Crédito Habitação para obras

Para fazer obras na sua casa ou naquela que vai comprar. Enquanto decorrer a obra, só paga o valor correspondente aos juros.
SPREAD
desde
1%
TAEG taxa variável
desde
1,3%
até
2,2%

Spread máximo 1,90%

Para conseguir o spread mais baixo, tem de receber o ordenado pelo Santander, pagar as prestações mensais no dia combinado, subscrever e manter 3 produtos do Santander. Para ter acesso ao spread de 1%, tem que ser Cliente Select e é válido para empréstimos superiores a 50.000€.

O Crédito Habitação para obras é indicado para...

Remodelar uma casa ou fazer obras pontuais

Não precisa de fazer obras muito profundas ou demoradas para pedir o crédito habitação para obras.

Comprar uma casa que necessita de obras

Ao pedir um crédito habitação para obras, pode incluir o custo das obras no montante do empréstimo.

Pagar apenas os juros enquanto decorrem as obras

Tem até 2 anos para concluir as obras, período durante o qual só paga a parcela correspondente aos juros.

Características do Crédito Habitação para obras

Montante

Montante

Obras na primeira casa: Até 85% do valor de avaliação, não excedendo 90% do valor da casa acrescido do custo das obras(3).
Obras na segunda casa: Até 80% do valor de avaliação ou do valor da casa acrescido do custo das obras, o menor dos dois(3).

 

Como é feita a avaliação do valor da casa?

Taxa de juro

Taxa de juro

Revista semestralmente (Euribor a 6 meses) + spread(4). Pode optar por um regime de taxa fixa a 5 ou 10 anos.

Spread

Spread desde 1,00%

Spread base de 1,90%(2), que pode ser reduzido até 1,20%(5). Pode ser reduzido até 1,00%(1), se for cliente Select. 

Para obter um spread mais baixo, deve:

  • receber o seu ordenado pelo Santander;
  • pagar as prestações mensais do crédito habitação no dia definido no contrato;
  • contratar e manter 3 produtos Santander, como um cartão de crédito, um pagamento de uma conta doméstica (ex.: luz) por débito direto ou um seguro de saúde, entre outros;
  • ter em vigor um seguro multiriscos;
  • manter os seguros obrigatórios durante a duração do empréstimo;
  • cumprir as condições contratuais.

Saiba mais sobre as condições necessárias para obter um spread mais reduzido.

período de carência de um seguro

Período inicial (durante a obra)

Tem até 2 anos para concluir a obra e durante este período só paga o valor correspondente aos juros. Durante esse tempo, o valor é libertado à medida que a obra avança(6).

Prazo de pagamento

Duração do empréstimo

Até 40 anos, com limite de 75 anos de idade dos titulares no final do prazo.

Prestação mensal

Pode optar entre uma prestação com taxa variável, revista semestralmente, ou fixa durante 5 ou 10 anos.

Taxa variável

Ideal para quem quer que a taxa de juro acompanhe as variações da Euribor, sendo revista e atualizada uma vez por ano.

 

Nos primeiros 2 anos, só paga a parcela correspondente aos juros.

Taxa de juro
TAEG

1,3%(1) a 2,2%(2)

Taxa fixa a 5 anos

 Ideal para quem quer uma taxa de juro fixa nos primeiros 5 anos do empréstimo. 

Após este tempo, a taxa varia todos os anos.

 

Nos primeiros 2 anos, só paga a parcela correspondente aos juros.

Taxa de juro
TAEG

1,3%(7) a 2,2%(8)

Taxa fixa a 10 anos

Ideal para quem quer uma prestação fixa nos primeiros 10 anos do empréstimo.

Após este tempo, a prestação passa a ser variável.

Nos primeiros 2 anos, só paga a parcela correspondente aos juros.

Taxa de juro
TAEG

1,4%(9) a 2,3%(10)

Um crédito, várias finalidades

Condições especiais para outras finalidades

Como pedir um crédito habitação para obras no Santander?

Notas

(1) TAEG de 1,3%.
Exemplo para um crédito de 150 000€ para obras na primeira habitação, com relação financiamento/garantia de 80%, prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 0,506% (a média mensal da Euribor a 6 meses, de outubro de 2020 de -0,494%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,00%). 24 prestações mensais de juros no valor de 63,25€ e 396 prestações mensais de capital e juros no valor de 411,37€. O montante total imputado ao consumidor é de 187 142,67€. O valor médio anual do seguro de vida é de 313,56€, considerando um titular de 30 anos, e de 231,12€ para o seguro multirriscos.

(2) TAEG de 2,2%.
Exemplo para um crédito de 150 000€ para obras na primeira habitação, com relação financiamento/garantia de 80%, prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 1,406% (a média mensal da Euribor a 6 meses, de outubro de 2020 de -0,494%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,90%). 24 prestações mensais de juros no valor de 175,75€ e 396 prestações mensais de capital e juros no valor de 473,65€. O montante total imputado ao consumidor é de 215 308,76€. O valor médio anual do seguro de vida é de 336,60€, considerando um titular de 30 anos, e de 231,12€ para o seguro multirriscos.

(3) Para obras em imóveis adquiridos há mais de dois anos, será considerado apenas o valor de avaliação do imóvel, considerando o valor da obra, para determinar o montante máximo a financiar para as obras.

(4) O spread a aplicar irá depender das características do empréstimo e dos proponentes.

