Crédito Pessoal para energias renováveis

Empréstimo para comprar equipamentos para a produção de energia renovável, com taxas de juro reduzidas e prazos de pagamento até 8 anos.
TAEG
4,5%
1

O Crédito Pessoal para energias renováveis é indicado para...

Adquirir equipamentos com uma taxa de juro reduzida

A TAEG passa a ser de 11,5% 6,2%(1) e a TAN de 8% 1%.

E não paga comissão de formalização.

 

Investir na eficiência energética da sua casa

Pode usar o empréstimo para a compra de qualquer equipamento de produção de energia renovável, como painéis solares.

Reduzir as despesas de consumo de energia

Ao produzir e consumir energia renovável, para além do meio ambiente, a sua carteira também sai a ganhar.

Características do Crédito Pessoal para energias renováveis

Montante

Montante

De 3 000€ a 8 000€.

Taxa de juro

Taxa de juro

TAN 2%

TAEG 4,5%(1)

Prazo de pagamento

Prazo de pagamento

De 2 a 8 anos, com limite de 72 anos de idade dos titulares no final do prazo.

Condições de acesso

Condição de acesso

É necessaria a apresentação de documentos comprovativos da despesa.

Um crédito, várias finalidades

Condições especiais para finalidades específicas.

Investimento Sustentavel

Com o Fundo Santander Sustentável, pode investir em empresas que cumprem critérios de sustentabilidade ambiental, responsabilidade social e com as melhores práticas de governo corporativo.

Investimento sustentável

Posso comprar equipamentos para a minha empresa?

Temos soluções de crédito com condições especiais para empresas, que podem contemplar a compra de equipamentos para produzir energia renovável.

Localizador de balcões de ajuda - gestor de mapa

Como pedir um crédito pessoal para energias renováveis no Santander?

Notas

(1) TAEG de 4,5% para uma Taxa Anual Nominal (TAN) 2%. Exemplo para um crédito pessoal de 5 000€ a 84 meses; inclui as comissões de formalização (0,00€), dossier (36,58€), gestão mensal (2,80€) e o imposto sobre a utilização de crédito (132,00€). Base cálculo dos juros 30/360. Prestação mensal de 64,01€ e montante total imputado ao consumidor de 5 791,81€.