Resoluções de ano novo

bem-estar

10 resoluções para o Ano Novo e o que fazer para cumpri-las

09 dez 2021 | 8 min de leitura

Já pensou no que quer mesmo fazer em 2022? Inspire-se nestas ideias, prepare a sua lista de resoluções de Ano Novo e saiba como cumpri-las.

Dezembro é um mês de balanços. Uma oportunidade para pensar no ano que passou, nos momentos bons e menos bons.

 

É também a altura em que pensamos no que ficou por fazer e no que queremos pôr em prática no ano seguinte.

 

Inspire-se nestas ideias para definir os seus objetivos para o novo ano – e aproveite as dicas para conseguir tirá-los do papel.

 

1. Passar mais tempo com as pessoas de quem gosta

Muitas vezes, é difícil encaixar um café ou um jantar numa agenda já preenchida. Mas a falta de tempo também é desculpa comum para não fazer planos ou recusar convites.

 

Dar prioridade às pessoas de quem gosta é talvez a resolução de Ano Novo mais importante que fará.

 

Ligue àquele amigo que não vê há mais de um ano, passe um domingo em família e aproveite os momentos de convívio.

 

E, mesmo que esteja longe de algumas pessoas queridas, pode fazer-se presente com pequenos gestos. Há quanto tempo não envia um postal escrito por si?

 

2. Viajar mais

Depois dos confinamentos e das restrições nas viagens, é normal que esta seja uma das resoluções mais comuns neste fim de ano. Viajar abre horizontes, traz novas perspetivas e novo fôlego para enfrentar a rotina do dia a dia.

 

Faça uma lista dos lugares que sempre quis conhecer, daqueles onde quer voltar e dos que os seus amigos não se cansam de recomendar. Lembre-se que nem todas as férias são sinónimo de gastos excessivos e que há várias coisas que pode fazer para poupar dinheiro nas férias.

 

3. Poupar dinheiro

Um dos clássicos das resoluções de Ano Novo. Comer fora menos vezes, comprar menos por impulso ou deixar de fumar são alguns exemplos do que pode fazer para poupar dinheiro.

 

Ponha de parte o dinheiro que iria gastar se mantivesse estes hábitos e pense no que pode ou quer fazer com ele.

 

Também pode querer poupar para um objetivo específico ou de forma mais estruturada. Defina quanto pode ou quer poupar, explore as soluções de poupança ao seu dispor e escolha a mais adequada ao seu caso.

 

4. Voltar a estudar e aprender coisas novas

Se sempre quis terminar o curso que deixou a meio, se gostava de fazer um MBA ou se anda há anos a falar de uma formação que quer fazer, chegou a altura de passar à ação.

 

Ainda que o saber não ocupe lugar, voltar a estudar é uma decisão importante:

 

  • O que quer estudar
  • Onde que estudar?
  • Que horários consegue cumprir?
  • Qual é o formato que funciona melhor para si?
  • Tem um fundo de maneio para as despesas ou precisa de crédito pessoal para estudar?

 

Faça o seu plano, invista no seu desenvolvimento e aproveite o processo.

 

5. Começar aquele projeto que tem na gaveta há anos

Faça de 2022 o ano em que vai parar de adiar os seus projetos e tirar as suas ideias do papel. Seja o que for que tem na gaveta, foque-se no que quer fazer, crie o seu plano e ponha mãos à obra.

 

Remodelar uma divisão da casa, comprar uma máquina fotográfica para documentar os seus passeios na natureza ou começar a construir o seu atelier de pintura – o limite é aquilo que a sua imaginação quiser.

 

Se tem de investir uma quantia considerável e ainda não conseguiu amealhar o suficiente, avalie se é uma boa altura para pedir um empréstimo para realizar o seu projeto pessoal.

 

6. Ler mais livros

Ler é um prazer mas é também um hábito. Se um dos seus objetivos é ler mais livros, pode começar por definir um número de páginas para ler todos os dias e manter-se fiel a esse compromisso.

 

Pode ler antes de dormir ou na pausa do almoço e ainda aproveitar os momentos de espera e as viagens em transportes públicos. Visite feiras do livro e livrarias com mais frequência e participe num clube de leitura (pode criar o seu, em casa ou com o seu grupo de amigos).

 

Se não está a gostar do que está a ler, não insista. Procure outras opções e experimente diferentes temas e autores – pode inspirar-se nas nossas recomendações de livros para ler.

 

7. Cuidar melhor da sua saúde

Cuidar da saúde pode ir da alimentação equilibrada ao exercício físico, passando por deixar de fumar ou abrandar o ritmo para reduzir o stress e o cansaço.

