Serviço Mudança de Conta

Com o Serviço Mudança de Conta, é mais fácil mudar para o Santander. Ajudamo-lo a migrar a sua conta de outro banco, assim como os pagamentos associados, desde débitos diretos a prestações de créditos.

O serviço Mudança de Conta apoia-o na…

Transferência de um crédito habitação para o Santander

Se as condições do nosso crédito habitação forem mais competitivas, pode reduzir o spread e a prestação mensal. 

Mudança dos débitos diretos (ex.: conta da luz, água, etc.)

Traga-nos as faturas e nós encaminhamos o pedido da mudança dos débitos diretos para os respetivos serviços.

Domiciliação do ordenado

Tratamos do processo com a empresa onde trabalha para que possa usufruir das vantagens das contas ordenado.

O que é o Serviço de Mudança de Conta?

É um serviço que permite aos clientes particulares e às microempresas mudarem a sua conta e os serviços a ela associados do seu banco (banco transmitente) para outro banco (banco recetor). 

Quais as operações abrangidas pelo Serviço de Mudança de Conta?

Contabilidade fiscalidade

Abertura de uma nova conta junto do banco recetor

no caso de não ter ainda uma conta aberta

entregas mensais

Transferências a crédito recorrentes

 de que é beneficiário a partir da nova conta de pagamento

Transferências

Ordens de transferência permanentes

 a partir da nova conta de pagamento

Prestações

Autorizações de débito direto

 executadas a partir da nova conta

Transferências em Euro

Transferência de saldo para a nova conta

e encerramento da conta origem (opcional)

Quanto custa o Serviço de Mudança de Conta?

O Banco Santander Totta, S.A. enquanto banco recetor ou banco transmitente, não cobra nenhuma comissão associada a este serviço.

Como solicitar a adesão ao Serviço de Mudança de Conta?

O pedido é solicitado pelo(s) titular(es) da conta por escrito junto do banco para o qual pretende que seja transferida a informação necessária (banco recetor).

Nesse pedido, o cliente autoriza, por escrito e de forma individualizada, os serviços que pretende que sejam abrangidos pelo Serviço de Mudança de Conta, podendo ainda especificar a data em que devem ser executados a partir da conta aberta junto do banco recetor (a qual será, no mínimo, de 6 dias úteis após a data em que o banco recetor recebe os documentos enviados pelo banco transmitente nos termos da 2.ª etapa, adiante descrita).

As tarefas subsequentes ficam a cargo do banco recetor e do banco transmitente.

Saber mais

1ª etapa - Banco recetor

 

O banco recetor envia o pedido do cliente ao banco transmitente (no máximo em 2 dias úteis) e solicita-lhe a realização das tarefas necessárias para dar seguimento ao solicitado pelo cliente.

 

Saber mais

2ª etapa - Banco transmitente 

De acordo com o que o cliente tenha solicitado no seu formulário de autorização do qual o banco transmitente foi informado (1.ª etapa), este transmitirá ao banco recetor, as seguintes informações (no prazo máximo de 5 dias úteis):

  • uma lista das ordens permanentes existentes;
  • as autorizações de débito direto objeto da mudança;
  • as transferências a crédito recorrentes a favor do cliente; e
  • os débitos diretos que tenham sido executados na conta do cliente nos últimos 13 meses.

 

O banco transmitente deverá ainda:

  • deixar de aceitar débitos diretos e transferências a crédito com efeitos a partir da data especificada pelo cliente no formulário de autorização;
  • cancelar as ordens de transferência permanentes, com efeitos a partir da data especificada pelo cliente no formulário de autorização; e
  • transferir o saldo positivo para a conta detida no banco recetor, na data especificada pelo cliente no formulário de autorização, e encerrá-la caso este assim o pretenda.
Saber mais

3ª etapa - Banco recetor

Após receber as informações do banco transmitente (2.ª etapa), o banco recetor tem 5 dias úteis para realizar as seguintes tarefas:

  • introduzir as ordens de transferências a crédito permanentes solicitadas pelo cliente e executá-las com efeitos a partir da data especificada na autorização;
  • desencadear as diligências necessárias para a realização dos débitos diretos, com efeitos a partir da data especificada pelo cliente no formulário de autorização;
  • sempre que aplicável, informar o cliente dos direitos que lhe assistem nos termos da alínea d) do n.º 3 do artigo 5.º do Regulamento (UE) n.º 260/2012 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 14 de março de 2012;
  • enviar a autorização do cliente, aos ordenantes aí identificados, para que efetuem as transferências a crédito recorrentes de que o cliente é beneficiário, para a nova conta de pagamento do cliente junto do banco recetor (o cliente pode optar por prestar estas informações); e
  • enviar às entidades credoras identificadas na autorização do cliente, uma cópia da mesma, e as instruções do cliente para alteração de conta a utilizar nas cobranças dos débitos diretos (o cliente pode optar por prestar estas informações).

Resolução alternativa de litígios

O cliente pode recorrer aos diversos meios de resolução alternativa de eventuais litígios decorrentes do Serviço de Mudança de Conta, nos termos previstos na Lei n.º 144/2015, de 8 de setembro. O banco aderiu aos Centros de Arbitragem.

Credisimples

Como saber mais ou solicitar o Serviço Mudança de Conta?