telemóvel ou se esqueça dele em casa.

 

O documento tem um código QR para ser lido por uma aplicação que permite detetar se o certificado é válido. Além deste elemento, inclui também dados como a identificação, data de nascimento e país emissor. As informações constantes estão escritas em português e em inglês.

 

Se for um certificado de vacinação, refere, entre outros dados, o tipo de vacina, país de vacinação e data da administração. Note que este certificado só fica válido 14 dias após ter a vacinação completa.

 

No caso de ser um certificado para comprovar um teste negativo, indica o resultado, tipo de teste, data e hora da colheita e do resultado. Se for um certificado de recuperação, deve atestar que o titular recuperou de uma infeção por SARS-CoV-2.

 

Para que serve?

Além de garantir o acesso aos locais definidos pela legislação nacional, é também uma forma de garantir que os seus portadores podem circular livremente e de forma segura na União Europeia. É igualmente válido na Islândia, Liechtenstein, Noruega e na Suíça.

 

Assim, as pessoas que viajarem para estes países ficam dispensadas de realizar testes à chegada ou de terem de cumprir quarentena ou isolamento profilático no país de destino.

 

Contudo, alguns países podem ter medidas adicionais de controlo de pandemia (como a limitação de horários ou utilização de máscara na via pública, por exemplo). Assim, antes de viajar, deve informar-se sobre as medidas em vigor no local.

 

Em caso de dúvida, pesquise neste site a situação no país para onde pretende viajar. No Portal das Comunidades no Ministério dos Negócios Estrangeiros encontra conselhos e recomendações para outros destinos.

 

Como obter o certificado digital COVID?

Para pedir o certificado é necessário ter número de utente do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e aceder ao Portal do SNS 24 ou à app SNS 24, que pode ser descarregada no Google Play ou na App Store. As aplicações e o pedido de certificado não têm qualquer custo.

 

Depois de aceder, deve selecionar o tipo de certificado que pretende: vacinação, testagem ou recuperação.

 

Após inserir a sua data de nascimento e o número de utente do SNS deve clicar em Submeter. Fique atento ao telemóvel, já que vai receber, por SMS e por e-mail, um código de acesso.

 

Verá a opção Inserir código de acesso; preencha com o código recebido e aguarde que o pedido seja analisado. Depois de validado, o certificado fica disponível para ser descarregado ou enviado para o e-mail.

 

Tenha em atenção que este código de acesso só pode ser usado uma vez. Sempre que quiser voltar a aceder ao seu certificado no portal do SNS 24 terá de gerar novo código.

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Obrigado pelo seu feedback!