Planos Poupança Reforma (PPR)

Seguro PerFORMA PPR - Equilibrado

Plano Poupança Reforma, sob a forma de seguro, que investe até 35% em ações.

Seguro ConFORMA PPR - Conservador

Plano Poupança Reforma, sob a forma de seguro, que tendencialmente não investe em ações.

Seguro PPR Crescimento

O Seguro PPR Crescimento é um Plano Poupança Reforma, de elevado risco, sob a forma de seguro, que investe até 55% em ações.

Fundos Poupança Reforma (FPR)

Santander Poupança Valorização

Produto de poupança reforma, de médio risco, sob a forma de um fundo (FPR), que investe até 35% em ações

Santander Poupança Prudente

Produto de poupança reforma, de baixo risco, sob a forma de fundo (FPR), que tendencialmente não investe em ações.

Linha de Apoio

Se tiver dúvidas em PPRs, FPRs ou outras soluções de reforma, pode ligar:

+351 217 807 369

Disponível nos dias úteis, das 8h às 20h, de Portugal e do estrangeiro.

Linha de apoio seguros

Qual vai ser o valor da minha reforma?

Descubra qual o valor estimado da sua reforma e quanto precisa de poupar por mês para manter o mesmo nível de vida.

Valor reforma

Tem um PPR noutro banco ou seguradora?

O Santander tem um processo simples e ágil para receber transferências de PPR, sem cobrar qualquer comissão. Dirija-se a um dos nossos balcões ou fale com o seu gestor para dar início ao processo de transferência.

Localizador de balcões de ajuda - gestor de mapa

Notas

De acordo com o artigo 362º da Lei do OE para 2021 (Lei nº 75-B/2020 de 31 de dezembro), as soluções de reforma de planos de poupança (PPR, PPE e PPR/E) subscritas até 31 de março de 2020, podem ser resgatadas sem penalização (nos termos do nº 4 do artigo 21º do Estatuto dos Benefícios Fiscais) pelo seu titular, até 30 de setembro de 2021, desde que um dos membros do seu agregado familiar:

 

a) esteja em situação de isolamento profilático ou de doença, ou prestem assistência a filhos ou a netos;

b) tenha sido colocado em redução do período normal de trabalho ou em suspensão do contrato de trabalho, em virtude de crise empresarial;

c) esteja em situação de desemprego registado no IEFP;

d) seja elegível para o apoio extraordinário ao rendimento dos trabalhadores;

e) seja elegível para o apoio extraordinário à redução da atividade económica de trabalhador independente;

f) seja trabalhador em situação de desproteção económica e social, e preencha os pressupostos para beneficiar do apoio extraordinário previsto na Lei do OE para 2021;

g) apresente uma quebra do rendimento relevante médio mensal superior a 40 % no período de março a dezembro de 2020 face ao rendimento relevante médio mensal de 2019 e, cumulativamente, entre a última declaração trimestral disponível à data do requerimento do apoio e o rendimento relevante médio mensal de 2019; ou

h) seja arrendatário num contrato de arrendamento de prédio urbano para habitação própria e permanente em vigor a 31 de março de 2020, esteja a beneficiar do regime de diferimento do pagamento de rendas e necessite desse valor para regularização das rendas alvo de moratória.

 

O valor a ser reembolsado (valor da unidade de participação à data do pedido de resgate) pode ir até ao limite mensal do valor do Indexante de Apoios Sociais ou no caso da alínea h), até 1,5 vezes aquele limite.