 

Entre as várias coisas que pode fazer para ser saudável, tente focar-se no que é mais importante para si e nas áreas mais críticas.

 

Mas cuidar da saúde também é estar vigilante: mesmo que mantenha um estilo de vida saudável, não descure os check-ups regulares e os exames de rotina recomendados.

 

8. Começar a fazer exercício físico

Os benefícios da atividade física para a saúde são indiscutíveis. Talvez por isso esta seja mais um clássico das resoluções de Ano Novo. O exercício físico regular ajuda a prevenir várias doenças, a reduzir dores e a reduzir o stress e a ansiedade. Bom para o corpo e para a mente.

 

Se não é fã de desporto, dê um passo de cada vez - literalmente. Sempre que possível, opte por:

 

  • subir escadas em vez de usar o elevador
  • estacione o carro mais longe e caminhar até onde precisa de ir
  • fazer uma caminhada pela natureza.

 

Mantenha-se fiel a estes pequenos hábitos e esteja atento às mudanças no seu bem-estar.

 

9. Adotar hábitos mais sustentáveis

Não é por acaso que a sustentabilidade está na ordem do dia: cuidar do planeta é uma necessidade urgente e todos podemos fazê-lo. Se ainda não incluiu este tema na sua lista de resoluções, este é um bom ano para começar.

 

Da alimentação aos hábitos de consumo, passando pela forma como se desloca ou pelas marcas que escolhe apoiar, há muito que pode fazer para reduzir o seu impacto ambiental. Inspire-se nas nossas dicas e saiba o que ainda vai a tempo de fazer por um mundo mais sustentável.

 

Lembre-se que pequenos gestos repetidos por muitas pessoas podem mudar o mundo. Não se trata de mudar todas as suas rotinas de um dia para o outro, mas sim de dar uma oportunidade a novos hábitos e escolher os que fazem sentido para si.

 

10. Dar um novo rumo à sua vida profissional

Passamos a maior parte do nosso tempo a trabalhar. A satisfação com o que fazemos é importante e impacta todas as outras vertentes da vida. Se está desmotivado, cansado ou a precisar de uma mudança, coloque já esta resolução de Ano Novo na lista.

 

Se o seu objetivo é mudar de trabalho (ou mesmo mudar de carreira), não tem de tomar decisões precipitadas:

 

  • fale com as pessoas que conhece
  • entenda como está o mercado
  • explore diferentes opções com calma.

 

Uma simples conversa pode ser o empurrão que faltava para mudar para melhor.

 

Como cumprir as suas resoluções de Ano Novo


Defina prioridades

Não é fácil mudar hábitos, especialmente se quiser mudar tudo ao mesmo tempo. Não vale de nada ter uma lista com muitas resoluções de Ano Novo se não conseguir cumpri-las. Pense no que é mais importante para si e defina prioridades.

 

Quantidade não é qualidade: mais vale ter menos objetivos, mas realistas, do que uma lista demasiado ambiciosa que vai ficar esquecida até ao ano seguinte.

 

Escolha objetivos específicos

Objetivos muito vagos são mais difíceis de cumprir. Seja o mais específico possível e verá como é mais fácil passar da ideia à ação. Quer aprender uma coisa nova... mas o quê? Falar italiano? Meditar? Aperfeiçoar aquela receita que ainda não lhe saiu bem?

 

Se o seu objetivo é poupar dinheiro, saiba para quê. Quer poupar para a reforma ou para a sua viagem de sonho? Quer juntar dinheiro para dar entrada para uma casa ou criar um fundo de emergência para prevenir imprevistos?

 

Defina prazos e metas intermédias

Os prazos reforçam o compromisso. Se não tiver um, é mais provável que se perca ou que vá adiando alguns pontos na sua lista. Estabeleça objetivos temporais adaptados às suas necessidades e ao seu estilo de vida.

 

Definir metas intermédias é uma boa forma para ir avaliando o seu progresso. Desta forma, pode celebrar pequenas conquistas, renovar a sua motivação e ajustar os seus planos, quando necessário.

 

Não seja demasiado rígido

Mesmo seguindo todas as dicas, é possível que algum dos seus objetivos fique pelo caminho, ou que não consiga cumprir exatamente aquilo a que se propôs. A vida acontece, surgem imprevistos, mudamos de ideias... E está tudo bem.

 

Aceite o que correu menos bem, foque-se no que conseguiu alcançar e festeje as suas conquistas. Pode sempre revisitar a sua lista no ano seguinte – porque nunca é tarde para tentar de novo.

