Solidariamente com todos os Portugueses, o Santander em Portugal está comprometido em vencer o surto COVID-19, sendo o apoio às famílias parte desta missão. No atual contexto, e porque situações excecionais exigem medidas excecionais, o Banco colocou em prática soluções, pré-aprovadas, para regularização e redução dos encargos mensais.


Como vamos ajudar as famílias em Portugal?


Para redução das suas necessidades de liquidez imediatas:

Para fazer frente à incerteza que as famílias em Portugal atravessam, o Governo de Portugal aprovou uma moratória para suspender temporariamente o pagamento das prestações dos contratos de crédito à habitação até 30 de setembro de 2020 (a Moratória do Estado). Visto que esta solução do Estado abrange apenas o crédito à habitação própria e permanente, e que se aplica exclusivamente às famílias que se encontrem numa das situações previstas, o Santander coloca à sua disposição uma solução complementar (a Moratória do Santander).

A Moratória do Santander permite adiar as prestações de capital do crédito à habitação com outras finalidades e do crédito pessoal por um período de 6 meses.

Estas renegociações estarão isentas de comissões de alteração das características do crédito.

Suspendemos a perda de bonificações de spread por Clientes que venham a incumprir as condições de cross-selling que estão incluídas nos seus contratos de crédito à habitação pelo prazo de 6 meses.


Para facilitar a utilização de canais digitais e o acesso a operações bancárias sem sair de casa:

Isentámos o pagamento de comissões de transferências nacionais através de canais digitais do Banco, incluindo o Envio Dinheiro por MB WAY quando utilizado na App Santander. Assim, os Clientes do Banco podem utilizar os canais digitais para as suas operações do dia a dia, nomeadamente transferências, pagamentos, consultas de saldo, carregamento de telemóveis e pagamentos ao Estado com toda a conveniência e sem custos. Esta medida encontra-se vigente até 30 de abril de 2020, sendo que o seu prolongamento será reavaliado atempadamente.

Reforçamos com mais 100 colaboradores o atendimento por via telefónica direta para que o maior fluxo de chamadas continue a ser atendido com a rapidez e o elevado nível de serviço habitual.


Para reduzir o risco de utilização de cartões de débito e de crédito:

Isentámos de comissões de disponibilização o pedido de novos cartões contactless durante os próximos dois trimestres.


Como vamos ajudar as famílias em Portugal no acesso aos serviços bancários?

Sabemos que, para a economia funcionar, os Bancos e serviços financeiros têm que estar disponíveis. Por isso, mantemos aberta a vasta maioria das nossas agências bancárias, mesmo que em horário reduzido e com condicionamento à entrada;

Reforçámos também a capacidade dos nossos meios digitais, para que um maior número de Clientes possa, em simultâneo, aceder aos serviços do Banco. Nesta fase, estes devem ser o meio preferencial de interação com os serviços do Banco.


Como vamos ajudar as famílias em Portugal nos serviços de saúde?

Para assegurar uma maior segurança e proteção dos Clientes face ao COVID-19, todos os Clientes do Banco têm agora acesso de forma gratuita ao Serviço Médico Online, através da App SafeCare Saúde da Aegon Santander. Adicionalmente, todos os Clientes com seguro terão acesso ao teste para despiste do COVID-19, tendo sido revisto as garantias dos Seguros de Proteção, por forma a alargar o seu âmbito e o acesso a mais serviços, sem custos adicionais.


Conheça também as medidas para apoio às empresas