Crédito Pessoal

Peça um crédito pessoal diretamente no balcão, ou se já for nosso cliente efetue o seu pedido online e, se aprovado, depositamos o dinheiro na sua conta em poucos minutos.

O Crédito Pessoal do Santander é indicado para...

Pedir dinheiro sem sair de casa

Pode tratar de todo o processo online, no nosso site ou App Santander, a qualquer hora do dia.

Dar resposta rápida a um imprevisto

Podemos aprovar o crédito na hora, na app ou no site, e depositamos o dinheiro na sua conta em poucos minutos.

Obter um financiamento com montantes elevados

Se fizer o seu pedido ao balcão, pode estender o montante de financiamento até 75 000€.

A Júlia tem 24 anos, acabou de arrendar casa e pediu o crédito pessoal do Santander

“Cliquei nuns botões” e “passado uns minutos tinha o dinheiro na conta”. Gostou da rapidez, da liberdade de não ter de dar fiadores e de poder estender o crédito a 84 meses para ter uma mensalidade que pode pagar.

Montante

Montante

De 1 500€ a 75 000€

 

Com resposta rápida no NetBanco ou App Santander até 25 000€

Taxa de juro

Taxa de juro

TAN desde 7,5%(1) e TAEG desde 11,5%(2)

Prazo

Prazo de pagamento

De 2 a 7 anos, com limite de 72 anos de idade dos titulares no final do prazo.

Prestações

Prestações

Desde 24,01€ por mês, para 1 500€ a 84 meses, para uma TAN de 8,5% e uma TAEG de 11,7%.

todos os dispositivos

Rápido e em qualquer lugar

Pode pedir crédito no Netbanco, na App Santander, por telefone com apoio de um gestor especializado ou num dos nossos balcões.

Tenha o dinheiro na sua conta em poucos minutos

Comece com uma simulação para definir as condições do empréstimo. Assine o contrato sem sair de casa, e se o seu pedido for aprovado, transferimos de imediato o montante pedido para a sua conta.

Um crédito pessoal específico para cada finalidade

Enquanto estudar só paga os juros

Para fazer face a despesas de saúde, suas ou da família

Para comprar equipamentos para a produção de energia renovável.

Pague o seu empréstimo mesmo com imprevistos

O Seguro associado ao Crédito Pessoal garante que o seu empréstimo fica pago mesmo que tenha imprevistos, como ficar sem emprego.

E se quiser comprar um carro?

Se está a pensar em comprar um carro ou trocar o atual, mas não tem o valor necessário disponível, pode optar pelo Crédito Automóvel do Santander.

Como pedir um crédito pessoal no Santander?

  • Online

    Tenha o montante na sua conta em poucos minutos.

    todos os dispositivos
  • Por telefone

    +351 210 545 720

    De Portugal e do estrangeiro (custo de chamada para a rede fixa nacional)

    Atendimento nos dias úteis, das 9h30 às 17h30.

    Telefone fixo
  • No balcão

    Encontre o balcão Santander mais perto de si.

    Localização

Notas

(1) A taxa de juro (TAN) apresentada é indicativa e pode variar entre 7,5% e 9,5% em função do montante e do prazo do crédito, refletindo também o perfil de risco do cliente. Faça a sua simulação.

 

(2) TAEG de 11,5%, para um crédito pessoal de 7 500€ a 60 meses, com taxa anual nominal fixa (TAN) de 7,5%. Prestação mensal de 151,36€. TAEG inclui as comissões de formalização (375,00€), e respetivo Imposto do Selo (15,00€), e o Imposto Sobre a Utilização de Crédito (132,00€). Os valores das comissões encontram-se afixados no preçário do banco devidamente publicitados em todos os balcões. Base cálculo dos juros 30/360. Montante total imputado ao consumidor de 9 603,37€.

 

Exemplo representativo para uma TAN média: TAEG de 12,6% para um Crédito Pessoal de 7 500,00€ a 60 meses, com taxa anual fixa de 8,50%. Prestação mensal de 155,11€. TAEG inclui a comissão de formalização (375,00€) e respetivo Imposto do Selo (15,00€), e o Imposto sobre a Utilização de Crédito (132,00€). Os valores das comissões encontram-se afixados no preçário do banco devidamente publicitados em todos os balcões. Base cálculo dos juros 30/360. Montante total imputado ao consumidor de 9 828,35€.

Créditos sujeitos à aprovação do banco. Os créditos anunciados não podem ser utilizados para a aquisição de produtos financeiros.

 

A concessão do crédito depende da apreciação casuística e da não verificação de situações de incumprimento ou mora de que o banco tenha conhecimento através da consulta à centralização de riscos do Banco de Portugal.

Para mais informações, pode contactar um dos nossos balcões.