A cobertura de morte (proteção dupla) protege quem é mais importante na sua vida com o capital seguro que escolher e, em caso de dupla orfandade, garante um pagamento adicional, no mesmo valor, sempre que reunidas as 5 condições:

  • Houver lugar a indemnização por morte da pessoa segura;
  • A data de início da apólice for anterior à data da morte do seu cônjuge: ou seja, ambos os cônjuges estavam vivos na data de subscrição da apólice;
  • Existência de filhos vivos comuns do casal na data de morte da pessoa segura;
  • Os beneficiários indicados na apólice serem os filhos do casal ou os herdeiros legais;
  • O cônjuge já tiver falecido: em simultâneo ou em data anterior em menos de 2 anos à morte da pessoa segura, ou o cônjuge vier a falecer em data posterior, até 2 anos após a morte da pessoa segura.

 

Nota: Esta informação não dispensa a consulta da informação pré-contratual e contratual legalmente exigida.