 

Feliz 2022!

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Dezembro é um mês de balanços. Uma oportunidade para pensar no ano que passou, nos momentos bons e menos bons.

 

É também a altura em que pensamos no que ficou por fazer e no que queremos pôr em prática no ano seguinte.

 

Inspire-se nestas ideias para definir os seus objetivos para o novo ano – e aproveite as dicas para conseguir tirá-los do papel.

 

1. Passar mais tempo com as pessoas de quem gosta

Muitas vezes, é difícil encaixar um café ou um jantar numa agenda já preenchida. Mas a falta de tempo também é desculpa comum para não fazer planos ou recusar convites.

 

Dar prioridade às pessoas de quem gosta é talvez a resolução de Ano Novo mais importante que fará.

 

Ligue àquele amigo que não vê há mais de um ano, passe um domingo em família e aproveite os momentos de convívio.

 

E, mesmo que esteja longe de algumas pessoas queridas, pode fazer-se presente com pequenos gestos. Há quanto tempo não envia um postal escrito por si?

 

2. Viajar mais

Depois dos confinamentos e das restrições nas viagens, é normal que esta seja uma das resoluções mais comuns neste fim de ano. Viajar abre horizontes, traz novas perspetivas e novo fôlego para enfrentar a rotina do dia a dia.

 

Faça uma lista dos lugares que sempre quis conhecer, daqueles onde quer voltar e dos que os seus amigos não se cansam de recomendar. Lembre-se que nem todas as férias são sinónimo de gastos excessivos e que há várias coisas que pode fazer para poupar dinheiro nas férias.

 

3. Poupar dinheiro

Um dos clássicos das resoluções de Ano Novo. Comer fora menos vezes, comprar menos por impulso ou deixar de fumar são alguns exemplos do que pode fazer para poupar dinheiro.

 

Ponha de parte o dinheiro que iria gastar se mantivesse estes hábitos e pense no que pode ou quer fazer com ele.

 

Também pode querer poupar para um objetivo específico ou de forma mais estruturada. Defina quanto pode ou quer poupar, explore as soluções de poupança ao seu dispor e escolha a mais adequada ao seu caso.

 

4. Voltar a estudar e aprender coisas novas

Se sempre quis terminar o curso que deixou a meio, se gostava de fazer um MBA ou se anda há anos a falar de uma formação que quer fazer, chegou a altura de passar à ação.

 

Ainda que o saber não ocupe lugar, voltar a estudar é uma decisão importante:

 

  • O que quer estudar
  • Onde que estudar?
  • Que horários consegue cumprir?
  • Qual é o formato que funciona melhor para si?
  • Tem um fundo de maneio para as despesas ou precisa de crédito pessoal para estudar?

 

Faça o seu plano, invista no seu desenvolvimento e aproveite o processo.

 

5. Começar aquele projeto que tem na gaveta há anos

Faça de 2022 o ano em que vai parar de adiar os seus projetos e tirar as suas ideias do papel. Seja o que for que tem na gaveta, foque-se no que quer fazer, crie o seu plano e ponha mãos à obra.

 

Remodelar uma divisão da casa, comprar uma máquina fotográfica para documentar os seus passeios na natureza ou começar a construir o seu atelier de pintura – o limite é aquilo que a sua imaginação quiser.

 

Se tem de investir uma quantia considerável e ainda não conseguiu amealhar o suficiente, avalie se é uma boa altura para pedir um empréstimo para realizar o seu projeto pessoal.

 

6. Ler mais livros

Ler é um prazer mas é também um hábito. Se um dos seus objetivos é ler mais livros, pode começar por definir um número de páginas para ler todos os dias e manter-se fiel a esse compromisso.

 

Pode ler antes de dormir ou na pausa do almoço e ainda aproveitar os momentos de espera e as viagens em transportes públicos. Visite feiras do livro e livrarias com mais frequência e participe num clube de leitura (pode criar o seu, em casa ou com o seu grupo de amigos).

 

Se não está a gostar do que está a ler, não insista. Procure outras opções e experimente diferentes temas e autores – pode inspirar-se nas nossas recomendações de livros para ler.

 

7. Cuidar melhor da sua saúde

Cuidar da saúde pode ir da alimentação equilibrada ao exercício físico, passando por deixar de fumar ou abrandar o ritmo para reduzir o stress e o cansaço.

 

Entre as várias coisas que pode fazer para ser saudável, tente focar-se no que é mais importante para si e nas áreas mais críticas.

 

Mas cuidar da saúde também é estar vigilante: mesmo que mantenha um estilo de vida saudável, não descure os check-ups regulares e os exames de rotina recomendados.

