• Informações

Prémio Santander Mais Comunidade

Com a criação do prémio Santander Mais Comunidade, queremos apoiar iniciativas e programas, promovidos por organizações sem fins lucrativos, que  impulsionam o bem-estar das comunidades onde estamos presentes.

Como funciona o Prémio Santander Mais Comunidade?

Fase 1 Candidatura de um projeto

Envio dos projetos nas áreas de Inclusão Social, Educação, Empreendedorismo e criação de Emprego e Ambiente.

Fase 2 Seleção dos seis finalistas

O banco seleciona os 6 projetos finalistas com mais impacto e viabilidade

Fase 3 Votação participativa aberta

Votação aberta à comunidade para escolher os 2 projetos premiados

No início de cada trimestre, teremos uma fase de candidatura para que as entidades possam submeter os seus projetos. Esses projetos serão avaliados no segundo mês do trimestre, sendo posteriormente colocados à votação aberta ao público os 6 projetos finalistas selecionados pelo banco.

Casa

Entidades elegíveis

Veja se a sua organização se pode candidatar ao Prémio Santander Mais Comunidade.

a) Encontrar-se legalmente constituída e registada e cumprir todas as condições legais necessárias ao pleno exercício da respetiva atividade

 

b) Não ter fins lucrativos

 

c) Ter a sua sede permanente em Portugal

 

d) Ter a sua situação contributiva regularizada junto da Administração Fiscal e da Segurança Social

 

e) Possuir ou assegurar a organização, os recursos humanos e materiais necessários ao desenvolvimento do projeto

 

f) Ter uma antiguidade mínima de 1 ano a partir do seu registo no cartório, no momento da apresentação ao prémio

 

g) Não ser uma fundação ligada a uma empresa.

Administração

Projetos elegíveis

Os projetos submetidos, e que serão avaliados por um juri do banco em função do seu impacto social, devem ser claros, objetivos, mensuráveis, e a sua intervenção deve ser centrada numa ou mais das áreas que  o banco definiu. 

Os projetos candidatos devem enquadrar-se numa das seguintes categorias:

 

a) Redução das desigualdades: Apoio a coletivos vulneráveis (menores, cuidado a idosos, apoio a coletivos com dificuldades económicas, inclusão social, incapacidade) e promoção da diversidade

 

b) Educação: ensino infantil, primário, secundário ou educação financeira, através de projetos de caráter inovador

 

c) Empreendedorismo e criação de emprego: competências de empreendedorismo, empreendedorismo e criação de negócios sociais, fomento do emprego

 

d) Ambiente: projetos destinados a promover a redução de consumos e emissões de gases de efeito estufa, regeneração de recursos e economia circular

À medida

Submeter candidatura de um projeto

Clique abaixo, preencha o email com os dados solicitados e envie, seguindo as instruções - veja também as notas no rodapé.

Envie já a candidatura do seu projeto

Preencha os dados da entidade que representa e envie-nos a candidatura.

Se precisar de ajuda fale connosco: sustentabilidade@santander.pt

Notas:

Se este projeto for um dos 6 selecionados para colocar à votação final, o banco poderá solicitar mais informação para permitir uma votação mais consciente.

 

Ao enviar o email com os dados de candidatura está a aceitar as condições do regulamento deste prémio, as quais não sendo respeitadas podem levar à exclusão da candidatura.

 

O comité que o banco designou para a seleção das candidaturas reserva-se o direito de aplicar os critérios do prémio, não sendo obrigado a prestar qualquer esclarecimento sobre as escolhas a efetuar.

 

Em cada trimestre, o projeto vencedor será apoiado financeiramente, através de um donativo no valor de 5 000€ (cinco mil euros), a ser atribuído pelo banco após o envio do recibo de donativo e de um relatório de seguimento com indicação do número de pessoas apoiadas com o referido apoio.

 

O segundo projeto mais votado receberá um apoio de 2 500€ (dois mil e quinhentos euros), a ser atribuído pelo banco após o envio do recibo de donativo e de um relatório de seguimento com indicação do número de pessoas apoiadas com o referido apoio.

 

As entidades dos projetos vencedores estão sujeitas à verificação da boa aplicação do prémio, podendo ser exigida a devolução do mesmo em caso de incumprimento.