(5) TAEG de 1,5%.
Exemplo para um crédito de 150 000€ para obras na primeira habitação, com relação financiamento/garantia de 80%, prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 0,706% (a média mensal da Euribor a 6 meses, de outubro de 2020 de -0,494%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,20%). 24 prestações mensais de juros no valor de 88,25€ e 396 prestações mensais de capital e juros no valor de 424,74€. O montante total imputado ao consumidor é de 193 211,80€. O valor médio anual do seguro de vida é de 318,62€, considerando um titular de 30 anos, e de 231,12€ para o seguro multirriscos.

(6) Empréstimo disponibilizado durante o período de utilização, através de tranches de capital, de acordo com as vistorias solicitadas pelo banco e em função da evolução da obra. Durante o período de utilização de capital, máximo de 2 anos, serão cobradas prestações mensais apenas de juros. Após este período, o empréstimo será reembolsado em prestações mensais constantes e sucessivas de capital e juros.

(7) TAEG de 1,3%.
Exemplo para um crédito de 150 000€ para obras na primeira habitação, com relação financiamento/garantia de 80% e prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 0,521% nos primeiros 5 anos (Taxa fixa a 5 anos de -0,479%, valor de 29 de outubro de 2020, acrescida de spread de 1,00%) e de 0,537% nos períodos seguintes (a média mensal da Euribor a 6 meses, de outubro de 2020 de -0,494%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,00%). 24 prestações mensais de juros no valor de 65,13€, 36 prestações mensais de juros no valor de 412,37€ e 360 prestações mensais de capital e juros no valor de 411,46€. O montante total imputado ao consumidor é de 187 257,43€. O valor médio anual do seguro de vida é de 313,62€, considerando um titular de 30 anos, e de 231,12€ para o seguro multirriscos.

(8) TAEG de 2,2%.
Exemplo para um crédito de 150 000€ para obras na primeira habitação, com relação financiamento/garantia de 80% e prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 1,421% nos primeiros 5 anos (Taxa fixa a 5 anos de -0,479%, valor de 29 de outubro de 2020, acrescida de spread de 1,90%) e de 1,406% nos períodos seguintes (a média mensal da Euribor a 6 meses, de outubro de 2020 de -0,494%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,90%). 24 prestações mensais de juros no valor de 177,63€, 36 prestações mensais de juros no valor de 474,74€ e 360 prestações mensais de capital e juros no valor de 473,74€. O montante total imputado ao consumidor é de 215 427,67€. O valor médio anual do seguro de vida é de 336,56€, considerando um titular de 30 anos, e de 231,12€ para o seguro multirriscos.

(9) TAEG de 1,4%.
Exemplo para um crédito de 150 000€ para obras na primeira habitação, com relação financiamento/garantia de 80% e prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses.. TAN de 0,725% nos primeiros 10 anos (Taxa fixa a 10 anos de -0,275%, valor de 29 de outubro de 2020, acrescida de spread de 1,00%) e de 0,506% nos períodos seguintes (a média mensal da Euribor a 6 meses, de outubro de 2020 de -0,494%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,00%). 24 prestações mensais de juros no valor de 90,63€, 96 prestações mensais de juros no valor de 426,02€ e 300 prestações mensais de capital e juros no valor de 414,77€. O montante total imputado ao consumidor é de 190 306,63€. O valor médio anual do seguro de vida é de 315,85€, considerando um titular de 30 anos, e de 231,12€ para o seguro multirriscos.

(10) TAEG de 2,3%.
Exemplo para um crédito de 150 000€ para obras na primeira habitação, com relação financiamento/garantia de 80% e prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 1,625% nos primeiros 10 anos (Taxa fixa a 10 anos de -0,275%, valor de 29 de outubro de 2020, acrescida de spread de 1,90%) e de 1,406% nos períodos seguintes (a média mensal da Euribor a 6 meses, de outubro de 2020 de -0,494%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,90%). 24 prestações mensais de juros no valor de 203,13€, 96 prestações mensais de juros no valor de 489,63€ e 300 prestações mensais de capital e juros no valor de 477,21€. O montante total imputado ao consumidor é de 218 645,27€. O valor médio anual do seguro de vida é de 338,75€, considerando um titular de 30 anos, e de 231,12€ para o seguro multirriscos.

As TAEG e MTIC apresentados incluem as comissões de formalização (505,00€), dossier (280,00€), gestão mensal (2,90€), avaliação (230,00€) e respetivos impostos, os custos da cópia certificado de contrato (35,00€), do Depósito Documento Particular Autenticado (20,00€), do registo de hipoteca (225,00€), do Imposto do Selo sobre a verba (900,00€) e os prémios de seguro vida e multirriscos, para um titular de 30 anos.

Indexante calculado tendo por base a média aritmética simples das cotações diárias da Euribor a 6 meses, com referência a um ano de 360 dias, do mês anterior ao período da contagem de juros, arredondado à milésima. O eventual valor negativo da taxa de juro (em função da evolução do respetivo indexante) em cada período relevante será deduzido ao capital em dívida na próxima prestação.

TAEG calculada de acordo com o Anexo 2 do Decreto-Lei nº 74-A/2017 de 23 de junho. Base cálculo dos juros 30/360. O eventual valor negativo da taxa de juro (em função da evolução do respetivo indexante) em cada período relevante será deduzido ao capital em dívida na próxima prestação.