 

8. Começar a fazer exercício físico

Os benefícios da atividade física para a saúde são indiscutíveis. Talvez por isso esta seja mais um clássico das resoluções de Ano Novo. O exercício físico regular ajuda a prevenir várias doenças, a reduzir dores e a reduzir o stress e a ansiedade. Bom para o corpo e para a mente.

 

Se não é fã de desporto, dê um passo de cada vez - literalmente. Sempre que possível, opte por:

 

  • subir escadas em vez de usar o elevador
  • estacione o carro mais longe e caminhar até onde precisa de ir
  • fazer uma caminhada pela natureza.

 

Mantenha-se fiel a estes pequenos hábitos e esteja atento às mudanças no seu bem-estar.

 

9. Adotar hábitos mais sustentáveis

Não é por acaso que a sustentabilidade está na ordem do dia: cuidar do planeta é uma necessidade urgente e todos podemos fazê-lo. Se ainda não incluiu este tema na sua lista de resoluções, este é um bom ano para começar.

 

Da alimentação aos hábitos de consumo, passando pela forma como se desloca ou pelas marcas que escolhe apoiar, há muito que pode fazer para reduzir o seu impacto ambiental. Inspire-se nas nossas dicas e saiba o que ainda vai a tempo de fazer por um mundo mais sustentável.

 

Lembre-se que pequenos gestos repetidos por muitas pessoas podem mudar o mundo. Não se trata de mudar todas as suas rotinas de um dia para o outro, mas sim de dar uma oportunidade a novos hábitos e escolher os que fazem sentido para si.

 

10. Dar um novo rumo à sua vida profissional

Passamos a maior parte do nosso tempo a trabalhar. A satisfação com o que fazemos é importante e impacta todas as outras vertentes da vida. Se está desmotivado, cansado ou a precisar de uma mudança, coloque já esta resolução de Ano Novo na lista.

 

Se o seu objetivo é mudar de trabalho (ou mesmo mudar de carreira), não tem de tomar decisões precipitadas:

 

  • fale com as pessoas que conhece
  • entenda como está o mercado
  • explore diferentes opções com calma.

 

Uma simples conversa pode ser o empurrão que faltava para mudar para melhor.

 

Como cumprir as suas resoluções de Ano Novo


Defina prioridades

Não é fácil mudar hábitos, especialmente se quiser mudar tudo ao mesmo tempo. Não vale de nada ter uma lista com muitas resoluções de Ano Novo se não conseguir cumpri-las. Pense no que é mais importante para si e defina prioridades.

 

Quantidade não é qualidade: mais vale ter menos objetivos, mas realistas, do que uma lista demasiado ambiciosa que vai ficar esquecida até ao ano seguinte.

 

Escolha objetivos específicos

Objetivos muito vagos são mais difíceis de cumprir. Seja o mais específico possível e verá como é mais fácil passar da ideia à ação. Quer aprender uma coisa nova... mas o quê? Falar italiano? Meditar? Aperfeiçoar aquela receita que ainda não lhe saiu bem?

 

Se o seu objetivo é poupar dinheiro, saiba para quê. Quer poupar para a reforma ou para a sua viagem de sonho? Quer juntar dinheiro para dar entrada para uma casa ou criar um fundo de emergência para prevenir imprevistos?

 

Defina prazos e metas intermédias

Os prazos reforçam o compromisso. Se não tiver um, é mais provável que se perca ou que vá adiando alguns pontos na sua lista. Estabeleça objetivos temporais adaptados às suas necessidades e ao seu estilo de vida.

 

Definir metas intermédias é uma boa forma para ir avaliando o seu progresso. Desta forma, pode celebrar pequenas conquistas, renovar a sua motivação e ajustar os seus planos, quando necessário.

 

Não seja demasiado rígido

Mesmo seguindo todas as dicas, é possível que algum dos seus objetivos fique pelo caminho, ou que não consiga cumprir exatamente aquilo a que se propôs. A vida acontece, surgem imprevistos, mudamos de ideias... E está tudo bem.

 

Aceite o que correu menos bem, foque-se no que conseguiu alcançar e festeje as suas conquistas. Pode sempre revisitar a sua lista no ano seguinte – porque nunca é tarde para tentar de novo.

 

Feliz 2022!

 

 

Os conteúdos apresentados não dispensam a consulta das entidades públicas ou privadas especialistas em cada matéria.

Achou este artigo útil?

Obrigado pela sua opinião!

A sua ajuda é importante.

Salto Santander

Obrigado pela sua opinião!